O que eu vejo?


Na última semana a impressa e redes sociais publicaram a imagem de um vestido que causou polêmica em relação a sua cor. Algumas pessoas enxergavam o vestido na cor branco e dourado, outros azul e preto, ainda outros enxergam outras cores.

Cada grupo tentava convencer o outro que estava com razão. Segundo a psiquiatria “o nosso cérebro interpreta tudo como a gente quer. O vestido é o mesmo e o nosso cérebro toma liberdades” para definir a cor que vemos (Daniel Barros, psiquiatra). A luz no ambiente, a tela do aparelho onde vemos a imagem e outros fatores influenciam na percepção das cores fazendo com que as pessoas enxerguem de maneira diferente.

Segundo o site Buzzfeed, mais de 22 milhões de pessoas visualizaram a imagem, uma pesquisa mostrou que 72% acreditaram que o vestido era branco e dourado. A verdade é que o vestido original mostrado na foto é azul e preto, pertence a coleção da marca inglesa Roman e está à venda online por 50 libras esterlinas, o equivalente a R$221,00.

O incrível é como a maioria das pessoas influenciadas por luzes ou telas dos seus equipamentos foram influenciadas a enxergar errado. Uma simples mudança de cenário faz com que as pessoas tenham percepções diferentes da realidade.

Lucas 6.40-42: Nenhum aluno é mais importante do que o seu professor. Porém, quando tiver terminado os estudos, o aluno ficará igual ao seu professor. 41 – Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? 42 Como é que você pode dizer ao seu irmão: “Me deixe tirar esse cisco do seu olho“, se você não repara na trave que está no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão.

Deixando de lado o episódio do vestido, eu desejo falar sobre o modo como nós, cristãos, enxergamos as coisas e o perigo quando não vemos corretamente. Assim como as luzes e outros fatores podem influenciar no modo como as pessoas enxergarem a cor de um vestido, somos influenciados pela nossa cultura, religiosidade, experiências, fatores psicológicos e sociológicos, educação e outros meios a enxergar a vida sob vários ângulos diferentes. O que você vê não é o que eu vejo!

Em I Coríntios 4.4 afirma que: Eles não podem crer, pois o deus deste mundo conservou a mente deles na escuridão. Ele não os deixa ver a luz que brilha sobre eles, a luz que vem da boa notícia a respeito da glória de Cristo, o qual nos mostra como Deus realmente é. Noutra versão diz que ‘cegou seus entendimentos’ – o mundo está cego espiritualmente falando, por isso os descrentes não podem enxergar do mesmo modo que a igreja de Cristo. O papel do diabo é deturpar a visão do cristão para que não enxergue a realidade.

Eu fiquei pensando sobre esse assunto e algumas perguntas me surgiram:

  • Como eu vejo a minha igreja?
  • Como eu vejo os meus irmãos na fé?
  • Como eu vejo o mundo?
  • Como eu me vejo diante das pessoas, da igreja e de Deus?

Talvez o modo como estamos enxergando as coisas não seja o modo certo. Julgamos os fatos e as pessoas sob efeitos de luzes que mudam o cenário nos fazendo ter uma percepção errada da realidade. Podemos confundir a cor de um carro e acusar o nosso irmão; podemos confundir a amizade entre irmãos; podemos confundir nosso pensamento ao ver duas pessoas do sexo oposto conversando; podemos confundir ao ver um irmão em determinado lugar ou bebendo determinada bebida. Na minha juventude fui advertido por meu pastor porque outro irmão me viu tomando guaraná numa padaria com pessoas descrentes e disseram que era cerveja.

Em sua palavra Jesus fala a multidão sobre o perigo de julgar as pessoas. O ser humano tem uma pré disposição maior para enxergar os erros dos outros, ao invés das nossas próprias ações. E o pior é que quando julgam, criticam ou falam de alguém, geralmente o faze baseado no cenário em que vivem. A exemplo do vestido, vários fatores podem mudar sua opinião a respeito dos outros.

Certa ocasião eu passava por uma rua quando avistei à frente um carro estacionado, idêntico ao de outro irmão, então eu pensei comigo – “olha o carro do irmão …”. Mas, nesse momento, antes que eu passasse pelo carro, a porta do motorista daquele carro se abriu e um homem nada parecido com o irmão saiu do carro. O Espírito Santo ministrou ao meu coração naquele momento – cuidado com o que vê, as coisas não são o que parecem.

A igreja de Cristo deve ter cuidado com o que aparentemente vê. Um cenário diferente pode mudar a opinião em relação a coisas ou pessoas. Muitos irmãos por serem precipitados em seus juízos condenaram outros ao inferno. Eu já me deparei com muitas pessoas que criaram aversão à igreja por causa de falsas acusações baseadas no que outras pessoas disserem ter visto, embora estivessem enganados.

 

Cristão temente a Deus também se confunde

  • Pedro era um homem de Deus e fazia tudo para agradar a Deus. Mas, o seu preconceito em relação aos gentios o fez sentir-se mais santo que eles. Na Visão de Atos 10.10-15 o Senhor lhe fez entender que todos eram iguais. 13 Então Pedro ouviu uma voz, que dizia: – Pedro, levante-se! Mate e coma! 14 Pedro respondeu: – De jeito nenhum, Senhor! Eu nunca comi nenhuma coisa que a lei considera suja ou impura! 15 A voz falou de novo com ele: – Não chame de impuro aquilo que Deus purificou.

