Resistindo as tentacões


nao caia em tentacaoMateus 6.13a: “E não deixes que sejamos tentados, mas livra-nos do mal…” (NTLH)

Outro dia entrou em minha sala um jovem com os olhos coberto por lágrimas e eu lhe perguntei o que tinha acontecido, ele me respondeu que não aconteceu nada apenas estava descascando cebola, então me lembrei de um provérbio que diz: “A vida é como uma cebola que descascamos chorando”.

A verdade é que não existe vida fácil, embora alguns sofram menos, as dificuldades existem para todos. Alguns não resistem e perde a fé, enquanto outros são fortalecidos pelas adversidades e ressurgem mais vigorosos.

Algumas situações roubam-nos o chão, notícias ruins, problemas gigantescos, dívidas inesperadas, doenças, etc. A brutalidade de uma situação pode mudar o rumo de uma vida.

Não sabemos o que irá ocorrer-nos em alguns instantes. A vida é como uma roupa que nunca serve para nós, ela está sempre precisando de reparos.

O que nos torna mais otimistas em relação ao futuro é saber que temos um salvador – Jesus Cristo; ele deseja ser o condutor das nossas vidas quando os ventos contrários soprarem; ele nos encoraja a seguir em frente; ele nos mostra a direção certa; ele é a resposta.

 

I.            SOMOS TENTADOS A TODO INSTANTE

Imagine que a sua vida é como uma estrada e de repente surge uma bifurcação, você tem que escolher uma direção, mais adiante outra escolha, se você escolher a estrada errada poderá se perder ou se destruir. A bifurcação no caminho são as tentações que surgem para tirar você da rota que Deus planejou para a sua vida.

O exemplo de Jesus em Mateus 4.1-11. Ele foi levado pelo Espírito ao deserto. Depois de 40 dias de jejum se encontrava fisicamente fraco e faminto quando o diabo apareceu para tentá-lo.

O adversário é inteligente e estratégico. Ele sabe exatamente o momento em que nós ficamos mais vulneráveis, ele espera pacientemente até que a brecha seja aberta na armadura cristã para iniciar o seu ataque. As investidas sobre Jesus foram crescentes e intensas, a seguinte era sempre mais do que a anterior. Jesus sofreu três tentações durante o seu jejum de 40 dias.

Temptation_of_jesusII.            O DIABO TENTOU RIDICULARIZAR JESUS COM AS SUAS INVESTIDAS

A PRIMEIRA FOI DE NATUREZA PESSOAL, A SATISFAÇÃO DO EGO. Jesus estava faminto e o diabo o desafiou para transformar as pedras em pães – “se tu és o filho de Deus…”.

Jesus sabia que o que estava em jogo ia além das necessidades físicas. O foco da tentação aqui não é a fome de Jesus, mas o seu poder em transformar coisas.

Nem sempre somos tentados naquilo que somos fracos, mas em nossas potencialidades e dons, se Jesus transformasse as pedras em pães ganharia notoriedade e seria famoso no início do seu ministério. Quem tem dons especiais será tentado a usá-los em seu benefício próprio para satisfação do seu ego.

A tentação será naquilo que somos mais forte. Não devemos nos vangloriar pelos dons e talentos que possuímos, julgando-se o melhor. Paulo tinha todos os motivos para se gloriar, sentir-se o melhor de todos, mas veja o que ele diz em II Coríntios 12.1,9b Eu me gabarei desse homem. Mas não me gabarei (gloriar-se) de mim mesmo, a não ser das coisas que mostram as minhas fraquezas… Portanto, eu me sinto muito feliz em me gabar das minhas fraquezas, para que assim a proteção do poder de Cristo esteja comigo”.

O poder de Jesus não era para transformar pedras em pães, mas palavras em ação. Ele não veio para se engrandecer diante dos homens, mas para ser humilde e servo de todos, os seus dons não eram a sua glória, mas o meio pelo qual o poder de Deus se revelaria aos homens.

