Não desprezes o dom que há em ti


vida eterna presente de Deus2I Timóteo 4.14a – Não desprezes o dom que há em ti…”

Na versão original a palavra é ‘não negligencies o dom que há em ti”. A palavra negligente provém do grego ‘ameleo’ que significa: não dar atenção; desconsiderar; desprezar; descuidar.

Dom, do grego ‘khárisma’, significa: dom da graça de Deus; capacidade para desempenhar bem uma missão; presente de Deus.

Podemos concluir que Paulo estava dizendo a Timóteo o seguinte: Não despreze o presente que Deus lhe deu.

Há na Bíblia personagens que desprezaram o que receberam de Deus, os mais conhecidos provavelmente sejam Esaú e Sansão no AT e Judas no NT. Vamos nos ater a esses personagens e ver as causas e resultados das suas escolhas, ao rejeitarem o dom que Deus lhes havia concedido.

ESAÚ – IGNOROU O SEU FUTURO PARA VIVER O PRESENTE:

 Ele tinha uma promessa, mas preferiu trocá-la por um prato de sopa. Gn 25.29-34 – Um dia, quando Jacó estava cozinhando um ensopado, Esaú chegou do campo, muito cansado, 30 e foi dizendo: – Estou morrendo de fome. Por favor, me deixe comer dessa coisa vermelha aí (Por isso puseram em Esaú o nome de Edom.). 31 Jacó respondeu: – Sim, eu deixo; mas só se você passar para mim os seus direitos de filho mais velho. 32 Esaú disse: – Está bem. Eu estou quase morrendo; que valor têm para mim esses direitos de filho mais velho? 33 – Então jure primeiro – disse Jacó. Esaú fez um juramento e assim passou a Jacó os seus direitos de filho mais velho. 34 Aí Jacó lhe deu pão e o ensopado. Quando Esaú acabou de comer e de beber, levantou-se e foi embora. Foi assim que ele desprezou os seus direitos de filho mais velho.

Há pessoas que possuem dons maravilhosos que serão revelados futuramente, mas ignoram esse privilégio futuro por um momento a ser vivido no presente. Por maior que fosse a fome de Esaú, ela não o mataria. Mas, o seu desejo de saciar a fome instantaneamente o levou a ignorar um futuro brilhante.

SANSÃO – TROCOU A SUA POSIÇÃO POR PURA VAIDADE QUE LHE CAUSOU SUA RUINA.

 No caso de Esaú havia uma promessa para o futuro; Sansão já estava vivendo o melhor de Deus na sua vida, ele era juiz, honrado pelo povo e abençoado por Deus. Porém, trocou uma vida de obediência à Deus e aos pais por mulheres que causaram a sua destruição.

Ele não ouviu a recomendação dos seus pais e por duas vezes se casou com mulheres estrangeiras. Jz 14.2,3 – Voltou para casa e disse ao seu pai e à sua mãe: – Eu vi em Timna uma jovem filistéia. Peçam essa moça para mim porque eu quero casar com ela. 3 Mas o seu pai e a sua mãe responderam: – Por que é que você foi procurar mulher no meio dos filisteus, aquela gente que não pratica a circuncisão? Será que você não podia achar mulher no meio dos nossos parentes ou entre o nosso povo? Mas Sansão disse ao seu pai: – É aquela a moça que eu quero. É dela que eu gosto.

Na primeira vez que se casou com uma estrangeira o Senhor o poupou; mas, na segunda em que decidiu casar-se com uma estrangeira não houve quem o livrasse e ele caiu na armadilha dos inimigos: Jz 16.4 Depois disso Sansão se apaixonou por uma mulher chamada Dalila, que morava no vale de Soreque. 19 Ela fez com que Sansão dormisse no seu colo. Em seguida chamou um homem, e ele cortou as sete tranças de Sansão. Aí Dalila começou a provocá-lo, mas ele havia perdido a sua força.

