Pré-requisitos para grandes responsabilidades


Daniel 1.4,19-20

“4 jovens sem nenhum defeito, de boa aparência, instruídos em toda a sabedoria, doutos em ciência, versados no conhecimento e que fossem competentes para assistirem no palácio do rei e lhes ensinasse a cultura e a língua dos caldeus… 19 Então, o rei falou com eles; e, entre todos, não foram achados outros como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; por isso, passaram a assistir diante do rei. 20 Em toda matéria de sabedoria e de inteligência sobre que o rei lhes fez perguntas, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos e encantadores que havia em todo o seu reino.”

No 3º ano de Jeoaquim, rei de Judá, Nabucodonosor rei da Babilônia leva cativo jovens da linhagem real e nobres para servir no seu palácio. Esses jovens deveriam possuir algumas aptidões. Em meio às hostilidades sofridas por seu povo, Daniel e seus três amigos, são levados à corte onde terão que manter firme seu caráter e sua crença em Deus.

A situação dos jovens hebreus pode ser comparada ao mundo contemporâneo, onde os mais preparados obtém as melhores oportunidades. Melhor emprego; melhor salário; melhor casamento; etc.

O mundo é como uma selva habitada por seres violentos e predadores. Todos os dias surgem novos desafios e novas oportunidades, mas somente aqueles que se qualificam conseguem avançar rumo às novas conquistas.

O rei Nabucodonosor desejava investir naqueles jovens como futuros líderes no seu reino e no reino conquistado (judá). Portanto, eles estavam diante de uma grande oportunidade, considerando que as pessoas desqualificadas continuariam como servos.

Quais qualidades o rei buscava?

1. Tinham que ser jovem (v.4) (espírito jovem) – eles teriam mais facilidade para receberem treinamento. Há dois tipos de jovens que podemos considerar: Jovens na idade biológica (vigor físico) e jovem na idade mental (capacidade para aprender), afinal de contas o que é ser jovem?

  1. Uma ativa, dinâmica e equilibrada mocidade, dá à pessoa velha um toque de jovem, um corpo e um espírito saudável. Não é de se surpreender achar vários sexagenários com cara de cinquenta. No outro caso há as pessoas que se parecem mais velhas que a idade deles/delas. Um homem velho que se mantém bem fisicamente, mantém a moral excelente e continua levando à frente os seus projetos com muita prontidão e esperança. Ele nunca pensa de acabar com a carreira sem razões sérias;
  2. Se alguns de nós “envelhecemos” de vez, é porque não amadurecemos. Envelhecemos quando nos fechamos a novas ideias e nos tornamos radicais. Envelhecemos quando o novo nos assusta. Envelhecemos também quando pensamos demasiado em nós mesmos e nos esquecemos dos demais. Envelhecemos se deixamos de lutar.
    1. Em aprendizado constante. O verdadeiro profissional do futuro nunca está satisfeito com o que sabe, sempre espera aprender mais, aperfeiçoar-se, tornar-se um profissional melhor do que é hoje ou do que foi ontem.

2. Tinham que ter boa aparência (v.4)  O conceito de boa aparência é subjetivo e varia de pessoa para pessoa. Nem sempre a beleza física é um fator decisivo, outros fatores podem servir de indicativos para o que denominamos de boa aparência, exemplo: o asseio, boa apresentação, simpatia, boas maneiras, etc.

  1. Deus não olha para as aparências, mas os homens olham (I Sm 16.2): 1 Samuel 16:18 – “Um dos empregados respondeu: — Jessé, da cidade de Belém, tem um filho que é bom músico. Ele também é valente, bom soldado, fala bem, tem boa aparência, e o SENHOR Deus está com ele;
  2. Ester foi escolhida para ser esposa do rei Assuero e rainha por causa da sua aparência. Ester 2.7-9 “Ele (Modercai) criara a Hadassa, que é Ester, filha de seu tio, a qual não tinha pai nem mãe; e era jovem bela, de boa aparência e formosura. Tendo-lhe morrido o pai e a mãe, Mordecai a tomara por filha. 8 Em se divulgando, pois, o mandado do rei e a sua lei, ao serem ajuntadas muitas moças na cidadela de Susã, sob as vistas de Hegai, levaram também Ester à casa do rei, sob os cuidados de Hegai, guarda das mulheres. 9 A moça lhe pareceu formosa e alcançou favor perante ele; pelo que se apressou em dar-lhe os unguentos e os devidos alimentos, como também sete jovens escolhidas da casa do rei; e a fez passar com as suas jovens para os melhores aposentos da casa das mulheres. 17 O rei amou a Ester mais do que a todas as mulheres, e ela alcançou perante ele favor e benevolência mais do que todas as virgens; o rei pôs-lhe na cabeça a coroa real e a fez rainha em lugar de Vasti.

