Um só Rebanho. Um só Pastor!


Aula 21 - Um só rebanho, um só pastorJesus é o verdadeiro e sumo pastor. Ele mesmo declarou essa verdade no verso 11: “Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a vida pelas ovelhas”.

Há muitas passagens na Bíblia, inclusive no A.T. que mostram Jesus como pastor:

Salmo 23.1 – “O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará.”

Isaias 40.11 – “Como um pastor cuida do seu rebanho, assim o SENHOR cuidará do seu povo; ele juntará os carneirinhos, e os carregará no colo, e guiará com carinho as ovelhas que estão amamentando.”

Ezequiel 34.11-16,23 –

Eu, o SENHOR Deus, digo que eu mesmo procurarei e buscarei as minhas ovelhas.

 12 Como um pastor busca as suas ovelhas que estão espalhadas, assim eu buscarei as minhas ovelhas e as trarei de volta de todos os lugares por onde foram espalhadas naquele dia de escuridão e desgraça.

 13 Eu as tirarei de países estrangeiros, e as ajuntarei, e as trarei de volta à sua própria terra. Eu as levarei para as montanhas de Israel e ali as alimentarei, perto dos ribeirões e em todos os lugares onde o povo vive.

 14 Deixarei que elas pastem em bons pastos, nas subidas das montanhas, nos vales e em todos os pastos verdes da terra de Israel.

 15 Eu mesmo serei o pastor do meu rebanho e encontrarei um lugar onde as ovelhas possam descansar. Sou eu, o SENHOR Deus, quem está falando. 16 – Procurarei as ovelhas perdidas, trarei de volta as que se desviaram, farei curativo nas machucadas e tratarei das doentes. Mas destruirei as que estão gordas e fortes, porque eu sou um pastor que faz o que é certo. 23 Eu darei às minhas ovelhas um rei que será como o meu servo Davi, para ser o seu único pastor. Ele será o seu pastor e cuidará delas.

Foram os pastores de ovelhas os primeiros que receberam a notícia do nascimento de Jesus (Lucas 2.8-20).

Como Bom Pastor, Jesus morreu pelos pecadores, que eram como ovelhas errantes (Jo 10.10,15).

Como Grande Pastor, Jesus ressuscitou e subiu aos céus para interceder por suas ovelhas, Hebreus 13.20 – “Deus ressuscitou o nosso Senhor Jesus, que, por causa da sua morte na cruz, é o Grande Pastor do rebanho. E é por meio do sangue de Jesus que a aliança eterna é selada…”

Como Supremo Pastor, Jesus nos traz de volta a comunhão com Deus e cuida de nossa vida espiritual, I Pedro 2.25 – “Vocês eram como ovelhas que haviam perdido o caminho, mas agora foram trazidos de volta para seguir o Pastor, que cuida da vida espiritual de vocês.”

Eu Sou o Bom Pastor – significa mais que bondade puramente, fala-nos que a perfeição de todos os atributos pertence a ele. Para Ellicott, “Ele é o pastor idealmente bom, que pre­enche toda idéia de governo, susten­to, auto-sacrifício que já se reuniu em torno do nome do pastor. Nenhu­ma imagem de Cristo impressionou tão profundamente a mente da Igre­ja como essa”

Jesus é o pastor dos pastores, aqueles que exercem o pastoreio da igreja são constituídos por Cristo, Ele é o supremo pastor, Efésios 4.11 – Foi ele quem “deu dons às pessoas”. Ele escolheu alguns para serem apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e ainda outros para pastores e mestres da Igreja.

Na história antiga os reis e governantes eram tidos como pastores do povo. Jesus veio para ser muito mais, ele é o pastor da igreja para sempre – Através Dele pecadores arrependidos são trazidos de volta à comunhão com Deus, João 11.52 = “E não somente pela nação, mas também para reunir em um só corpo todos os filhos de Deus que estão espalhados por toda parte.”

O Rei ideal era o pastor do seu rebanho, o pai de família e a autoridade governante sobre sua nação. Ao dizer, “Eu sou o bom pastor”, todas as implicações sobre esse termo foram consolidadas em Jesus.

I Pedro 2.25 – “Vocês eram como ovelhas que haviam perdido o caminho, mas agora foram trazidos de volta para seguir o Pastor, que cuida da vida espiritual de vocês.” Jesus assumiu o papel do Pastor de nossas almas, por:

  1. Desígnio de Deus. O mundo religioso estava tomado por mercenários, mas Jesus veio em forma humana para servir como mediador autorizado e cumprir a sua missão por vontade do pai.
  2. Por sua escolha voluntária. Embora tenha sido enviado por Deus, foi Ele quem decidiu vir. O amor de Jesus, seu interesse em resgatar a humanidade decaída o levou a buscar e salvar os perdidos. Foi a sua escolha sofrer e morrer pelos pecadores, verso 18 – “Ninguém tira a minha vida de mim, mas eu a dou por minha própria vontade.”

 

 

Como Bom Pastor:

Ele possui as ovelhas. Em virtude da criação e redenção, todas as almas pertencem a Jesus através da entrega de coração (versos 04,14,16). Aqueles que se entregaram a Cristo podem afirmar como Davi no Salmo 23.1 – “O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará.”

