Escolhas e decisões para um futuro melhor!


“11 Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e partiu para o Oriente; separaram-se um do outro. 12 Habitou Abrão na terra de Canaã; e Ló, nas cidades da campina e ia armando as suas tendas até Sodoma.” Gênesis 13.11-12

“13 Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, 14 prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” Efésios 3.13,14

Duas coisas difíceis, porém comuns, na vida de qualquer pessoa: Escolhas e Decisões.

  • A escolha está ligada a nossa capacidade de discernimento;
  • A decisão a nossa determinação em aceitar nossas escolhas.

Deus chamou Abrão, lhe fez promessas. Essas promessas estavam condicionadas a obediência de Abrão:

1º.   A escolha: Sair do meio de sua parentela“Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai” – Gênesis 12.1a

2º.   A decisão: Ir para terra que Deus lhe mostraria“vai para a terra que te mostrarei” – Gênesis 12.1b

A escolha e decisão de Abraão acarretariam em bênçãos materiais sobre a sua vida e sua descendência e a vinda do Salvador Jesus.

 

Com Paulo a situação foi semelhante. Deus o chamou e lhe fez promessas que estariam condicionadas a obediência de Paulo:

1º.   A escolha não partiu de Paulo, mas Deus o chamou para ser apóstolo – “Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel” – Atos 9.15; Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo, e o irmão Sóstenes” – I Coríntios 1.1

2º.   A decisão de Paulo em aceitar a vontade de Deus lhe mostraria o caminho da cruz – “pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome.” Atos 9.16

A escolha e decisão de Paulo acarretariam em bênçãos espirituais para todos os povos na terra. Ele seria o precursor dos apóstolos gentios responsáveis pela disseminação do evangelho em toda a terra.

 

Quais as semelhanças entre esses dois personagens?

1º.   Não eram acomodados

O escritor aos Hebreus, fala sobre a busca de Abraão por um herdeiro a fim de perpetuar sua descendência: “Foi pela fé que Abraão se tornou pai, embora fosse velho demais e a própria Sara não pudesse mais ter filhos. Ele creu que Deus ia cumprir a sua promessa. Assim, de um só homem, que estava praticamente morto, nasceram tantos descendentes como as estrelas do céu, tão numerosos como os grãos de areia da praia do mar” Hebreus 11.11,12 NTLH

Paulo em sua carta aos filipenses demonstra seu entusiasmo ao declarar: “não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo …” – Filipenses 3.13,14a

 

2º.   Ambos romperam com o seu passado

Abraão teve que deixar seu sobrinho seguir o próprio caminho para que as bênçãos de Deus se confirmassem sobre a sua vida: “Acaso, não está diante de ti toda a terra? Peço-te que te apartes de mim; se fores para a esquerda, irei para a direita; se fores para a direita, irei para a esquerda. Disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se separou dele:” Gênesis 13.9, 14a

Paulo deixa claro em sua afirmação: “não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão” Filipenses 3.13

Algumas pessoas não conseguem avançar e conquistar coisas novas em suas vidas porque estão presas ao passado. A ligação com o passado pode tornar-se um impedimento para novas conquistas, exemplo da mulher de Ló que não resistiu ao passado e olhou para trás: “E aconteceu que a mulher de Ló olhou para trás e virou uma estátua de sal.” Gênesis 19.26

MSN_ADI

Quais os frutos das escolhas de Abraão e Paulo?

A garantia de uma pátria celestial. Falando acerca dos patriarcas, escreve o escritor aos Hebreus: “Mas, pelo contrário, estavam procurando uma pátria melhor, a pátria celestial. E Deus não se envergonha de ser chamado de o Deus deles, porque ele mesmo preparou uma cidade para eles.” Hebreus 11.16 NTLH

Uma esperança de glória: “Mas nós somos cidadãos do céu e estamos esperando ansiosamente o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que virá de lá. Ele transformará o nosso corpo fraco e mortal e fará com que fique igual ao seu próprio corpo glorioso, usando para isso o mesmo poder que ele tem para dominar todas as coisas.” – Filipenses 3.20,21 NTLH

Quando tudo terminar a sensação de dever cumprido. “7Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé. E agora está me esperando o prêmio da vitória, que é dado para quem vive uma vida correta, o prêmio que o Senhor, o justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos os que esperam, com amor, a sua vinda.” – II Timóteo 4.7,8 NTLH

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s