Plenitude do Espírito Santo


Plenitude do Espírito SantoAtos 2.4 – Todos ficaram cheios do espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, de acordo com o poder que o Espírito dava a cada pessoa.

Atos 4.31 – Quando terminaram de fazer essa oração, o lugar onde estavam reunidos tremeu. Então todos ficaram cheios do espírito Santo e começaram a anunciar corajosamente a palavra de Deus.

Atos 13.52 – E os cristãos de Antioquia continuaram muito alegres e cheios do espírito Santo.

Qual a diferença entre ficar cheio do Espírito Santo e ser cheio do Espírito Santo? Há pouca diferença entre as duas condições:

  • Ser cheio = refere-se ao estado contínuo do cristão, uma necessidade diária de ter sempre mais do Espírito;
  • Ficar cheio = uma capacitação extra ou confirmação particular e ocasional para o cumprimento de alguma tarefa ou enfrentamento de alguma situação.

* Para as tarefas diárias basta ser cheio do Espírito Santo. Porém, algumas situações requer mais poder e autoridade.

A ilustração do Dr. Merrill C. Tenney revela melhor essa diferença: Numa cidade todas as casas estão interligadas pela mesma rede de água que abastece suas torneiras. Porém, quando acontece algum incêndio os bombeiros utilizam um hidrante de rua e mangueiras maiores para terem mais água naquele momento. Ser cheio do Espírito é como essas casas, sempre tem água na torneira; Ficar cheio é ter reserva, poder extra para uma tarefa especial. Os discípulos estavam cheios o tempo todo, mas em algumas situações precisavam ficar cheios.

QUAL A RAZÃO DE SERMOS CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO?

Deus tem um propósito que justifique o estarmos cheios do Espírito Santo: em Atos 4.31b diz que “Então todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a anunciar corajosamente a palavra de Deus.” Em outras palavras, os discípulos ficaram cheios com um propósito – anunciar a palavra de Deus.

UMA VIDA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO GLORIFICA A DEUS

Qual deve ser a nossa motivação para desejar ficar cheio do Espírito Santo? Egocentrismo ou glorificar a Cristo?

Algumas pessoas desejam ficar cheio do Espírito Santo por motivações erradas. Exemplos:

  1. Ter uma experiencia emocional;
  2. Sentir ou viver a experiência de outro cristão;
  3. Querer ser espiritual;
  4. Força para enfrentar algum problema específico;
  5. Outras inúmeras razões.

Todas essas razões podem ser justificadas, mas O VERDADEIRO PROPÓSITO DE SERMOS CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO É GLORIFICAR A CRISTO.

Essa é a razão por que veio o Espírito Santo: Glorificar a Cristo

  1. Ele vai ficar sabendo o que tenho para dizer, e dirá a vocês, e assim ele trará glória para mim.(João 16:14). O Espírito Santo não chama a atenção sobre Si mesmo, mas sobre Cristo.
  2. Jesus disse: – Quando chegar o Auxiliador, o Espírito da verdade, que vem do Pai, ele falará a respeito de mim. E sou eu quem enviará esse Auxiliador a vocês da parte do Pai.(João 15 :26, BLH).

Este é um dos testes para saber se uma vida está cheia do Espírito.

  1. Cristo está se tornando mais evidente em minha vida?
  2. As pessoas estão vendo mais dEle e menos de mim?

Pessoas que falam do Espírito como se Ele fosse um amuleto são suspeitas para mim: “O Espírito Santo . . . isto” e “o Espírito Santo . . , aquilo”. O Espírito Santo não veio para glorificar a Si mesmo; Ele veio para glorificar a Cristo.

Outro ponto: uma pessoa cheia do Espirito pode não estar consciente disto. NENHUMA PERSONAGEM BÍBLICA DISSE: “EU ESTOU CHEIO DO ESPÍRITO”. OUTROS DISSERAM QUE ELES ESTAVAM.

