Você confia 100%?


voce confiaEm quem confiar? Uma das perguntas mais difíceis de ser respondida. Quem já enfrentou uma traição sabe o que isso significa. Por isso a Bíblia orienta-nos que não devemos confiar cegamente em outra pessoa, sob o risco de atrair maldição sobre nós (Jeremias 17.5). Confiança total somente em Deus (Jeremias 17.7).

Quem entrega a sua confiança em outra pessoa corre o risco de sofrer decepções, frustrações e maldições. Até os personagens bíblicos que viveram intensamente sob a orientação divina, quando decidiram confiar em pessoas, sofreram graves conseqüências.

A boa relação familiar não garante 100% de confiança. Moisés ausentou-se do povo e deixou o seu irmão Arão responsável por conduzi-los. Pouco tempo depois, Arão se rendeu a opinião pública (Êxodo 32) e fez tudo ao contrário de Moisés, trazendo sobre o povo maldição e destruição. Ainda hoje pessoas são influenciadas negativamente pela opinião pública que resulta na destruição de relacionamentos, da confiança e harmonia familiar. Moisés intercedeu pelo povo que foi perdoado, mas as conseqüências do erro trouxeram grande destruição a todos (Êxodo 32.32).

A decepção de um velho. Davi dedicou sua vida ao governo de Israel e esperava o reconhecimento do povo em sua velhice, quando estava enfermo no leito sentiu profunda decepção pelas pessoas que antes aparentavam ser de confiança. Em sua presença há somente elogios, mas por trás falam mal e maquinam contra o rei, não há alguém em que possa confiar – Salmo 41.9 “Até o meu melhor amigo, em quem eu tanto confiava, aquele que tomava refeições comigo, até ele se virou contra mim.” O único consolo que resta a Davi é o Senhor, Salmo 41.12 – “Tu me ajudarás, porque faço o que é direito e me deixarás ficar para sempre na tua presença.”

Nem os bons escapam da traição. Jesus, em sua vida terrena, praticou o amor e exerceu misericórdia em todo o momento. Os discípulos eram as pessoas mais próximas, como se fossem uma grande família. Quando Jesus sente que o momento da crucificação está chegando, ele faz uma revelação que surpreende a todos que estavam à mesa – Um amigo, chegado, como se fosse irmão haveria de traí-lo, Mateus 26.23 “Jesus respondeu: – Quem vai me trair é aquele que come no mesmo prato que eu”.

O inimigo está ao seu lado o tempo todo. A traição geralmente envolve pessoas próximas, a história mostra grandes personagens que foram derrotados por alguém em quem confiavam – o beijo de Judas continua fazendo estragos: A infidelidade nos relacionamentos, a ausência do temor á Deus, a quebra dos votos, filhos e pais que se odeiam, veja o que Jesus disse em Marcos 13.13 – “O irmão trairá seu próprio irmão, entregando-o à morte, e o mesmo fará o pai a seu filho. Filhos se rebelarão contra seus pais e os matarão.”

Ninguém está imune a traição. A Bíblia é clara sobre o assunto, a pessoa não pode domar o seu próprio coração (Gênesis 6.5,6; Jeremias 17.9,10); aquele que se julga perfeito deve ter o cuidado para não cair (I Coríntios 10.12,13); é do coração que procede às coisas boas e más (Mateus 12.35).

A solução está na Palavra de Deus. A única forma de se guardar e não quebrar a fidelidade em Deus ou pessoas é escondendo a Palavra de Deus no coração (Salmo 119.11), quando isso ocorre, sempre que formos tentados a quebrar a fidelidade a Palavra de Deus que está em nós nos fará vencer, I João 2.14 – “Escrevo a vocês, filhinhos, porque conhecem o Pai. Escrevo a vocês, pais, porque conhecem aquele que existiu desde a criação do mundo. Escrevo a vocês, jovens, porque são fortes. A mensagem de Deus vive em vocês, e vocês já venceram o Maligno”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s