3. Tinham que ser inteligentes e habilidosos (V. 4) – Capacidade para processar as informações rapidamente e variedade de habilidades.

  1. a.      A inteligência daqueles jovens sobrepunha os demais porque vinha de Deus: Daniel 1.17 “Ora, a estes quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria; mas a Daniel deu inteligência de todas as visões e sonhos;”
  2. b.      Interesse em adquirir novos conhecimentos. Domínio de idiomas, línguas estrangeiras e a língua nativa. Conhecemos das novas tecnologias (mais do que ler e-mails, elaborar documentos no word, ou jogar pela net);
  3. Quem busca o conhecimento encontra a felicidade: Provérbios 19:8 ”quem procura ter sabedoria ama a sua vida, e quem age com inteligência encontra a felicidade.”
  4. Podemos encontrar em Deus habilidade e competência para grandes realizações – Êxodo 35.30-33 – “30 Moisés disse ao povo de Israel: – O Senhor Deus escolheu Bezalel, filho de Uri e neto de Hur, da tribo de Judá. 31 Deus o encheu com o seu Espírito e lhe deu inteligência, competência e habilidade para fazer todo tipo de trabalho artístico; 32 para fazer desenhos e trabalhar em ouro, prata e bronze; 33 para lapidar e montar pedras preciosas; para entalhar madeira; e para fazer todo tipo de artesanato.”

4. Tinham que ser competentes (v.4)Ter sabedoria para saber usar suas habilidades e alcançarem resultados práticos.

  1. Quando Moisés decide escolher colaboradores, ele escolhe os competentes: Deuteronômio 1:13 – “Portanto, de cada tribo escolham homens sábios, inteligentes e competentes, para que eu os ponha como chefes de vocês.”
  2. As melhores posições são para pessoas competentes – Provérbios 14:35 – Os reis recompensam os servidores competentes, mas castigam os que não agem bem.”
  3. Ser popular não é sinônimo de competência. A popularidade dá uma falsa sensação de segurança, mas quem busca competência focada em seus objetivos certamente alcançam sucesso.

 

5. Tinham que ter coração de servos (v.4) Capacidade para servir aos outros de todas as maneiras que possam sentir-se úteis.

  1. Sófocles (dramaturgo 495 a.C.) pronunciou que “a coisa mais bela consiste em ser útil ao próximo. Servir é uma honra concedida por Deus aos homens e faz bem ao coração dos que servem e são servidos. A Bíblia declara que “Mais bem-aventurado é dar que receber.” (Atos 20.35).
  2. Satisfazer as necessidades do outro ou ajudá-lo a realizar um sonho é o melhor caminho para o sucesso da sua própria carreira. Um profissional que realmente atingiu o sucesso foi aquele que soube ajudar alguém (Roberto Shinyashiki)
  3. No Reino de Deus podemos servir de inúmeras maneiras, o Senhor será sempre o mesmo: 1 Coríntios 12:5 – “Existem maneiras diferentes de servir, mas o Senhor que servimos é o mesmo.”

Há outras qualidades que esses jovens possuíam: eram ensináveis; convictos; submissos; relacionais; bem informados; dotados de grandes habilidades; excelentes. Eles fizerem a diferença e honrarem sua fé, por isso o Senhor os honrou em terra estranha, os livrou de inúmeras situações perigosas. Eles permaneceram fiéis ao Senhor até a idade adulta.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s