Não há aprovação para aqueles que desejam o Espírito Santo por motivações erradas: Atos 8. Simão, o mágico, “creu”, foi batizado, e ficou impressionado com os sinais e milagres que os apóstolos faziam. Ficou interessado mais ainda quando viu como os convertidos recebiam o Espírito Santo. Oferecendo dinheiro a Pedro e a seus companheiros, ele disse: – Quero que vocês me dêem também esse poder. Assim, quando eu puser as mãos sobre alguém, essa pessoa receberá o Espírito Santo.(Atos 8.19). Pedro o repreendeu imediatamente (v. 21): Você não tem direito de tomar parte no nosso trabalho porque o seu coração não é honesto diante de Deus.O poder do Espírito é concedido com um propósito – sempre para a glória de Deus, não para vantagem ou promoção pessoal.

UMA VIDA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO PRODUZ SANTIDADE.

Nós glorificamos a Cristo vivendo para Deus – confiando, amando e obedecendo a Ele. Paulo disse: Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.(I Co 10.31). Que conceito – tudo que fazemos deve glorificar a Deus!

E é isto mesmo que nos leva ao centro do problema. POR QUE PRECISAMOS DA PLENITUDE DO ESPIRITO SANTO? Porque somente com o poder do Espírito nós podemos viver uma vida que glorifique a Deus. Não podemos glorificar a Deus com a força da carne (Romanos 7.15,18,19). No poder do Espírito Santo nós podemos viver de uma maneira que glorifique a Deus cada vez mais.

EU CONSIDERO, PARA NÓS CRISTÃOS, PERDA DE TEMPO PROCURAR PODER QUE NÃO TENCIONAMOS USAR, exemplos:

  1. Poder de oração, sem orar;
  2. Força para falar de Cristo, sem fazê-lo;
  3. Poder para ter santidade, sem tentar viver uma vida santa;
  4. Graça para sofrer, sem querer tomar sobre si a cruz;
  5. Poder para o serviço, sem servir. Alguém disse: “Deus dá graça de morrer somente aos que estão morrendo.”

 

UMA VIDA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO VIVE PARA SERVIR

Em Atos 4.8 Pedro e João foram trazidos à presença dos líderes religiosos. Tinham sido presos por pregarem. E a Escritura diz que: Pedro, cheio do Espírito Santo, respondeu: – Autoridades e líderes do povo!

Este mesmo Pedro, agora cheio do Espírito Santo, ficou tão corajoso que se dispunha a morrer por Cristo. Apenas algumas Semanas antes ele O tinha negado, com juramento. A plenitude do Espírito Santo fez a diferença.

Pouco depois Pedro e seus companheiros se encontraram para orar. Como já lemos há pouco, quando eles estavam orando ao terminar de orar “o lugar onde estavam reunidos tremeu. Então todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a anunciar corajosamente a palavra de Deus”.(Atos 4:31). Eles ficaram cheios para que servissem a Cristo, anunciando o evangelho com coragem. Para mim é significativo que Pedro ficou cheio duas vezes. Ficou cheio antes de pregar (v. 8), e ficou cheio de novo depois que ele e seus companheiros oraram (v. 31).

No colegiado apostólico o ser cheio do Espírito Santo era uma condição exigida para novos líderes, Atos 6.3 eles exigem que os diáconos fossem de boa reputação, cheios do Espírito santo e de sabedoria. Eles tinham que possuir essas três qualidades: Isto tem importantes lições para nós. Se todos os crentes fossem “de boa reputação, cheios de Espírito e de sabedoria”, então esta exigência dos apóstolos não teria sentido. A algumas pessoas deve ter faltado um dos três. Mas o cargo exigia os três: boa reputação, plenitude do Espírito e sabedoria.

SER CHEIO DO ESPÍRITO SANTO NÃO É OPCIONAL, MAS UMA NECESSIDADE PARA GLORIFICAR A DEUS; VIVER EM SANTIDADE; SERVIR NO REINO DE DEUS.

Uma vida cheia do Espírito não é anormal; é a vida normal do cristão. 90% é abaixo do normal; é menos que Deus quer dar e pode prover para seus filhos. Por isso nunca devemos pensar que ficar cheio do Espírito é uma experiência incomum ou singular, conhecida só por alguns poucos escolhidos. É destinada a todos, todos a precisam, e todos a podem Ter. É por isto que a Escritura nos ordena: “Enchei-vos (todos) do Espírito”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s