Rompendo a barreira do preconceito religioso


ajudando o proximoQuando lemos o texto que fala sobre Cornélio, enxergamos a imensidão do amor de Deus e o modo como Ele nos vê.

De um lado temos o apóstolo Pedro, testemunha ocular de Jesus, pai da igreja em Jerusalém, homem respeitado que lidera uma comunidade de cristãos judeus que acreditam na salvação em Jesus, mas que estão limitados dentro das suas fronteiras religiosas e não aceitam a presença dos gentios na comunidade cristã dos judeus.

De outro lado temos um homem chamado Cornélio que ouvira falar de Jesus, que teme a Deus e com a sua família desejam conhecer mais de Deus. Atos 10.9-17,28.

A biografia de Cornélio. Autoridade militar – Comandante de um batalhão romano, denominado “Batalhão Italiano”, que reunia seis centuriões, total de 600 soldados: Homem religioso; Ele e sua família adoravam a Deus; Homem generoso que ajudava os judeus pobres; Homem de oração, constantemente orava ao Senhor.

Embora Cornélio não fosse um cristão, suas características pessoais e religiosas são vistas por Deus. Numa tarde, por volta das três horas, enquanto orava, ele teve uma visão de um homem de branca que lhe disse o seguinte: Deus estava ouvia as suas orações e as aceitou; Sua generosidade era aceita por Deus – o Senhor aceitou as ajudas que ele dera aos pobres; Deus estava olhando para ele e não se esqueceu dele e das suas orações; Ele precisava falar com Pedro para conhecer mais acerca das boas novas.

Cornélio comunica a sua visão a dois empregados e ordena para irem à Jope, local onde Pedro estava hospedado, a fim de trazê-lo à sua casa.

Deus revela aos seus santos os seus propósitos. Deus estava agindo no coração de Cornélio, mas para o plano ser completo era necessário mostrar a Pedro o seu propósito.

Pedro costuma ir ao terraço da casa onde estava para orar. A visão de Deus para Pedro ocorre quando ele está orando e com fome aguardando o almoço: Ele viu o céu aberto; Algo parecido com um grande lençol amarrado pelas quatro pontas descia até o chão; Dentro do lençol havia todos os tipos de animais de quatro patas, de animais que se arrastam pelo chão e de aves (esses animais eram tidos por impuros segundo a Lei, Levíticos 11.1-47); Pedro ouve uma voz que dizia: – “Pedro, levante-se! Mate e coma!” (verso 13); Pedro lembrou-se da sua condição de judeu e da lei e recusou obedecer a voz dizendo: “Eu nunca comi nenhuma coisa que a lei considera suja ou impura!”; Por três vezes a voz lhe disse: “Não chame de impuro aquilo que Deus purificou.”

Ao despertar da visão, surge o questionamento sobre o significado daquela visão. Pedro ainda está pensando na visão quando os emissários de Cornélio chegam a sua casa, o Espírito Santo diz a Pedro para ir com eles, pois foi o Espírito Santo que os trouxeram até ele. Alguns irmãos de Jope acompanham Pedro.

A humildade de Cornélio assombra Pedro. Ao chegar a Cesaréia na casa de Cornélio, várias pessoas estavam aguardando Pedro para ouvi-lo falar de Jesus. O anfitrião, o romano Cornélio se ajoelha diante de Pedro, que lhe diz: “Fique de pé, pois eu sou apenas um homem como você.” (v.26).

Em seu discurso Pedro se lembra da tradição religiosa dos judeus que o impedia de manter contato com gentios (v.28): “Vocês sabem muito bem que a religião dos judeus não permite que eles façam amizade com não-judeus ou entrem nas casas deles. Mas Deus me mostrou que eu não devo chamar ninguém de impuro ou de sujo. 29Por isso, quando vocês me chamaram, eu vim de boa vontade. Agora quero saber por que foi que vocês mandaram me chamar.”

A tradição religiosa é boa e importante até o limite da bondade divina, a partir daí permanece a obediência total e irrestrita a Deus. Não podemos ser mais religiosos do que crentes, servos ou discípulos.

Durante a perseguição aos apóstolos, Pedro disse ao grande sacerdote: Nós devemos obedecer a Deus e não às pessoas” Atos 5.29 NTLH

O apostolo Paulo em sua defesa perante o rei Agripa afirmou: “Portanto, ó rei Agripa, eu não desobedeci à visão que veio do céu.” Atos 26.19 NTLH

Cornélio conta a visão para Pedro e concluiu dizendo (v. 33): Então eu mandei chamar você logo, e você fez muito bem em vir. Agora estamos todos reunidos aqui na presença de Deus, prontos para ouvir o que o Senhor mandou você dizer.

O discurso de Pedro. Não podemos desperdiçar a oportunidade para anunciar a Jesus (v.34-48):

  1. Pedro compreendeu o modo como Deus vê as pessoas“Agora eu sei que, de fato, Deus trata a todos de modo igual”
  2. Deus aceita todas as pessoas de bem, independente da raça“pois ele aceita todos os que o temem e fazem o que é direito, seja qual for a sua raça.”
  3. Deus tem interesse nas pessoas de bem que ouviram falar do evangelho“Vocês conhecem a mensagem que Deus mandou ao povo de Israel, anunciando a boa notícia de paz por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos.”
  4. Pedro apresentou-se a si e aos demais como testemunhas oculares de Jesus Cristo“Nós somos testemunhas de tudo o que ele fez na terra de Israel, inclusive em Jerusalém. E depois o mataram, pregando-o numa cruz.” A igreja, embora não tenha visto o Cristo fisicamente, o conhece e crê nele pela fé – João 20.29 NTLH “Felizes são os que não viram, mas assim mesmo creram!”
  5. Pedro estava na casa de Cornélio para cumprir uma missão “Jesus nos mandou anunciar o evangelho ao povo e testemunhar que ele foi posto por Deus como Juiz dos vivos e dos mortos. Todos os profetas falaram a respeito de Jesus, dizendo que os que crêem nele recebem, por meio dele, o perdão dos pecados.”
  6. Pedro anunciou a promessa do Espírito Santo“Os não-judeus recebem o Espírito Santo”

A pregação de Pedro produziu grande efeito sobre aquelas pessoas, no mesmo momento elas começam a falar em línguas estranhas. Era uma pregação simples, porém verdadeira e dita por alguém que verdadeiramente cria em Jesus. A simplicidade e convicção da pregação movem os corações em direção a Deus.

Glória a Deus. Pedro venceu o seu preconceito religioso, os gentios receberam o Espírito Santo assim como os judeus. Os irmãos que acompanhavam Pedro viram e testemunharam o poder de Deus entre os gentios e disseram: “Estas pessoas receberam o Espírito Santo como nós também recebemos. Será que alguém vai proibir que sejam batizadas com água?” A preocupação deles era em relação ao que a igreja de Jerusalém iria dizer ao saber que os gentios foram batizados.

As pessoas que estavam na casa de Cornélio são batizadas e Pedro permanece por alguns dias ali lhes ensinando a Palavra de Deus.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s