A SEGUNDA TENTAÇÃO QUE JESUS SOFREU FOI DE NATUREZA PÚBLICA, A FAMA. Jesus foi conduzido ao ponto mais alto do templo e desafiado a se lançar abaixo diante de uma platéia, a fim de demonstrar publicamente o seu poder. Se ele saltasse, certamente atrairia uma multidão sem precisar ir a cruz.

O diabo gosta de sensacionalismo, de impactar as pessoas com a imagem, de ser o centro do poder e das atenções. Era uma oferta tentadora, trocar a cruz pelo endeusamento público.

Jesus usa as escrituras para condenar o pecado da presunção“não tentarás o Senhor teu Deus”.  Quem gosta de flertar com o sensacionalismo corre o risco de ser desmascarado, sabes por quê?

  • O sensacionalismo atrai multidões no primeiro ato, mas irá exigir do ator um próximo ato mais surpreendente e assim por diante. É uma armadilha porque sempre exigirá mais, novas cenas e cenários, etc.
  • Outro problema do sensacionalismo é que ele atrai o público para quem representa a cena e não para Deus. Ele cria um ambiente circense, onde o centro da atenção é quem está no palco e não quem está por detrás da cena.

Jesus poderia ter escolhido o salto do templo diante da multidão, mas não podemos negar que o milagre da cruz é o maior de todos, não se trata da sua morte ou ressurreição simplesmente, mas da redenção da humanidade em diferentes épocas pelo mesmo sacrifício pago uma única vez.

A TERCEIRA TENTAÇÃO DE JESUS FOI DE NATUREZA GOVERNAMENTAL, O PODER. Ele é conduzido ao pico de uma montanha com vistas para todos os reinos da época, o diabo lhe oferece o governo e poder sobre esses reinos.

O cenário aparenta ser lindo – o mundo sob o seu olhar, mas Jesus enxerga além do reino natural e vê o que Deus tinha preparado para ele, ser rei e senhor sobre todos os reinos da terra e céus eternamente. O diabo não queria que Jesus fosse a cruz, porque ele sabia que a cruz marcaria a sua derrota e o estabelecimento do reino de Deus através de Jesus.

O que as pessoas mais querem? Poder, poder, poder…

Exemplo: Por que alguém gastaria milhares de dinheiro para ganhar uma eleição e exercer uma função pública com salário irrelevante? Por causa do poder. O poder político abre as portas para muitas coisas, o diabo sabe que as pessoas almejam o poder e por isso elas são tentadas nessa área. A guerra pelo poder acontece no trabalho, família, igreja, vida social, política, etc.

Jesus não hesitou e recusou a oferta do diabo. Ele disse: “Adore o Senhor, seu Deus, e sirva somente a ele.” Com isso o diabo se apartou dele, por um período. O diabo nunca se afasta totalmente, ele sempre irá tentar uma nova investida.

Ah como seria bom se ocorresse o mesmo conosco, apenas poucas palavras e o diabo iria embora… Mas, não é assim que acontece. Pedro afirmou que: “Estejam alertas e fiquem vigiando porque o inimigo de vocês, o diabo, anda por aí como um leão que ruge, procurando alguém para devorar.” (I Pedro 5.8).

Esteja sempre alerta: você pode estar bem em sua vida pessoal, familiar, financeira, espiritual, etc. ou pode ser que você esteja passando um momento difícil nessas áreas e sem qualquer perspectiva de melhoria. Não importa, qualquer que seja a sua situação, o inimigo sempre estará por perto e irá cruzar o seu caminho. Tudo o que ele deseja é que você o adore e assuma o estilo de vida que ele deseja para você e pronto, você está arruinado.

resist_III.            TRÊS ESTRATÉGIAS SIMPLES DE COMBATE A TENTAÇÃO

1º.   Esteja pronto – I Coríntios 11.2 “a fim de que Satanás não se aproveite de nós; pois conhecemos bem os planos dele.” Não devemos nos assustar ou ser pegos de surpresa. O inimigo é implacável, não importa o quão seguro nos sentimos, ele sempre irá tentar-nos. Um dos campos prediletos dele é atuar na mente e vontade humana. A visão é a porta principal por onde entram as imagens e o ouvido por onde entra a voz, a maioria dos desejos começa por essas entradas (internet, Spams, TV, Revistas, Conversas, etc.).

