Aviva Senhor a tua igreja


avivamento_fogo

A igreja como um organismo deve crescer naturalmente, se isso não ocorre é porque ela está doente, se não for curada a tempo chegará à morte. Exemplos de igrejas mortas:

  1. Europa – Foi conhecida no passado como o berço do cristianismo, enviou milhares de missionário ao redor do mundo, atualmente menos de 4% da população freqüenta uma igreja;
  2. Estados Unidos – As igrejas estão sucumbindo diante do secularismo e liberalismo teológico. Milhares de igrejas são fechadas todos os anos;
  3. Brasil – A explosão dos neopentecostais não representa um crescimento saudável da igreja, o liberalismo e o sincretismo religioso estão matando a igreja.

Quando é que a igreja precisa ser avivada?

1º.   Quando ela perde sua integridade doutrináriaO Brasil é o maior produtor de Bíblia do mundo, entretanto a população evangélica continua analfabeta de Bíblia. Os pregadores estão mais preocupados em entreter o povo do que levá-lo ao arrependimento; falam mais de riquezas terrenas do que as riquezas do céu; falam sobre direito dos homens ao invés de anunciar a graça de Deus; oferecem curas instantâneas ao invés da cura eterna da alma que precisa ser resgatada das trevas para a luz.

2º.   Quando suas reuniões de oração estão agonizandouma igreja forte caminha de joelhos. Ter comunhão com Deus é mais importante do que ações para Deus; uma vida de oração precede a vida de trabalho para Deus; não há avivamento sobre a igreja sem oração; quando a igreja ora ao Senhor, Deus trabalha por ela e vive através dela; Deus não unge métodos, Deus unge pessoas de oração; A igreja será poderosa quando orar ao Senhor de todo o coração.

3º.   Quando a comunhão dos crentes torna-se um fim e não um meioA igreja não vive para si mesma; a sua energia não é para ser consumida consigo mesma; se a igreja não evangeliza é porque precisa ser evangelizada; quando a igreja centra seus esforços nos membros, esquece da sua missão, nós somos um corpo de missionários que levam a mensagem da cruz para outros.

4º.   Quando o secularismo invade as suas portas – alguém disse: “Eu fui procurar a igreja e a encontrei no mundo; fui procurar o mundo e o encontrei na igreja”. A igreja está deixando de ser o sal da terra e a luz do mundo e se tornando conformada com o mundo. A igreja mundana precisa urgentemente ser revitalizada pelo Espírito Santo e voltar ao evangelho da graça.

5º.   Quando os crentes buscam as bênçãos de Deus em vez do Deus das bênçãos – A geração atual mudou o eixo do evangelho; as pregações e músicas falam mais dos direitos dos homens do que da soberania do Deus da salvação; não é a vontade de Deus que deve prevalecer na terra, mas a vontade do homem que precisa prevalecer no céu; tudo que a igreja produz está focada nas pessoas e não em Deus; não é mais as pessoas que estão a serviço de Deus, mas agem como se Deus estivesse a serviço das pessoas para dar-lhes tudo que desejam na hora, como se Deus fosse o gênio da lâmpada mágica que atende o seu amo (pessoas) sem restrições.

6º.   Quando ela deixa de plantar novas igrejas – Em muitos lugares têm crentes morrendo porque comem demais e não gastam suas energias a serviço de Deus; igrejas que não saem do lugar, que não geram novos filhos espirituais, que investem todos seus recursos em seu próprio deleite. A igreja que não se multiplica, morre.

7º.   Quando a rigidez toma o lugar da essência do evangelhoO cristianismo não é um conjunto de normativas, mas um relacionamento com Deus; não podemos engessar a graça e a ação do Espírito Santo; o evangelho transcende os tempos, as culturas, os métodos humanos. Deus age em nós segundo o seu poder, em tempos e eras diferentes a mensagem da salvação continua sendo a mesma.

Na visão apocalíptica de João ele vê sete candeeiros de ouro, que representam as sete igrejas da Ásia, no meio dos candeeiros está alguém que é semelhante ao filho de homem. Note que Jesus estava no meio das igrejas, o lugar onde ele deve sempre estar.

