Meus pensamentos sobre a Missão de todo cristão


Marcos 16.15; Mateus 28.19

fazei discipulosTodo cristão tem uma missão. É nosso dever e direito enquanto viver falar do Evangelho a todas as pessoas. Isso não quer dizer que todos devem se tornar pastores ou pregadores. A mensagem na maioria das vezes é anunciada sem palavras.

As palavras de Jesus são determinantes para todos os cristãos. Evangelizar não se trata de uma missão isolada para grupos seletos, mas uma responsabilidade para todos aqueles que se dizem seguidores de Jesus. A nossa função é evangelizar, ensinar e batizar.

Nem todas as pessoas as pessoas em uma comunidade cristã presidem, existem os líderes e os liderados. Porém, quando o assunto é missão, a Palavra de Deus não exclui qualquer participante dessa comunidade.

A chamado para missão é urgente. Quando Isaias entrou no Templo do Senhor, Ele ouviu a seguinte pergunta: A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” – Isaias 6.8. Na carta aos Romanos o apóstolo Paulo fala que qualquer pessoa que invocar o nome do Senhor será salva, isso mostra a universalidade da graça e amor de Deus por todos os seres humanos. Mas, o problema é: “14 Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? 15 E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!”  – Romanos 10.14,15 RA

Evangelizar não é construir Templos. Eu vejo muitos líderes preocupados em construir programas que tornem o evangelho mais sociável e aceitável às pessoas, alguns deturpam totalmente as Escrituras com um propósito de atrair e envolver as pessoas. Eles transformam as verdades bíblicas em mentiras, enriquecem, constroem impérios, conquistam poder terreno, mas se perdem na missão originária da igreja que é a evangelização.

Evangelizar não é tarefa para as horas vagas. Temos que falar de Jesus a todo o momento. Jesus deve estar presente em todas as horas, momentos, ações de nossas vidas. Quando Paulo estava instruindo o jovem pastor Timóteo, declarou: “2 prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. 3 Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; 4 e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. 5 Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério. II Timóteo 4.2-5 RA.

Evangelizar não é falar de Jesus, sempre para a mesma pessoa. Existem bilhões a ser alcançados, que nunca ouviram falar do amor de Deus e que precisam ser evangelizados. A nossa missão é uma tarefa mundial, não pode ser restrita a um departamento, ministério ou dividida geograficamente por Regiões ou Nações. A ordem é pregar a Palavra em todo o mundo. Ao evangelizar não estamos simplesmente tentando mudar a vida das pessoas para melhor, mas acima de tudo glorificando a Deus que é o Senhor de tudo.

No período apostólico evangelizar não dependia de recursos financeiros, planejamento, grandes concentrações ou programas especiais, os cristãos simplesmente a praticavam como outra atividade periódica. Eles saiam de casa em casa, pessoa por pessoa, como luz em meios às trevas por onde passavam contagiavam o ambiente com a presença do Espírito Santo e a salvação era produzida nos corações dos que criam. João Calvino declarou: “O evangelho não cai das nuvens como chuva, por acidente, mas é levado pelas mãos dos homens para onde Deus o enviou.”

Algumas pessoas alegam que somente irão evangelizar quando forem enviados por suas igrejas, esquece-se que quem envia não é a igreja, mas o Senhor. A igreja apenas libera e abençoa os chamados. O Evangelho é a cura para os males que afligem a humanidade. Reinhard Bonnke declarou: “Não pregar o Evangelho significa que estamos escondendo o remédio do paciente.”

O que você tem feito para evangelizar: “Será que um marinheiro ficaria parado se ouvisse o clamor de um naufrago? Será que um médico permaneceria sentado comodamente, deixando seus pacientes morrerem? Será que um bombeiro, ao saber que alguém está perecendo no fogo, ficaria parado e não prestaria socorro? E você, conseguiria ficar à vontade em Sião vendo o mundo ao seu redor ser condenado?” Leonard Ravenhill

Se você não pode ir, não se preocupe: Missões se fazem com os pés dos que vão, com os joelhos dos que ficam e com as mãos dos que contribuem. Contribuir para Missões é participar de uma grande obra, que muitos não podem fazê-la: “Os missionários nunca são pedintes. Eles são embaixadores que nos dão a oportunidade de nos tornarmos parceiros com eles através da oferta de nossos dólares enquanto eles oferecem suas vidas.” Harry Ironside

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s