2º.   Identifique a fonte de tentação – Lucas 22.46 “E disse: – Por que vocês estão dormindo? Levantam-se e orem para que não sejam tentados.” Aparentemente eles estavam cansados e dormirem, seria o sono uma tentação? Dê um nome a ela, o que você quiser. Algumas tentações não são visíveis ou perceptíveis no primeiro momento, então precisamos orar e pedir a Deus que nos dê visão das coisas que ocorrem ao nosso redor para sabermos o que é.  Conta a história que no Castelo de Wartburg na Alemanha há uma parede com uma mancha enorme de tinta lançado por Lutero, ao sentir a presença do inimigo ele tentou acertá-lo com o tinteiro. Ele pode sentir a presença sinistra do inimigo e reagiu como pode. Nós precisamos desenvolver essa sensibilidade espiritual para saber identificar onde o inimigo está atuando e reagir.

3º.   Seja inteligente, rejeite a tentação – Tiago 4.7 “Portanto, obedeçam a Deus e enfrentem o diabo, que ele fugirá de vocês”. Não podemos lutar com as nossas armas humanas contra o inimigo, ele certamente nos pegará desprevenidos e vencerá a batalha. O segredo está na sujeição a Deus, quando obedecemos a Ele o diabo não resiste e foge. Então seja esperto, fique com Deus e o diabo não terá domínio sobre você.

IV.            JESUS – UM EXEMPLO DE SUPERAÇÃO CONTRA AS TENTAÇÕES

Há um hino na Harpa Cristã (75) que diz:

Tentado, não cedas, ceder é pecar, melhor e mais nobre, será triunfar,

Coragem, ó crente, domina o teu mal, Deus pode livrar-te de queda fatal.

Em Jesus tens a palma da vitória, minha alma;

E também doce calma pelo sangue da cruz!

Hebreus 4.15,16 “O nosso Grande Sacerdote não é como aqueles que não são capazes de compreender as nossas fraquezas. Pelo contrário, temos um Grande Sacerdote que foi tentado do mesmo modo que nós, mas não pecou. 16 Por isso tenhamos confiança e cheguemos perto do trono divino, onde está a graça de Deus. Ali receberemos misericórdia e encontraremos graça sempre que precisarmos de ajuda.

Essa é uma passagem linda, mas surge a pergunta: Será que Jesus compreende as nossas tentações? As pessoas podem afirmar que Jesus viveu pouco tempo nessa terra, apenas trinta e três anos, sendo três anos e meio de ministério, tempo insuficiente para que Ele pudesse passar pelos mesmos desafios que muitos de nós passamos. Exemplo:

1º.    Ele sabe o que é ter que enfrentar a velhice, estar enfermo, sem benefícios e desamparado?

2º.    Ele sabe dos desafios da juventude para vencer em pleno século 21, lutar contra os assédios,etc?

3º.    Ele sabe o que é estar num relacionamento conturbado e repleto de violências, infidelidades, etc.?

4º.    Ele sabe o que é conviver com a violência urbana?

Bom, eu penso que são inúmeras perguntas para refletirmos sobre a nossa tentação de cada dia e a nossa total obediência à Palavra de Deus. Mas, como responder a esses e outros questionamentos?

O texto não quer dizer que Jesus tenha experimentado cada tentação que a humanidade enfrenta no dia a dia. Mas, que Ele foi capaz de ser forte e resistir às tentações do inimigo, algo que nenhum outro ser humano é capaz.

Algumas pessoas, as mais disciplinadas são capazes de resistir 30%, 60%, 80% das tentações, mas nunca 100%. SOMENTE JESUS FOI CAPAZ DE RESISTIR A TODAS AS TENTAÇÕES, ele sentiu o mesmo que nós e resistiu. Por isso, podemos confiar em Jesus e através dele chegar perto do trono divino, onde flui a graça e a misericórdia de Deus sobre todos os pecadores arrependidos.

Jesus venceu todos os ataques tentadores do inimigo, em nenhum momento ele cedeu. Confie em Jesus, ele declarou que tem todo o poder nos céus e na terra e pode nos ajudar.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s