Ele conhece suas ovelhas, verso 14 – “Eu sou o bom pastor. Assim como o Pai me conhece, e eu conheço o Pai, assim também conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. E estou pronto para morrer por elas.” Somos participantes da natureza divina, somos um em Jesus, assim como Ele é um em Deus. Do mesmo modo que o pastor de ovelhas conhecia cada uma em particular, O Pai conhece o Filho e Jesus conhece tudo sobre as suas ovelhas.

Ele conduz o seu rebanho. Para os orientais o pastor ia à frente das ovelhas que por conhecerem a sua voz o seguiam. Alguém estranho poderia chamar as ovelhas, mas elas não responderiam ao comando por desconhecerem sua voz. Se vivermos em total harmonia com Deus nós seremos capazes de discernir a voz do verdadeiro pastor e dos falsos pastores.

Ele dá a própria vida pelas ovelhas. Jesus declarou por duas vezes nessa passagem que daria, por sua própria vontade, a vida pelas ovelhas. Jesus morreu e ressusci­tou por sua própria vontade. Ele deu a sua vida como resgate pelos peca­dores e triunfou sobre a morte, a fa­vor deles. Deus não impôs a Jesus nem a mor­te nem a ressurreição. Ele não era obrigado a morrer. Por nunca haver pecado, a morte não tinha domínio sobre ele. Ademais, quando foi con­duzido à morte, poderia chamar doze legiões de anjos para salvá-lo dos que o crucificavam, mas a glória do evan­gelho, é que Cristo, por sua própria vontade, morreu pelos pecadores.

Ele dá vida e satisfação às suas ovelhas. Ele concede aos que o recebe vida plena e abundante e ainda nos promete a vida eterna. Ele também provê perdão, satisfaz a nossa alma e segurança à alma. Jesus nos chamou ao seu reino eterno e de glória.

Ele protege suas ovelhas. Merce­nários ou trabalhadores ambulantes, que ajudavam a garantir a seguran­ça das ovelhas, não se interessavam cordialmente por elas. Se o perigo ameaçava o rebanho, eles fugiam e deixavam as ovelhas entregues aos ladrões, assaltantes e lobos. As razões que os levava a não ter algum cuidado com as ovelhas é que ‘não eram pastores e as ovelhas não lhes pertenciam’. Ainda que os merce­nários não sejam tão destrutivos quanto os ladrões e assaltantes, con­tudo, por abandonarem as ovelhas frente ao perigo, ajudavam a saque­ar ou a matar os animais indefesos.

Os fariseus que ouviram de nosso Senhor a descrição dos covardes guardiões de ovelhas, provavelmen­te ficaram com a consciência pertur­bada. Instintivamente, eles sentiam que mercenários retratava apropriadamente o amor deles ao dinheiro, bem-estar e posição, e sua falta de profundo interesse pela prosperi­dade espiritual daqueles que esta­vam sob os seus cuidados. Não é de admirar que pegassem pedras para matar Jesus (Jo 10.31) depois se serem comparados a ladrões, assaltantes e mercenários (Ez 34.2).

Quem pode ser o lobo que ataca e dispersa as ovelhas? Ladrões, assaltantes e mercenários são inimigos humanos das ovelhas, mas o lobo é animal, um inimigo natu­ral que destrói o rebanho.

Algumas interpretações:

  1. O lobo representa o diabo que através das pessoas age contra a igreja de Deus. Jesus identificou o farisaísmo como diabólico (João 8);
  2. O lobo poderia ser o grande poder romano;
  3. O lobo representa os futuros mercenários no meio da igreja cristã

Todos os inimigos espirituais que tentam destruir a Igreja de Cristo são lobos. Jesus re­feriu-se aos “falsos profetas” como “lobos devoradores” (Mt 7.15). Ele enviou os doze “como ovelhas no meio de lobos” (Mt 10.16), e os se­tenta eram como “cordeiros no meio de lobos” (Lc 10.3). Paulo profetizou que lobos tentariam destruir o reba­nho de Deus (At 20.29). Todos esses lobos estão relacionados com o lobo, o diabo, que espera para arrebatar e devorar as ovelhas.

Jesus defende a sua igreja contra os ataques do lobo. Ao entregar a vida à Cristo, a pessoa tem consigo a marca e proteção de Jesus.

 

Ele deseja um rebanho. João 10.16 NTLH – Tenho outras ovelhas que não estão neste curral. Eu preciso trazer essas também, e elas ouvirão a minha voz. Então elas se tornarão um só rebanho com um só pastor.”

Um pastor com muitas ovelhas pode possuir muitos apriscos para elas, mas são todas as suas ovelhas, um só rebanho. Os judeus formavam um aprisco e os gentios outro aprisco. Jesus morreu para ajuntá-los em um só rebanho. Os gentios não seriam in­corporados dentro do antigo aprisco judaico, mas, regenerados, judeus e gentios tornar-se-iam uma unidade que consiste na perfeita comunhão com o Salvador. A grande consuma­ção de sua obra redentora é que multidões, salvas pela graça, reuni­das de todas as gerações e nações, povos e línguas, formarão seu reba­nho, a sua Igreja.

A igreja visível sobre a face da terra pode consistir de muitos apriscos congregacionais, mas todos os que são um em Cristo Jesus formam um só rebanho. A uni­dade viva, com o Bom e Grande Pas­tor, faz de suas ovelhas um vasto rebanho.

“As minhas ovelhas escutam a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem” João 10.27 NTLH. Cercados como estamos por la­drões, assaltantes e lobos, tenhamos a graça de ouvir, seguir e obedecer ao Pastor enquanto ele nos guia pelo caminho.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s