Vestidos com a Armadura de Deus


Efésios 6.11-18 – A vida é marcada por inúmeras batalhas. Tanto cristãos quanto incrédulos enfrentam as mesmas batalhas; independentemente da posição em que a pessoa ocupa diante de Deus, todos são confrontados no campo de batalha.

A partir do momento em que alguém entrega a sua vida à Cristo, essa pessoa rompe com um sistema dominado por forças ocultas, que a Bíblia denomina como poderes espirituais, que regulam todo o sistema conduzindo multidões de pessoas para a destruição espiritual, moral e física.

Todas as pessoas são influenciadas ou regidas por esse sistema maligno que provoca sensações e reações como fúria, mentira, desamor, etc. O apóstolo João escreveu que o ‘mundo jaz no maligno’, essas forças ocultas agem sobre a mente e emoções das pessoas, conduzem a humanidade para as guerras, fomes, misérias, caos enfim. Quando você vê enfrenta determinada situação, ela gera em você alguns sentimentos que podem ser uma influência desses poderes.

A Igreja também está vulnerável aos ataques e influencias das forças malignas, o fato de uma pessoa congregar numa igreja ou pertencer a um grupo cristão não impede que elas sejam atacadas por essas forças. Cristãos morrem no mundo a todo instante em consequência dessa batalha, as trevas podem destruir a vida física de um cristão, mas não podem destruir o seu espírito que está em Cristo. Aqueles que estão em Cristo conseguem perceber quando está sendo influenciado por Deus ou pelo maligno.

Paulo afirma aos efésios que eles devem se vestir de uma armadura divina que lhes garantirá vitória sobre os poderes do diabo, a armadura não é humana, visível ou natural; ela não pode ser adquirida ou comprada por títulos ou bens; ela é individual, cada crente deve adquirir a sua.

No verso 12, Paulo adverte que essas forças não podem ser vencidas por pensamentos positivos ou qualquer poder humano, verso 12 Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.

Nenhum cristão está 100% protegido se não estiver vestido da armadura de Deus. Nessa guerra os inimigos irão procurar algum ponto vulnerável em você onde eles possam te atingir; há situações que aparentemente são simples e insignificantes, mas com o tempo se agravam e destroem completamente e totalmente. Portanto, se você deseja estar protegido aconselho-te a ter todos os acessórios necessários que compõem a armadura divina.

Ouça o que Paulo diz (v.13): “Por isso peguem agora a armadura que Deus lhes dá.” Deus dá a cada um de nós a mesma armadura, mas temos que usar tudo que ele dá para “resistir aos ataques do inimigo” e lutar até o fim.

Estejam preparados (v 14). O primeiro passo começa com a preparação, estar atento a tudo que acontece ao seu redor pois o nosso inimigo é astuto e capaz de se transformar em anjo de luz para confundi-lo, II Coríntios 11.14 – E isso não é de admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz.

 

QUAIS SÃO OS ACESSÓRIOS DA ARMADURA DO CRISTÃO?

armadura de Deus

  • A verdade como cinturão (v 14). Eu acredito que Jesus estava se referindo a uma verdade mais profunda, mais que uma simples declaração, ele está falando da verdade em reconhecermos quem somos, acreditar e aceitar o seu amor, João 8.32 – e conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.
  • A couraça da justiça (v 14). O que é justiça para Deus? Não se trata da justiça humana que é baseada em nossos conceitos, mas a da verdadeira justiça como descreve Provérbios 24.12 – Você pode dizer que o problema não é seu, mas Deus conhece o seu coração e sabe os seus motivos. Ele pagará de acordo com o que cada um fizer.
  • A justiça de Deus é santa, tudo que Deus faz prima a sua santidade;
  • A justiça de Deus é perfeita, Ele é a própria justiça em sua perfeição;
  • A justiça de Deus é exata, Esdras 9.13 – Mas, depois de tudo o que aconteceu como castigo pelas nossas maldades e pelas nossas grandes culpas, nós sabemos que tu, ó Deus, nos castigaste menos do que merecíamos e nos deixaste com vida.
  • A justiça de Deus premia o justo, Hebreus 6.10 Deus não é injusto. Ele não esquece o trabalho que vocês fizeram nem o amor que lhe mostraram na ajuda que deram e ainda estão dando aos seus irmãos na fé.
  • Sapatos para anunciar a boa notícia de paz (v 15). Pela pregação do Evangelho, o reino de Cristo invade o reino de Satanás, limitando, e mesmo quebrando, o poder desse inimigo sobre os pecadores. “Ele nos libertou do poder da escuridão e nos trouxe em segurança para o Reino do seu Filho amado.” (Cl 1:13).
  • A fé como escudo, para poderem se proteger de todos os dardos de fogo do Maligno (v 16). A fé é a porta de entrada para uma comunhão verdadeira com Deus, Hebreus 11.6 – Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor.
  • A salvação como capacete (v 17). Notem que a salvação protege uma área muito importante, a mente fala da razão enquanto o coração fala da emoção, Paulo está dizendo que ser cristão está além das emoções, por isso a salvação deve ser racional, Romanos 12.2 – Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.
  • A palavra de Deus como a espada que o Espírito Santo lhes dá (v 17). Nada é mais poderoso do que a Palavra de Deus para nos garantir vitórias sobre os inimigos, Hebreus 4.12 – Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas.

