LIBERDADE CRISTÃ PARA OS CRISTÃOS


Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará… Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres –  João 8.31, 32, 36 (ARA)

Onde está o Espírito do Senhor aí há liberdade (2 Coríntios 3:17)

Penso que o tema liberdade cristã seja um dos temas mais delicados para se debater, considerando as inúmeras correntes doutrinárias existentes no meio cristão. Porém, não podemos desprezar ou deixar de falar sobre esse assunto, pois o “O evangelho é a lei perfeita que dá liberdade às pessoas”, conforme Tiago 1:25

A liberdade em Cristo nos livra das frustrações decorrentes do pecado e da sensação de culpa diante de Deus. O apóstolo Paulo declarou em I Coríntios 9.19ª “Sou um homem livre; não sou escravo de ninguém…”. Quem dera todos os cristãos professos pudessem declarar como Paulo o fez sem temer possíveis represálias ministeriais.

Quando desfrutamos da liberdade cristã crescemos espiritualmente, por isso o apostolo recomendou a igreja em Corinto “Irmãos, não pensem como crianças. Sejam como crianças para o que é mau, mas sejam adultos no seu modo de pensar” I Co 14.20 (NTLH). Portanto, qualquer sistema que exerça controle externo ou domine seu pensamento te conduzirá a condição de infantilidade e seu crescimento espiritual será esmagado por esse sistema.

O que me causa estranheza é o grande número de cristãos que temem sua liberdade em Cristo e preferem submeter-se a um sistema que impõe regras que os impedem de crescer. Geralmente isso ocorre porque as pessoas se sentem mais confortáveis obedecendo a ordens, sujeitando-se a um sistema, transferido responsabilidades sobre suas escolhas, mente e decisões. Eu diria que tais pessoas agem como crianças imaturas no raciocínio porque não gostam de assumir sua própria vida e assumir responsabilidades, então preferem que outros o façam mesmo que erroneamente.

No meio cristão é comum ouvir pessoas que buscam orientações proféticas para tomar decisões pessoais e consultas bíblicas através das caixas de promessas. Outro grave problema se refere ao ‘matriarquismo’ e ‘patriarquismo’ gospel, são os pais e mães espirituais que assumem o controle da vida dos ‘filhos espirituais’ e intrometem-se em suas decisões, transformando-os em cristãos imaturos. Já ouvi pessoas que tinham decisões importantes para tomar dizendo que só o fariam após consultar o ‘pai e mãe espiritual’ e no final se deram mal, porque não confiaram no Senhor, não buscaram orientação na Palavra de Deus, mas nos homens e por isso fracassaram.

Há outras pessoas que viveram muito tempo sob o legalismo religioso de uma seita ou religião e não sabem como desfrutar da verdadeira liberdade cristã, por isso abusam e perdem o controle da situação. Transformam sua liberdade em libertinagem (I Co 8.9; Gl 5.13)

A liberdade cristã produz equilíbrio. As nossas decisões e rumos que tomamos na vida dependem do grau de importância que damos a determinadas coisas, pessoas e situações. Se eu não tiver equilíbrio posso transformar uma refeição num banquete de glutonaria, ou meu desejo por ganhar dinheiro em ganância. Quando tenho consciência da liberdade que Cristo me dá, passo a viver no ponto de equilíbrio, nem a direita e nem a esquerda, mas no centro da vontade de Deus.

Que o Senhor nos abençoe e nos conduza sempre na sua vontade, como diria certo escritor “a vontade de Deus é semelhante a uma praia onde crianças brincam a vontade e elefantes morrem afogados”

Como está a sua liberdade em Cristo?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s