 

JUDAS DESPREZA A HONRA DA SUA POSIÇÃO AO LADO DE JESUS POR MOEDAS QUE COMPRARAM A SUA MORTE.

A graça de Deus não pode ser comparada. Jesus escolheu Judas, que se tornou ladrão, para cuidar do dinheiro que era arrecadado para a sua missão (Lucas 8.3). Alguém pode achar estranho essa escolha de Jesus porque ele sabia que Judas era o diabo em pessoa (João 6.70,71). Ele possuía maior honra entre os discípulos, pois era responsável por toda a finança do ministério pessoal de Jesus, porém tinha um coração mau, João 12.6 – “Judas disse isso, não porque tivesse pena dos pobres, mas porque era ladrão. Ele tomava conta da bolsa de dinheiro e costumava tirar do que punham nela.

 Essa é uma prova da graça de Deus que mesmo sabendo dos erros que as pessoas cometem ainda lhes dá a chance de reconciliar e se arrepender. Quando Pedro quis mostrar-se valente diante dos seus irmãos, Jesus o repreendeu dizendo que ele haveria de negá-lo, Mateus 26.33,34 – Então Pedro disse a Jesus: – Eu nunca abandonarei o senhor, mesmo que todos o abandonem. 34 Mas Jesus lhe disse: – Eu afirmo a você que isto é verdade: nesta mesma noite, antes que o galo cante, você dirá três vezes que não me conhece.

VALORIZE O DOM ‘PRESENTE’ QUE DEUS LHE DEU.

Deus conhece o coração de cada pessoa, Ele sabe quem é fiel, autêntico e que valoriza o presente que ele dá. Deus sabe quem está valorizando o seu dom e quem o negligencia, a igreja em Filadélfia disse o Senhor (Ap 3.8,11): Eu sei o que vocês estão fazendo. Sei que têm pouca força. Vocês têm seguido os meus ensinamentos e têm sido fiéis a mim. Eu abri diante de vocês uma porta que ninguém pode fechar.11 Eu venho logo. Guardem o que vocês têm, para que ninguém roube de vocês o prêmio da vitória.

O dom que Timóteo recebeu foi o ministério pastoral. Paulo começa esse capítulo alertando sobre muitos que abandonarão a fé: dando ouvidos aos ensinamentos demoníacos; hipocrisia; mentiras; aceitação do erro, a ponto de agradecerem a Deus após praticarem o pecado; lendas pagãs e crendices. Paulo demonstra preocupação com o jovem Timóteo e teme que ele possa se deixar levar por essa onda e desprezar o dom de Deus.

Ele recomenda a Timóteo para lutar e trabalhar muito contra o pecado; manter a sua esperança firmada em Jesus; servir como exemplo para os demais irmãos; dedicar-se a leitura das escrituras, pregação do evangelho e ensino cristão. E, finalmente ele o exorta a não desprezar o dom que possuía.

Eu concluo essa mensagem lembrando que todos os crentes em Jesus receberam de Deus um dom (presente, carisma). Não me refiro a dons espirituais ou naturais, aos talentos que todos possuímos. Nós devemos conservar e exercitar esses dons que recebemos, como no caso de Timóteo que deveria manter acesa a chama do amor pelo ministério pastoral que recebera dos apóstolos – servir ao Senhor no ministério cristão é uma grande honra!

Porém, existe um dom (presente) maior, que não pode ser ignorado ou desprezado – se o ignorarmos perderemos a eternidade com Cristo, esse dom é a vida eterna em Cristo, Romanos 6.22,23: Mas agora vocês foram libertados do pecado e são escravos de Deus. Com isso vocês ganham uma vida completamente dedicada a ele, e o resultado é que vocês terão a vida eterna. 23 Pois o salário do pecado é a morte, mas o presente gratuito de Deus é a vida eterna, que temos em união com Cristo Jesus, o nosso Senhor.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s