Somos como um vaso diante de Deus!


Isaias 64.8: Mas tu, ó SENHOR Deus, és o nosso Pai; nós somos o barro, tu és o oleiro, todos nós fomos feitos por ti.

O oleiro é um mestre especialista na arte de fazer vasos, quando ele percebe que o vaso que está fazendo possui imperfeições, ele o destrói e refaz do seu jeito. Desde o princípio Deus é representado nas Escrituras como oleiro que forma o homem a partir do barro, transformando-o segundo a sua imagem (Gn 2.7).

A Bíblia contém inúmeras ilustrações sobre tipos de vasos que se assemelham a nós, exemplos:

  • Vasos especiais. Este é o tipo de vaso que se submete somente a vontade e propósitos de Deus, a vida desta pessoa glorifica e honra o nome do Senhor a todo momento. Rm 9.21Pois o homem que faz o pote tem o direito de usar o barro como quer. Do mesmo barro ele pode fazer dois potes: um pote para uso especial e outro para uso comum;
  • Vasos de uso comum. É um vaso de menor utilidade, ocupa posições inferiores, mas tem a sua utilidade quando está em uso. Algumas versões da Bíblia referem-se a esse tipo de vaso como um vaso de desonra, não concordo com esse pensamento, pois todo vaso tem a sua utilidade independente da sua condição. Rm 9.21Quem determina a utilidade do vaso é quem o fez;
  • Vasos escolhidos. Esse tipo de vaso representa a pessoa que Deus escolhe desde cedo para uma tarefa específica em algum lugar terreno ou no Seu Reino. O profeta Jeremias é um exemplo de vaso escolhido, assim como Paulo no Novo Testamento. O Senhor disse a Ananias sobre Paulo em At 9.15 (AA)Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome perante os gentios, e os reis, e os filhos de Israel;
  • Vasos quebrados. Esse vaso representa a pessoa que sofre afrontas e vive circunstâncias negativas em sua vida. Ela sabe o significado da palavra ‘coração partido’ e provavelmente já experimentou dores e tristezas em sua vida. Sl 31.12 (AA) Sou esquecido como um morto de quem não há memória; sou como um vaso quebrado.

Independente do tipo de vaso que você represente diante de Deus, não esqueça que toda pessoa, como um vaso, tem o seu valor e utilidade para Deus, foi Deus quem te criou com uma finalidade. Até os vasos mais simples tem o seu valor acrescido quando conservado pelo tempo – vasos simples que foram conservados por centenas ou milhares de anos ao ser descoberto teve o valor multiplicado milhares de vezes, mesmo com trincas ou faltando pedaços o seu valor aumentou com o tempo. Assim, somos nós, vasos feitos por Deus, mesmo que haja trincas ou ausência de partes importantes, se perseverarmos através do tempo, Deus sempre estará disposto a consertá-nos, repondo partes que se perderam ou tirando as trincas, para sermos úteis no Seu Reino.

O QUE TORNA UM VASO VALIOSO?

Para muitas pessoas, os vasos mais valiosos são aqueles que possuem embelezamentos como moldes de ouro ou prata. Provérbios 25.4 diz: Purifique a prata, e o artista poderá fazer uma obra de arte. Ou seja, esses metais que tornam o vaso mais valioso, antes de ter seus valores reconhecidos necessitam passar por um processo de purificação.

Do mesmo modo, o que torna um cristão mais valioso quando comparado ao vaso, é a sua perseverança durante as provações. O apóstolo Pedro (I Pd 1.6) chama a atenção para as diversas provas que alguns irmãos passam causando-lhes tristezas ao dizer: – Alegrem-se por isso, se bem que agora é possível que vocês fiquem tristes por algum tempo, por causa dos muitos tipos de provações que vocês estão sofrendo.

No verso seguinte (I Pd 1.7), ele afirma que essas provas contribuem para aumentar o valor da fé desses vasos. Algumas provas que passamos são como fogo que purifica o que há de mais precioso em nós, I Pd 1.7: Essas provações são para mostrar que a fé que vocês têm é verdadeira. Pois até o ouro, que pode ser destruído, é provado pelo fogo. Da mesma maneira, a fé que vocês têm, que vale muito mais do que o ouro, precisa ser provada para que continue firme. E assim vocês receberão aprovação, glória e honra, no dia em que Jesus Cristo for revelado.

O PROCESSO DE FORMAÇÃO DO VASO

Como dissemos, o ouro ou prata podem aumentar o valor de um vaso diante das pessoas que são influenciadas quando observam alguém com uma fé perseverante. Mas, no mundo espiritual há outros valores que devemos considerar e Deus tem riquezas incomparáveis para nos dar. Ele coloca os seus tesouros em vasos de barros (II Co 4.7) – Porém nós que temos esse tesouro espiritual somos como potes de barro para que fique claro que o poder supremo pertence a Deus e não a nós.

Um vaso de barro aparentando simplicidade pode trazer dentro de si tesouros incalculáveis. Quando a pessoa tentar mudar esse conceito bíblico, tentando expor seus tesouros na busca da própria glória, corre o risco de perdê-los. O afastamento dos propósitos de Deus, conduz as pessoas à sequidão espiritual, como os filhos de Israel que ficaram um longo período de anos andando em círculo no deserto. Essa é uma fase perigosa porque a sua espiritualidade e o seu desenvolvimento cristão ficam comprometidos. Apocalipse 2.5 – Lembrem do quanto vocês caíram! Arrependam-se dos seus pecados e façam o que faziam no princípio. Se não se arrependerem, eu virei e tirarei o candelabro de vocês do seu lugar.