João não vê um Cristo crucificado, mas ressurreto, cheio de esplendor e glória. Diante da visão, João cai aos pés de Cristo, mas Jesus o toma pela mão direita e diz (Ap 1.17-20): Não tenha medo. Eu sou o Primeiro e o Último. 18 Eu sou aquele que vive. Estive morto, mas agora estou vivo para todo o sempre. Tenho autoridade sobre a morte e sobre o mundo dos mortos. 19 Portanto, escreva as coisas que você vai ver, tanto as que estão acontecendo agora como as que vão acontecer depois. 20 O sentido secreto das sete estrelas que você viu na minha mão direita e dos sete candelabros de ouro é este: as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candelabros são as sete igrejas. A presença de Cristo na igreja traz vida, se alguém não sente a vida de Cristo em si é porque está morto e precisa urgentemente ser renascido da água e do espírito.

Jesus não fica estático no meio da igreja. Em Apocalipse 2.1 João vê Cristo andando entre as igrejas: Ao anjo da igreja de Éfeso escreva o seguinte: “Esta é a mensagem daquele que está segurando as sete estrelas na mão direita e que anda no meio dos sete candelabros de ouro. Jesus anda no meio das igrejas para sondá-la; exortá-la; repreendê-la; discipliná-la; encorajá-la. Jesus é o dono, salvador e senhor da igreja.

 

Para cada igreja Jesus tinha uma mensagem.

1º.   Éfeso (2.1-7) tinha doutrina, mas não tinha amor – Eu sei o que vocês tem feito. Sei que trabalharam muito e aguentaram o sofrimento com paciência… Porém tenho uma coisa contra vocês: é que agora vocês não me amam como me amavam no princípio

2º.   Esmirna (2.8-11) era vista como igreja pobre para muitas pessoas – Eu sei o que vocês estão sofrendo. Sei que são pobres, mas, de fato, são ricos… Sejam fiéis, mesmo que tenham de morrer; e, como prêmio da vitória, eu lhes darei a vida…

3º.   Pérgamo (2.12-17) abriu suas portas para doutrinas erradas – Eu sei que vocês moram aí onde está o trono de satanás. Vocês são fieis e não abandonaram a fé que tem em mim… Mas tenho algumas coisas contra vocês; há entre vocês alguns que seguem o ensinamento de Balaão, que mostrou a Balaque como fazer com que o povo de Israel pecasse… Arrependam-se! Se não, eu logo irei até aí e, com a espada que sai da minha boca, lutarei contra essa gente

4º.   Tiatira (Ap 2.18-29) Tinha amor, mas não tinha doutrina, tolerava o erro – Eu sei o que vocês estão fazendo… Eu sei que vocês estão fazendo mais agora do que no princípio. Porém tenho contra vocês uma coisa: é que toleram Jezabel, aquela mulher que diz que é profetisa. Ela leva os meus servos para o mau caminho, ensinando-os a cometer imoralidade sexual… Mas, até que eu venha, guardem bem aquilo que vocês tem…

5º.   Sardes (3.1-6) Parecia viva, mas estava morta – Eu sei o que vocês estão fazendo. Vocês dizem que estão vivos, mas, de fato, estão mortos. Acordem e fortaleçam aquilo que ainda está vivo, antes que morra completamente… Aqueles que conseguirem a vitória serão vestidos de branco, e eu não tirarei o nome dessas pessoas do Livro da Vida. Eu declararei abertamente, na presença do meu Pai e dos seus anjos, que elas pertencem a mim…

6º.   Filadélfia (3.7-13) aos olhos naturais parecia ser uma igreja fraca – Eu sei o que vocês estão fazendo. Sei que tem pouca força. Vocês tem seguido os meus ensinamentos e tem sido fieis a mim. Eu abri diante de vocês uma porta que ninguém pode fechar… Eu venho logo, guardem o que vocês têm, para que ninguém roube de vocês o prêmio da vitoria…

7º.   Laodicéia (3.14-22) a mais rica de todas, não recebeu elogios, apenas censuras Eu sei o que vocês tem feito. Sei que não são nem frios nem quentes. Como gostaria que fossem uma coisa ou outra!… Escutem! Eu estou a porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa, e nós jantaremos juntos…

A igreja de Laodicéia não impressionou Jesus, a sua riqueza atraiu a atenção das pessoas, mas Jesus não viu nela qualquer razão para elogios. Embora tivesse muita riqueza, provavelmente uma boa ortodoxia, essa igreja causou náuseas em Jesus.

