Oração eficaz


Orar sempreA Bíblia nos fala da importância de orar sem cessar (1 Tessalonicenses 5.17). Isso significa ter um espírito de ora­ção, aproveitando qualquer oportunidade para conversar com o Senhor. A oração é um diálogo com Deus. É falar com Ele em confiança e liberdade.

A oração é a chave que abre a porta para um mundo completamente novo e deve ser o fundamento de todas as nossas atividades. A única maneira de aprendermos a orar é, precisamente, orando. Para tanto, alguns passos são necessários.

Textos-base: João 15.7 – “Se vocês ficarem unidos comigo, e as minhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem.”

O texto bíblico acima nos fala sobre sermos atendidos em nossas orações, ou seja, sobre orarmos de maneira efi­caz. Para aprender a orar e, assim, desfrutar de uma rica vida de oração, é fundamental levar em conta os seguintes nove passos:

1. DISPOR DE TEMPO PARA ORAR

Isso é imprescindível. Não devemos incluir Deus em nossa agenda, mas, sim, ajustar a nossa agenda aos seus requerimentos. A disciplina espiritual se constitui na chave da vida cristã, o que deve nos levar a estabelecer certa regularidade com hora marcada para esse exercício. Devemos separar um tempo para Deus.

2. ENCONTRAR UM LUGAR TRANQÜILO

Buscar um lugar tranqüilo dentro da sua casa para ali poder orar. Você encontrará um lugar tranqüilo se realmente o buscar. É bom trancar-se e orar em voz alta.

Convém anotar em uma caderneta os motivos de oração. Isso permitirá que as orações sejam mais específicas e ajuda a ser agradecido pelas respostas recebidas. Após obter a reposta, escreva ao lado de cada oração: “Respon­dida” e coloque a data.

3. PEDIR A PROTEÇÃO DE DEUS

É importante orar pedindo cobertura para que os problemas da vida cotidiana não nos incomodem enquanto ora­mos. Se o diabo não conseguir fazer com que você postergue o seu tempo de oração para “amanhã”, ele colocará em ação seu plano B, que consiste em te distrair durante a oração. Por isso, convém dedicar um momento para pedir a Deus que nos rodeie com um círculo de sua divina proteção, para tirar de nossa mente os afazeres do dia a dia e assim podermos nos dedicar de todo à oração.

4. CONFESSAR OS PECADOS

A confissão deve ser parte da oração cotidiana. Ao confessar, nomeie cada pecado especificamente, para que a luz de Deus que esquadrinha tudo penetre em cada área de sua vida, descobrindo aquilo que está impedindo você de ser tudo o que o Criador deseja que você seja. Não existe nada tão destrutivo quanto o pecado! A confissão restaura a comunhão com Deus.

5. ADORAR E MEDITAR

Ao se retirar para orar, dedique alguns momentos para adorar e meditar na presença de Deus. O Espírito Santo o fará ouvir sua doce voz e lhe dará a certeza de estar na presença do Deus vivo. Quando adoramos ao Senhor com louvores e ações de graças, descobrimos que o gozo do Senhor inunda nossas vidas, nos dá seu poder e nos brinda com o calor do seu amor.

6. ESCUTAR A VOZ DE DEUS

Muitos de nós utilizamos discursos dirigidos a Deus em lugar de orações, o que transforma a conversa num monólogo. Para cada pessoa que exclama: “Fala, Senhor, que o teu servo ouve”, existem dez que dizem: “Ouve, Senhor, que o teu servo fala”. Quando paramos para escutar, Deus traz à nossa memória alguém que necessita da nossa oração (o que se chama “oração intercessória”), nos fala sobre o que devemos orar e como fazê-lo e nos revela o pecado não confessado.

7. ORAR COM FÉ

Fé significa crer antes de receber. Nossas orações podem ser respondidas de três maneiras distintas: “sim”, “não” e “espera”. Podemos aceitar um categórico “sim” e ainda admitir um categórico “não”, mas o “espera” é muitas vezes difícil de aceitar. Durante o período em que Deus nos mantém em espera, somos tentados a pensar que não estamos orando dentro da sua vontade. Mas, se foi Deus quem indicou por quem orar e como orar, nós não devemos permitir que a resposta “espera” venha a balançar a nossa fé. Quando a resposta é “não”, temos que saber que o “não” de Deus sempre provém do seu amor. Ele sabe o que é melhor para nós.

8. VISUALIZAR A ORAÇÃO COMO JÁ ALCANÇADA

É extraordinário o poder que isto soma às orações! Jesus disse: “Tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco” (Marcos 11:24). São três as coisas que o Senhor nos ensina: Orar, pedir e crer que receberemos o que foi pedido. Antes de orar por alguém ou algo, peça: “Senhor, ensina-me como devo orar nesta circunstância”. Não utilize esta frase tão comum entre os crentes: “Se for da tua vontade”, pois isso só irá de­bilitar sua fé. Em troca, use a expressão: “de acordo com a Tua vontade”, pois é positiva de Deus em sua verdade.

A oração da fé produz milagres. Quando elevar uma petição, ao invés de passar imediatamente para outra, detenha-se um instante para imaginar o resultado. Logo agradeça ao Senhor que estará operando agora mesmo para que isso se torne uma realidade.

9. AGRADECER

É importante dar graças por cada coisa que Ele tem feito, faz e fará por nós. É necessário fazê-lo por coisas definidas. Descarte frases como: “Senhor, te dou graças por todas as coisas”. Existem muitas coisas pelas quais agradecer a Deus! O fato de expressar gratidão em palavras tem o efeito de criar um coração positivo e um espírito cheio de alegria pela antecipação e expectativa face ao que Deus fará.

Faça uma recapitulação do que foi ministrado através das seguintes perguntas:

  • O que significa “orar sem cessar”? Manter um espírito de oração, aproveitando qualquer momento oportuno para conversar com o Senhor.
  • Quais são os nove passos para a oração eficaz? Dispor tempo para orar; Encontrar um lugar tranqüilo; Pedir a proteção de Deus; Confessar os pecados; Adorar e meditar; Escutar a voz de Deus; Orar com fé; Visualizar a oração como já alcançada; Agradecer.
  • O que é a oração de louvor e gratidão? É dar graças a Deus por cada coisa que Ele fez, faz ou fará por nós.
  • O que é a oração intercessória? É repartir com Cristo a carga de uma pessoa, circunstância ou necessidade. É nos colocarmos na brecha pelos outros.
  • O que acontece quando paramos para escutar a voz de Deus? Deus fala e nos direciona sobre o que devemos orar e como fazê-lo, além de nos revelar o pecado não confessado.

Fonte: Igreja Batista Central de Belo Horizonte

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s