A nossa visão é diferente do modo como Deus nos vê.

  • Podemos ter uma visão errada sobe o que vemos em relação as pessoas. Somos limitados em nosso conhecimento e percepção, por isso julgamos pelo que vimos baseado no contexto em que vivemos. I Samuel 16.7 – Mas o SENHOR disse: – Não se impressione com a aparência nem com a altura deste homem. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração.

Podemos nos enganar e se desesperar quando olhamos sem fé para determinadas situações.

  • O moço de Eliseu era do tipo de pessoa pessimista por falta de fé. Ele ficou desesperado quando viu o exército inimigo cercando a Cidade, somente depois da oração de Eliseu ele pode ver o exército de Deus que lhes dava proteção. Quando olhamos para determinadas situações sem a fé em Deus agimos como esse moço, mas quando olhamos pela fé vemos o exército de Deus nos guardando.
    • II Reis 6.15,17 – No dia seguinte cedinho, o empregado de Eliseu levantou-se e saiu de casa. Aí viu as tropas sírias com os seus cavalos e carros de guerra, cercando a cidade. Então entrou em casa e disse a Eliseu: – Senhor, nós estamos perdidos! O que vamos fazer? 17 Então orou assim: – Ó SENHOR Deus, abre os olhos do meu empregado e deixa que ele veja! Deus respondeu à oração dele. Aí o empregado de Eliseu olhou para cima e viu que ao redor de Eliseu o morro estava coberto de cavalos e carros de fogo.

A nossa visão muda quando estamos conectados em Cristo.

  • Cercado por uma multidão enfurecida por causa da sua fé em Cristo, Estevão não vê o ódio dos perseguidores, mas vê a Cristo. Atos 7.55,56 – Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou firmemente para o céu e viu a glória de Deus. E viu também Jesus em pé, ao lado direito de Deus. 56 Então disse: – Olhem! Eu estou vendo o céu aberto e o Filho do Homem em pé, ao lado direito de Deus.
  • A comunhão com Deus restaura a nossa visão, Jó 42.5 – Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos.

O que você vê?

  • Marcos 8.22-26: Depois Jesus e os discípulos chegaram ao povoado de Betsaida. Algumas pessoas trouxeram um cego e pediram a Jesus que tocasse nele. 23 Ele pegou o cego pela mão e o levou para fora do povoado. Então cuspiu, passou a saliva nos olhos do homem, pôs a mão sobre ele e perguntou: – Você está vendo alguma coisa? 24 O homem olhou e disse: – Vejo pessoas; elas parecem árvores, mas estão andando. 25 Jesus pôs outra vez as mãos sobre os olhos dele. Dessa vez o cego olhou firme e ficou curado; aí começou a ver tudo muito bem.
  • O cego de Betsaida queria ser curado. O método usado por Jesus não era comum e no primeiro momento aquele homem viu pessoas que se pareciam árvores andando; pela segunda vez Jesus tocou em seus olhos, ele olhou firme e ficou curado. A partir daquele momento, o homem passou a ver tudo muito bem.
  • Há muitas pessoas que são cristãs mas estão como esse homem de Betsaida. Foram tocadas inicialmente por Jesus e passaram a ver alguma coisa. A visão ainda está deturpada, não pode enxergar com nitidez. Como aquele homem que confundiu pessoas com árvores, muitos confundem determinadas situações porque não possuem uma boa visão. Por isso fazem juízos errôneos sobre seus irmãos e outras pessoas.
  • A solução para ver claramente é ser tocado pela segunda vez por Jesus. O desejo daquele homem era ver com nitidez, isso somente foi possível no segundo toque de Jesus. Embora muitas pessoas sejam frequentadores assíduos das reuniões na igreja, alguns precisam ser tocados novamente por Jesus para enxergar com perfeição.

Jesus pode dar-nos uma visão perfeita.

  • Marcos 10.51,52 – O que é que você quer que eu faça? – perguntou Jesus. – Mestre, eu quero ver de novo! – respondeu ele. 52 – Vá; você está curado porque teve fé! – afirmou Jesus. No mesmo instante, Bartimeu começou a ver de novo e foi seguindo Jesus pelo caminho.
  • Quando Jesus perguntou para Bartimeu o que queria, ele respondeu: Mestre, eu quero ver de novo! Bartimeu já tinha enxergado antes, por alguma causa ele perdeu a sua visão. O seu desejo era enxergar novamente, ver como antes, com nitidez sem manchas. A resposta de Jesus foi simples e direta: Vá; você está curado porque teve fé!
  • Você está com dificuldades para enxergar como Cristo vê? Eu te convido hoje a comprar dele o colírio que te fará enxergar sob a ótica de Deus. Apocalipse 3.18: Portanto, aconselho que comprem de mim ouro puro para que sejam, de fato, ricos. E comprem roupas brancas para se vestir e cobrir a sua nudez vergonhosa. Comprem também colírio para os olhos a fim de que possam ver.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s