Comprometimento: Marcas de uma sábia decisão.


LUCAS 9.57-62

 57.     Quando Jesus e os discípulos iam pelo caminho, um homem disse a Jesus: – (1) Eu estou pronto a seguir o senhor para qualquer lugar onde o senhor for.

58.     Então Jesus disse: – As raposas têm as suas covas, e os pássaros, os seus ninhos. Mas (1) o Filho do Homem não tem onde descansar.

59.     (2) ele disse para outro homem: – Venha comigo. Mas ele respondeu: –  Senhor, primeiro deixe que eu volte e sepulte o meu pai.

60.     Jesus disse: – (2) Deixe que os mortos sepultem os seus mortos. Mas você vá e anuncie o Reino de Deus.

61.     Outro homem disse: – (3) Eu seguirei o senhor, mas primeiro deixe que eu vá me despedir da minha família.

62.     Jesus respondeu: – (3) Quem começa a arar a terra e olha para trás não serve para o Reino de Deus.

Essa passagem mostra o estilo de liderança de Jesus e o modo como ele tratava às pessoas convidadas ou que almejavam segui-lo.

1. Uma das marcas principais que Jesus requereu dos seus discípulos era o comprometimento com a causa.

Quais são as marcas de uma pessoa comprometida? Lealdade; Fiel à sua palavra ou a um acordo; Responsabilidade; Sacrifício; Contrato a ser cumprido; Obrigação ou Promessa.

Jesus requereu dos seus discípulos o comprometimento com a sua missão e a igreja que estava para surgir. Ele esperava dos discípulos um envolvimento intrínseco e sacrificial pelo estabelecimento de seu Reino na terra.

Os discípulos de Jesus não eram totalmente iguais. Como pessoas, eles tinham personalidade e cada um tinha um determinado nível de comprometimento com a missão de Jesus. Vejamos alguns tipos de comprometimento:

1º.   Sentimental: uma pessoa leal que gosta de contribuir, que sente alegria em fazer parte do grupo e ver a concretização dos resultados almejados;

2º.   Recompensas: a pessoa que se compromete desde que haja uma recompensa pelo seu esforço. Esse prêmio vai desde um elogio em público ao recebimento de vantagens financeiras pelo esforço empregado;

3º.   Sociológico: tais pessoas nessa posição sentem-se bem quando são liderados por alguém. Estão sempre dispostas a ajudar, contribuir, desde que alguém os comande. Só faz o que mandam;

4º.   Normativo: pessoas dispostas a ajudar, porém só se comprometem se as regras que estiverem explicitas nos manuais de normas e condutas. Quando enfrentam obstáculos, sentem-se inseguros e desistem, porque não sabem executar aquilo que não está contido no manual.

5º.   Comportamental: gera um sentimento de auto-responsabilidade pelo exercício de uma ação, faz desse tipo de pessoa alguém disposto a entregar-se totalmente para alcançar os objetivos impostos. Os resultados obtidos reforçam a ideia de continuidade e garante os esforços necessários para uma nova batalha.

2. Nem todos que seguiam a Jesus estavam comprometidos com Ele.

Várias são as razões que levavam as pessoas a seguir Jesus. A situação sócia econômica, política, religiosa, familiar, etc. levaram milhares de pessoas a seguir Jesus por onde ele passava. A maioria vivia na expectativa de alcançar uma cura, milagre, restauração, ou quem sabe, um lugar de destaque em seu reino vindouro. Porém, Jesus escolhe um grupo de pessoas e se dedica a ensiná-las suas verdades a fim de que pudessem dar continuidade a sua grande obra na terra.

Dessas pessoas Ele requer um alto grau de comprometimento com o Seu Reino. Isso significa que nem todas as pessoas que se dizem cristãos são verdadeiramente comprometidas com as causas do Reino de Deus: “Muitos são chamados e poucos escolhidos (Mt 22.14); Nem todos os que me dizem: Senhor! Senhor! entrarão no reino dos céus” (Mt 7.21)

3. Eu estou disposto a comprometer-me com Jesus

Uma pessoa se oferece para seguir Jesus. Isso é maravilhoso, alguém disposto a entregar-se totalmente a Ele para cumprir sua vontade.