 

JÁ TENHO A ARMADURA DE DEUS, FAÇO O QUE AGORA?

autoridade espiritual

  • Façam tudo isso orando a Deus e pedindo a ajuda dele (v 18). Estudando a Palavra de Deus, sobre a oração: – Nós oramos não para que Deus conheça as nossas necessidades, mas para declarar-lhe que sozinhos não podemos vencer; há momentos em que não podemos fazer ou dizer nada além de orar; por isso devemos orar sempre, a todo instante, em cada momento para que Deus nos guarde nas batalhas contra o mal. I Tessalonicenses 5.17 – orem sempre
  • Orem sempre, guiados pelo Espírito de Deus (v 18). A oração deve ser inteligente, essa é a oração dos filhos de Deus que são guiados pelo Espírito Santo, Romanos 8.14,26 – Pois aqueles que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 26 Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar na nossa fraqueza. Pois não sabemos como devemos orar, mas o Espírito de Deus, com gemidos que não podem ser explicados por palavras, pede a Deus em nosso favor.
  • Fiquem alertas (v 18). Os nossos olhos espirituais precisam estar abertos o tempo todo, os ataques surgem de formas inusitadas e nem sempre esperadas, I Pedro 5.8 – Estejam alertas e fiquem vigiando porque o inimigo de vocês, o Diabo, anda por aí como um leão que ruge, procurando alguém para devorar.
  • Não desanimem (v 18). A batalha é tensa e cansativa, mas não podemos desanimar, II Coríntios 4.16-18 – Por isso nunca ficamos desanimados. Mesmo que o nosso corpo vá se gastando, o nosso espírito vai se renovando dia a dia. 17 E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento. 18 Porque nós não prestamos atenção nas coisas que se vêem, mas nas que não se vêem. Pois o que pode ser visto dura apenas um pouco, mas o que não pode ser visto dura para sempre.
  • Orem sempre por todo o povo de Deus (v 18). A nossa oração não pode ser exclusivista e pessoal, devemos pensar nos nossos irmãos e apresenta-los em nossas orações ao Senhor. Pense: Todos estamos lutando na mesma batalha, se o teu irmão perecer o exército de Cristo perde um combatente e se muitos morrerem o exército se enfraquecerá, por isso devemos orar por todo o povo de Deus, vejamos as recomendações de Tiago 5.14-18 – Se algum de vocês estiver doente, que chame os presbíteros da igreja, para que façam oração e ponham azeite na cabeça dessa pessoa em nome do Senhor. 15 Essa oração, feita com fé, salvará a pessoa doente. O Senhor lhe dará saúde e perdoará os pecados que tiver cometido. 16 Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e façam oração uns pelos outros, para que vocês sejam curados. A oração de uma pessoa obediente a Deus tem muito poder. 17 O profeta Elias era um ser humano como nós. Ele orou com fervor para que não chovesse, e durante três anos e meio não choveu sobre a terra. 18 Depois orou outra vez, e então choveu, e a terra deu a sua colheita. 19 Meus irmãos, se algum de vocês se desviar da verdade, e outro o fizer voltar para o bom caminho, 20 lembrem disto: quem fizer um pecador voltar do seu mau caminho salvará da morte esse pecador e fará com que muitos pecados sejam perdoados.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s