Benefícios espirituais alcançados na Palavra de Deus



II Timóteo 3.16,17 NTLH

“Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que o servo de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações.”

Muitas pessoas buscam nas escrituras o conhecimento, com o objetivo de usar suas passagens em benefício próprio, na construção de conceitos e ideologias produzidas apenas para satisfação do ego.

O conhecimento bíblico se não for acompanhado de sinceridade, humildade, reverência e discernimento do Espírito santo, tornar-se-á mero conhecimento literário que torna alguns pseudos cristãos arrogantes e egocêntricos.

Há varias razões para ler a Bíblia: obtenção de conhecimento bíblico; curiosidade bíblica; sectarismo – buscar apoio em textos das escrituras para sustentar suas argumentações, etc.

É possível beneficiarmos da leitura bíblica? Sim. Paulo afirma que ela é útil para ensino, repreensão, promoção da justiça, correção e aprovação do homem perante Deus. Vejamos alguns desses benefícios:

1. A palavra convence a pessoa do pecado

Como um espelho que nos mostra quem realmente somos, quando a pessoa se confronta com a Palavra de Deus, seus erros ocultos e impercebíveis são revelados e como o profeta Isaias (Is 6.5) nos curvamos perante o Senhor, clamando por sua misericórdia.

Diante da Palavra reconhecemos o verdadeiro estado de nossa alma e a necessidade que temos de Cristo – Lucas 5.31,32 “– Os que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar os bons, mas para chamar os pecadores, a fim de que se arrependam dos seus pecados.”

Com quem pareço? Ao ler a Bíblia eu vejo os fracassos de algumas pessoas que tentaram ser fiéis, e me sinto parecido com eles? Ou quando leio sobre Jesus, sua vida perfeita, percebo que estou muito distante em ser como ele é?

2. A Palavra produz tristeza por causa do pecado

Algumas sementes lançadas caíram em solo rochoso e não foram producentes. Jesus declara que essas sementes são aquelas pessoas que ouvem a palavra com alegria, mas por não possuírem raiz, tem vida curta e logo perecem (Mt 13.20,21).

Sementes em solo rochoso representam pessoas que ouvem um sermão que exibe habilidades intelectuais do pregador e se encantam. Esses sermões são encantadores, mas não alcançam a consciência de quem ouve, por isso, depois de certo tempo a pessoa sente-se vazia e acaba perecendo espiritualmente.

A Palavra de Deus não exige habilidades especiais de quem deseja conhece-la. Uma mensagem bíblica pode parecer simples em sua apresentação, mas quando encontra um coração disposto a recebê-la, produz efeitos espirituais maravilhosos na vida do ouvinte.

A exposição da Palavra do Senhor nos leva a sentir nossos pecados íntimos e se arrepender, para sermos abençoados: “Na verdade, depois que me converti, arrependi-me; depois que fui instruído, bati no peito; fiquei envergonhado, confuso, porque levei o opróbrio da minha mocidade.” Jeremias 31.19 RA

Reconhecemos a transformação espiritual obtida através da Palavra quando somos levados ao quebrantamento e humilhação perante Deus, por nossas culpas diárias. Quando em contato com o nosso interior a palavra provoca amargura (Ap 10.9-11 NTLH)

“9 Fui, pois, ao anjo, dizendo-lhe que me desse o livrinho. Ele, então, me falou: Toma-o e devora-o; certamente, ele será amargo ao teu estômago, mas, na tua boca, doce como mel. 10 Tomei o livrinho da mão do anjo e o devorei, e, na minha boca, era doce como mel; quando, porém, o comi, o meu estômago ficou amargo. 11 Então, me disseram: É necessário que ainda profetizes a respeito de muitos povos, nações, línguas e reis.”

3. A Palavra nos conduz a confissão de pecado.

Graças a Deus pelas escrituras. Elas são proveitosas para repreender-nos acerca de nossos erros (II Tm 3.16). Quem medita nas escrituras, não precisa que alguém lhe chame a atenção, pois está sempre bem orientado como proceder.

A Palavra é como uma luz que expõe nossa verdadeira identidade, quem não pertence a Cristo se incomoda com a presença dessa luz: “Pois todos os que fazem o mal odeiam a luz e fogem dela, para que ninguém veja as coisas más que eles fazem. Mas os que vivem de acordo com a verdade procuram a luz, a fim de que possa ser visto claramente que as suas ações são feitas de acordo com a vontade de Deus.” João 3.20,21 NTLH

A Palavra de Deus expõe nossas falhas, mas também oferece o perdão para quem se arrepende: “Quem tenta esconder os seus pecados não terá sucesso na vida, mas Deus tem misericórdia de quem confessa os seus pecados e os abandona.” Provérbios 28.13 NTLH

Não existe paz verdadeira, se não houver sepultamento do pecado em nossas vidas. As culpas secretas ocultam e impedem a produção de frutos espirituais na vida do crente. “Enquanto não confessei o meu pecado, eu me cansava, chorando o dia inteiro. De dia e de noite, tu me castigaste, ó Deus, e as minhas forças se acabaram

como o sereno que seca no calor do verão. Então eu te confessei o meu pecado

e não escondi a minha maldade. Resolvi confessar tudo a ti, e tu perdoaste todos os meus pecados.” Salmos 32.3-5 NTLH

4. A Palavra de Deus deve provocar em nós repulsa ao pecado.

Podemos amar a Deus sem odiar aquilo que Ele odeia? “Não somente devemos evitar o mal, recusando-nos a continuar nele, mas também devemos declarar guerra contra ele, voltando-nos contra ele com indignação no íntimo” (C.H. Spurgeon)