 

O que Jesus não viu na igreja de Laodicéia?

1º.   Ele não viu qualquer sinal de heresia. Era uma igreja que não se corrompeu com os ensinos de Balaão ou Jezabel. Ela era uma igreja ortodoxa, onde tudo parecia funcionar perfeitamente;

2º.   Ele não viu qualquer problema de ordem moral. Ela era uma igreja ética;

3º.   Ele não viu pobreza como nas igrejas de Esmirna e Filadélfia. Era uma igreja próspera;

4º.   Ele não viu qualquer sinal de perseguição. A igreja vivia em paz.

Laodicéia era uma igreja próspera, ortodoxa, ética, próspera e tranquila. Mesmo assim ela recebeu a maior censura de Jesus. Por quê? Simples: faltava fervor, vida espiritual. A igreja estava insossa, insípida, morna, sem fervor.

A falta de fervor espiritual provocou náuseas em Jesus, ao invés de elogios. Com isso aprendemos que uma igreja pode ter boa doutrina sem fervor, ética acentuada sem fervor, riqueza sem fervor, paz sem fervor. Nós precisamos urgentemente clamar pelo fervor do Espírito Santo, nós precisamos remover as cinzas da mornidão espiritual para experimentar um novo mover do Espírito de Deus.

Depois de falar condição espiritual de Laodicéia, Jesus mesmo sendo o Senhor da igreja, dá conselhos ao invés de ordens.

1º.   A igreja morna não irá encontrar no mercado das ideias humanas o fervor que necessita;

2º.   As novidades ou inovações podem chamar a atenção, mas não podem trazer o fervor;

3º.   Os métodos naturais criam bons programas e atraem pessoas, mas não trazem fervor.

4º.   A revitalização da igreja morna está em Jesus que tem o remédio certo para curar.

Jesus oferece a Laodicéia ouro puro, vestes brancas e colírio para os olhos.

1º.   Ouro puro fala da maior riqueza que nós podemos alcançar – a graça de Deus que traz salvação. Não existe riqueza maior do que a presença de Deus em nós;

2º.   Vestes brancas símbolo da justiça e santidade. Não existe salvação sem santidade, se queremos agradar ao Senhor é necessário nos vestirmos com a santidade, sem a qual ninguém verá o Senhor;

3º.   Colírio para restaurar a nossa visão, somente assim nós compreenderemos a vontade Deus e passaremos a agir pela fé. Só Jesus tem esse colírio.

Jesus deixa claro que corrige e repreende aquele a quem ama, mesmo que a igreja esteja sem fervor, Jesus não desiste dela. Ele fala, ele pede que se arrependa. Ele oferece a cura para a igreja.

É triste pensarmos numa igreja onde Jesus está do lado de fora. Como podemos cantar, adorar e orar à Jesus se ele está do lado de fora.

Jesus dá mais um passo em busca de revitalizar a sua igreja (Ap 3.20) – Escutem! Eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa, e nós jantaremos juntos.

Jesus está batendo à porta, Ele deseja entrar. Quem abrir a sua porta irá receber a presença de Jesus e se alegrará com ele em glória.

Cantor cristão

Vem! Visita a tua igreja. Ó bendito Salvador!
Sem tua graça ela murcha. Ficará e sem vigor.
Vivifica, vivifica (bis). Nossas almas, ó Senhor!

Mensagem baseada no Livro Revitalizando a Igreja  de Hernandes Dias Lopes 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s