O vaso que Deus usa deve estar sempre limpo de qualquer intempérie, caso contrário o seu uso estará comprometido, assim como um vaso cheio de pedras pequenas pode trincar com facilidade e perder seu valor, muitos cristãos movidos por desejos em fazer a obra de Deus são prejudicados e impedidos de fazer a obra de Deus por causa dessas poeiras e asperezas. O Escritor aos Hebreus (12.1) nos ensina como ser aprovado diante de Deus ao afirmar: Assim nós temos essa grande multidão de testemunhas ao nosso redor. Portanto, deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que se agarra firmemente em nós e continuemos a correr, sem desanimar, a corrida marcada para nós.

DOIS TIPOS DE VASOS QUE NECESSITAM DE REPAROS PARA NÃO PERDER SEU VALOR:

1º – VASOS TRINCADOS

Há um grupo de crentes que podemos chamá-los de vasos trincados. São aquelas pessoas que recebem uma benção ou poder espiritual quando estão na reunião de culto, mas ao chegar em casa já estão vazios. Outros, saem do culto alegres e cheios de poder, vão para casa e dormem, quando acordam no dia seguinte já estão vazios.

Os vasos trincados não conseguem manter coisas líquidas, elas vazam vagarosamente. Muitos cristãos já foram cheios de Deus, mas as trincas representadas pelas feridas emocionais, palavras acusadoras, experiências negativas, lembranças do passado, falta de perdão, fé instável, etc. esvaziaram todo o poder que tinham e hoje estão vazios de Deus. Um dia estão cheios e no outro estão vazios.

2º – VASOS QUEBRADOS

Davi é um dos maiores exemplos de alguém que amava a Deus e experimentou a Sua glória na Bíblia. Isso não o impediu de experimentar num dia um ponto alto da glória de Deus e no outro o desespero de quem perdeu a glória de Deus.

Em seu auge na presença de Deus, ele foi um cantor e músico na juventude (I Sm 16.16); Ele foi capaz de vencer um gigante em batalha (I Sm 17); Ele se tornou rei por vontade divina; Ele construiu uma tenda de adoração à Deus; Ele recuperou a arca da aliança. Davi amava adorar e dançar na presença de Deus, um desses momentos foi registrado na Bíblia quando ele trouxe a arca da aliança para Jerusalém, II Sm 6.14.

No entanto, Davi teve um lado obscuro. Ele cometeu adultério com a esposa de outro homem, que ficou grávida; Ele matou esse homem inocente para tentar encobrir o seu erro. Davi nunca mais foi a mesma pessoa depois dessas falhas, mesmo tendo confessado o seu erro; ele perdeu a alegria da salvação; ele sentiu que a presença de Deus se foi da sua alma; ele teve de conviver com a sensação de angústia e desespero.

Quando Davi se viu como um vaso quebrado (Sl 31.12 – AA), ele ficou desesperado e em meio a angústia clamou a Deus, Salmos 51.8-9: Faze-me ouvir outra vez os sons de alegria e de felicidade; e, ainda que tenhas me esmagado e quebrado, eu serei feliz de novo. 9 Não olhes para os meus pecados e apaga todas as minhas maldades. 10 Ó Deus, cria em mim um coração puro e dá-me uma vontade nova e firme! 11 Não me expulses da tua presença, nem tires de mim o teu santo Espírito.12 Dá-me novamente a alegria da tua salvação e conserva em mim o desejo de ser obediente.

VASOS TRINCADOS OU QUEBRADOS PRODUZEM UMA ADORAÇÃO FRAGILIZADA

Davi foi capaz de vencer o leão, o urso, o gigante, mas se curvou diante de uma mulher. As pessoas olhavam para ele e viam a imagem de um rei fragilizado, algumas pessoas se afastaram dele, por onde ele passava as pessoas cochichavam sobre a sua condição.

Davi precisava reaver a sua posição diante de Deus, ele tinha consciência do seu pecado e da misericórdia de Deus, não era possível adorar a Deus naquela condição, como um vaso quebrado que perde sua utilidade.

Davi clamou ao Senhor, ele queria voltar a regozijar-se diante de Deus. Ele reconheceu que o poder para restaurá-lo estava nas mãos de Deus. Na sua oração, ele não disse para Deus, “devolve-me a honra de ser rei”, “me torna um guerreiro mais capaz”, “devolve a minha reputação diante do povo”, etc. Não, ele não pediu essas coisas, mas foi sábio em sua oração quando disse: Dá-me novamente a alegria da tua salvação e conserva em mim o desejo de ser obediente. (Sl 51.12).

Deus é o oleiro que pode consertar qualquer vaso que esteja quebrado ou trincado. Em Jeremias 18.1-6 lemos: O SENHOR Deus me disse: 2 – Desça até a casa onde fazem potes de barro, e lá eu lhe darei a minha mensagem. 3 Então eu fui e encontrei o oleiro trabalhando com o barro sobre a roda de madeira. 4 Quando o pote que o oleiro estava fazendo não ficava bom, ele pegava o barro e fazia outro, conforme queria. 5 Aí o SENHOR me disse: 6 – Será que eu não posso fazer com o povo de Israel o mesmo que o oleiro faz com o barro? Vocês estão nas minhas mãos assim como o barro está nas mãos do oleiro. Sou eu, o SENHOR, quem está falando.

A Palavra de Deus para a tua vida hoje é que Ele deseja consertar todas as trincas ou quebraduras que houver em tua vida para restaurar a sua comunhão com o Seu Espírito. Você crê? Então faça como Davi, peça ao Senhor que te devolva a alegria da salvação. Seja como Jeremias, permita que o oleiro transforme a tua vida em um vaso novo.

Deus te abençoe!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s