“Vocês, que amam a Deus, o Senhor, odeiem o mal; ele protege a vida dos que lhe são fiéis e os livra do poder dos maus. A luz ilumina a vida dos honestos, e a alegria ilumina o caminho dos que obedecem a Deus.” Salmos 97.10,11

Sempre que a santidade divina for implantada em nossos corações, necessariamente haverá repulsa a tudo que é profano. Quando esse repúdio ao mal é verdadeiro, seremos como o salmista que declarou: “Por meio dos teus preceitos, consigo entendimento; por isso, detesto todo caminho de falsidade. Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.” Salmos 119.104,105 RA

Não devemos apenas abster-nos do pecado, mas detestar tudo que corrompe e nos afasta dos caminhos do Senhor. “Por isso tenho por em tudo retos os teus preceitos todos, e aborreço todo caminho de falsidade” (Salmos 119:128).

Não basta conhecer as escrituras, é preciso viver e aplicá-la em nosso dia a dia: “Mas ao ímpio diz Deus: De que te serve repetires os meus preceitos e teres nos lábios a minha aliança, uma vez que aborreces a disciplina e rejeitas as minhas palavras?” Salmos 50.16,17 NTLH.

Em que consiste o temor ao Senhor? “O temor do Senhor consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço.” Prov. 8.13 NTLH

Edward Reyner – 1635, declarou: “Enquanto não odiarmos ao pecado, não poderemos mortificá-lo, ninguém clamará contra o pecado, como os judeus clamaram contra o Cristo: ”Crucifica-O! Crucifica-O!”, enquanto realmente não abominar o pecado como Ele foi abominado”

5. A Palavra de Deus nos leva a abandonar o pecado.

Quando vivemos de acordo com a vontade de Deus, encontramos em sua palavra a verdadeira direção para uma vida próspera: “Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais:

Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor.” II Timóteo 2:19 NTLH.

As promessas do Senhor são para aqueles que vivem de acordo com a sua Palavra: II Co 6.14-18 NTLH: “14 Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? 15 Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? 16 Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. 17 Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, 18 serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.”

A leitura constante da Palavra de Deus deverá nos purificar (Sl 119.9): João 15.3 RA “”Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado”

Quando meditamos na Palavra de Deus, não apenas confessamos nossos pecados expostos, mas somos levados a separar-se do mal na prática. Portanto, o pecado terá sido confessado e abandonado à luz da Palavra de Deus.

Há vida próspera para quem abandona o pecado: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.”

6. A Palavra de deus nos fortalece contra o pecado

As escrituras não apenas revelam o nosso pecado e nos ensina como tornar-se puro. Ela também nos revelam como obter livramento do pecado e como viver uma vida em comunhão com Deus. Para o salmista, a fórmula encontrada para se proteger contra o pecado era “guardar a Palavra de Deus no coração” (Sl 119.11).

O remédio contra o mal é a prática do bem (Rm 12.21). Portanto, quanto mais nos deleitarmos nas escrituras, menos espaço haverá em nossas mentes para ser ocupada pelo pecado.

Não há nada mais eficaz do  que as escrituras para nos preservar contra as infecções mundanas: “No coração, tem ele a lei do seu Deus; os seus passos não vacilarão.” Salmos 37.31 NTLH

A verdade no coração, desperta nossa consciência acerca do certo e errado. Quando José foi tentado pela esposa de Potifar, ele afirmou: “Ele não é maior do que eu nesta casa e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porque és sua mulher; como, pois, cometeria eu tamanha maldade e pecaria contra Deus?” Gn 39.9 NTLH

A Palavra de Deus estava arraigada no coração de José, pelo que também prevaleceu sobre os seus desejos. Todos nós estamos sujeitos às tentações, só não sabemos quando e em que forma virá. A Palavra de Deus nos dará forças para resistir.

7. A Palavra de Deus nos leva a praticar o contrário do pecado

Pecado significa transgressão da lei – I João 3.4 NTLH: “Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.”

O pecado é sempre o contrário da vontade de Deus. Por isso é tido como rebeldia contra o Senhor.

O pecado é uma espécie de anarquia no campo espiritual. A nossa atitude contra o pecado é submeter-se a vontade de Deus. Praticar o contrário do pecado é andar na obediência ao Senhor.

Devemos sempre nos perguntar:

Os meus pensamentos, o meu coração, a minha conduta e as minhas obras estão sendo regulamentados pela Palavra de Deus? Veja a oração do salmista: Salmos 119.33-40 NTLH

33 Ensina-me, Senhor, o caminho dos teus decretos, e os seguirei até ao fim.

34 Dá-me entendimento, e guardarei a tua lei; de todo o coração a cumprirei.

35 Guia-me pela vereda dos teus mandamentos, pois nela me comprazo.

36 Inclina-me o coração aos teus testemunhos e não à cobiça.

37 Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho.

38 Confirma ao teu servo a tua promessa feita aos que te temem.

39 Afasta de mim o opróbrio, que temo, porque os teus juízos são bons.

40 Eis que tenho suspirado pelos teus preceitos; vivifica-me por tua justiça.

Devemos buscar na Palavra de Deus a luz que iluminará os nossos caminhos, mostrando-nos em quais áreas precisamos de correção. E, também abraçar e amá-la acima de qualquer coisa. Não basta conhecer, é preciso praticar a Palavra.

O conselho de Paulo para Timóteo é válido para todos até os dias atuais: Medita estas coisas e nelas sê diligente, para que o teu progresso a todos seja manifesto. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes.”  I Timóteo 4.15,16 NTLH

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s