Jesus chama a atenção para a natureza, cita as raposas e os pássaros que tem seus esconderijos (Lc 9.57). Essa passagem fala da falsa proteção e segurança que os esforços humanos garantem. Eles constroem suas casas, mas nem por isso estão totalmente seguros.

Outra lição que aprendemos: quem deseja seguir Jesus não pode se atrelar a bens materiais ou superficiais – “o Filho do Homem não tem onde descansar” (Lc 9.58). Estar comprometido com o Reino de Deus significa entrega total, sem reservas. É depender unicamente de Deus.

4. Eu te seguirei depois que …

Agora é Jesus quem convida uma pessoa para segui-lo. Imagine que convite glorioso, alguém ser convidado para fazer parte do time de Jesus, andar com Ele e conhecer seus ensinamentos, poder servi-lo aonde quer que vá.

Alguns se fazem pastores, sem ter o chamado e enganam as pessoas com suas doutrinas perversas: “Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, (II Pd 2.1 RA)

Essa pessoa recebeu um chamado, mas colocou alguns impedimentos para segui-lo, não queria se comprometer naquele momento. Ele gostaria de primeiro viver alguns anos com sua família e esperar a morte de seu pai. Provavelmente ele era o mais velho da casa e por isso não poderia sair de casa.

Jesus responde que o Reino de Deus requer urgência, mas que qualquer tradição cultural ou questão familiar. Ele foi taxativo: Não se embarace com as coisas dessa vida, não perca tempo com os mortos – “Mas você vá e anuncie o Reino de Deus.” (Lc 9.58).

5.Eu irei contigo. porém, deixa primeiro …

Quem se compromete deve ir até o fim. A terceira pessoa citada por Lucas estava disposta a seguir Jesus. Diferente do segundo que tinha algumas questões culturais que o impedia de tomar a decisão, esse homem quer apenas se despedir de sua família.

Um pedido simples e aparentemente inofensivo que foi negado por Jesus. E mais ainda, Jesus disse-lhe: “pessoas como você não serve para o Reino de Deus.”

A grande verdade é que para aquele homem o ato de se despedir da família não representava perigo, mas Jesus enxerga o coração do homem e o futuro que o aguarda, de acordo com a sua decisão.

Certa vez, um dos discípulos (Pedro) disse que nunca negaria a Jesus. Bastou que fosse confrontado no pátio do templo por algumas pessoas para que o negasse e esquecesse a sua promessa.

Porque Deus não concorda que façamos coisas aparentemente são inofensivas?

Simples: Ele conhece o nosso coração. “porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração” I Sm 16.7b

Eu penso o quão duras foram as palavras de Jesus para aquele homem: Se queres me seguir então esqueça teu passado, suas velhas amizades, seus velhos negócios e vícios, suas velhas práticas e sua velha natureza.

Quem se compromete com o Reino de Cristo não pode sequer olhar para trás. Preste bem atenção. Jesus não disse voltar atrás, mas apenas olhar para trás (Lc 9.58).

Olhar para trás representa a saudade de viver no pecado e desfrutar o que o mundo oferece – Lucas 17.32 (NTLH) “Lembrem da mulher de Ló.”

Quem está comprometido com Jesus, sempre vence. Nessa vida e na eternidade.

“Aí Pedro disse: Veja! Nós deixamos tudo e seguimos o senhor. Jesus respondeu: – Eu afirmo a vocês que isto é verdade: aquele que, por causa de mim e do evangelho, deixar casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou terras receberá muito mais, ainda nesta vida. Receberá cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos, terras e também perseguições. E no futuro receberá a vida eterna.” Marcos 10.28-30 (NTLH).

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s