Detalhes tão pequenos …


pequenos detalhesDe que adianta ganhar o mundo inteiro e perder-se a si mesmo?

O que você vê a sua volta? Esse é o seu mundo. Mas, lembre-se: existe um mundo inexplorado, ignorado no seu dia a dia. Que tal descobri-lo?

Recentemente assisti um filme que mostrava uma personagem decidida a viver sob a doutrina do minimalismo. Ela desejava viver intensamente a sua vida, curtindo cada segundo a sua família, os amigos, as oportunidades e principalmente aqueles momentos que passam despercebidos e ignorados.

Hoje eu acordei pensando sobre esse tema e cheguei a conclusão que a maioria das pessoas ignoram os pequenos detalhes do cotidiano. Nós estamos sempre focados nas conquistas maiores, em coisas que dão projeção e retorno, principalmente o financeiro. Ignoramos o café da manhã com a família, o passeio ao parque com os filhos, as brincadeiras inusitadas, nos irritamos com facilidade quando a outra pessoa esquece o protocolo da sociabilidade, etc.

Eu observo no comportamento das crianças e adolescentes que me cercam na igreja para conversar e vejo neles uma simplicidade divina que nós, os adultos, perdemos com o passar dos anos. Eles se divertem com pedaços de bonecas ou carrinhos, correndo pelos corredores do templo, as vezes dançando ou cantando sem qualquer noção rítmica. O que importa para eles é o momento.

Jesus estava sempre atento as coisas pequenas, portanto ele era um minimalista. Na casa de Simão, todos estavam preocupados com a festa, mas Ele observou e elogiou o gesto da mulher que ungiu os seus pés; Quando a multidão o cercou, Ele observou Zaqueu que estava sobre a árvore; Ele chamou a atenção dos adultos para as crianças, dando-lhes uma lição de humildade; Ele viu e comentou sobre a oferta da viúva ignorada pelos religiosos; Ele observou como os lírios dos campos crescem e o modo como se vestem; Ele chamou-nos a atenção para os males diário, dizendo que basta viver um dia de cada vez.

A verdade é que só temos uma vida nesse mundo, o sábio Salomão aconselhou-nos lembrar de Deus, o criador enquanto for jovem e viver intensamente a sua juventude, porque virão dias em que dirá não há neles contentamento e todos serão julgados pelas suas ações realizadas ou ignoradas. Às vezes observo pessoas idosas e sozinhas e me pergunto: Por que será que ela não tem alguém ao seu lado? A resposta que me vem a mente: A velhice é o juízo terreno daquilo que você praticou no passado.

A criança ignorada hoje pode se tornar um grande líder no amanhã; um fato desprezado no presente poderia ser a solução do seu futuro; As suas obras  atuais trarão resultados para o seu futuro. Então viva atentamente todos os momentos de sua vida, os grandes, os pequenos, os melhores e os piores sob o temor de Deus, seja sábio em suas escolhas. O seu futuro poderá se tornar cruel, tudo depende do modo como age hoje.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s