O perdão que agrada a Deus


Em Mateus 5.21-26, Jesus inicia sua lição falando sobre um mandamento do decálogo mosaico conhecido por todos os judeus – ‘não matarás’. Embora os judeus fossem capazes de obedecer cabalmente aos mandamentos da Lei, Jesus queria mostrar-lhes que isso era insuficiente para torna-los puros aos olhos de Deus.

A nova interpretação dada por Jesus sobre o tema se encontra no verso 22, qualquer pessoa que odiar ou difamar moralmente alguém já está passível de ser julgada. A palavra ‘não matarás’ ganha uma nova conotação, ela não se refere apenas ao ato, mas a atitude gerada interiormente que reflete no ato. Para Jesus a pessoa não precisa cometer o ato em si, basta desejar ou dizer a respeito e já estará cometendo erro: Mas eu lhes digo que qualquer um que ficar com raiva do seu irmão será julgado. Quem disser ao seu irmão: “Você não vale nada” será julgado pelo tribunal. E quem chamar o seu irmão de idiota estará em perigo de ir para o fogo do inferno.

Jesus não está condenando a indignação justa que ocorre quando aquilo que o puro, justo e santo é imaculado ou desprezado. Sua palavra diz respeito aquele que se ira contra seu irmão ‘sem motivo’ (RC/RA). Portanto, sujeito a julgamento como se houvesse cometido homicídio.

Jesus vai adiante ao afirmar que se alguém se coloca em posição superior a seu irmão, tratando-o com desdém, chamando-o de ‘tolo ou sem valor/ você não vale nada’, em seu coração já pecou contra a santidade de Deus.

Para o apostolo Paulo os cristãos podem até se irar, mas não devem conservar a ira no coração a fim de que não pequem, Efésios 4.26 Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso faça com que pequem e não fiquem o dia inteiro com raiva. ”

Qualquer pessoa fica irada sem razão está cometendo pecado e permanece distanciada de Deus. A ira injusta é o mesmo que homicídio diante de Deus e a Bíblia afirma que os assassinos não herdarão o Reino dos Céus (Ap 22.15 NTLH) – “Mas fora da cidade estão os que cometem pecados nojentos, os feiticeiros, os imorais e os assassinos, os que adoram ídolos e os que gostam de mentir por palavras e ações. ”

Diante de Deus, qualquer manifestação de ódio ou ira, sem motivo, é pecado. Se quisermos entrar na presença de Deus é necessário conformar-se com a sua santidade e expulsar toda ira do coração. Que a oração de Paulo aos Efésios 3.17b-19 (NTLH) se torne real em nossas vidas “… E oro para que vocês tenham raízes e alicerces no amor, 18 para que assim, junto com todo o povo de Deus, vocês possam compreender o amor de Cristo em toda a sua largura, comprimento, altura e profundidade. 19 Sim, embora seja impossível conhecê-lo perfeitamente, peço que vocês venham a conhecê-lo, para que assim Deus encha completamente o ser de vocês com a sua natureza. ”

O amor de Deus é a manifestação de sua santidade. Portanto, se há santidade não existe ira ou ódio. Aquelas pessoas estavam preocupadas com a justiça, santidade e piedade. Jesus cita as exigências requeridas por Deus as pessoas que queiram viver retamente diante Dele.

1º – Deus não se agrada de ofertas impuras (Mt 5.23,24 NTLH). “Portanto, se você estiver oferecendo no altar a sua oferta a Deus e lembrar que o seu irmão tem alguma queixa contra você, 24 deixe a sua oferta ali, na frente do altar, e vá logo fazer as pazes com o seu irmão. Depois volte e ofereça a sua oferta a Deus. ”

Não basta oferecer boas ofertas e sacrifícios, é preciso estar com o coração puro ao oferecer qualquer oferta para Deus. Se a pessoa sabe que tem alguma coisa errada em relação ao seu irmão na fé, deverá deixar a oferta no altar e ir se reconciliar com seu irmão para depois entregar sua oferta. Muitas pessoas falham em sua comunhão com Deus porque não querem a comunhão com seu irmão, guardam a ira no coração e fazem papel de ‘tolos’ quando ofertam algo para o Senhor, pois, Deus não se agrada de oferta impura.

Outro detalhe importante é que, basta a pessoa saber que o seu irmão está irado contra ela, por motivos justos – os versos anteriores falam de atitudes que provocam a ira do irmão (Você não vale nada/idiota), para que deixe a oferta e se ajuste com seu irmão (deixe a sua oferta ali, na frente do altar, e vá logo fazer as pazes com o seu irmão. Depois volte e ofereça a sua oferta a Deus).

2º – Jesus ensina a remover a causa da ira a fim de evitar graves complicações, versos 25 a 26: “Se alguém fizer uma acusação contra você e levá-lo ao tribunal, entre em acordo com essa pessoa enquanto ainda é tempo, antes de chegarem lá. Porque, depois de chegarem ao tribunal, você será entregue ao juiz, o juiz o entregará ao carcereiro, e você será jogado na cadeia. 26. Eu afirmo a você que isto é verdade: você não sairá dali enquanto não pagar a multa toda. ”

A única dívida aceitável perante Deus é o amor. Deus coloca sobre seu povo uma grande responsabilidade: Não fiquem devendo nada a ninguém. A única dívida que vocês devem ter é a de amar uns aos outros. Quem ama os outros está obedecendo à lei. Rm 13.8 NTLH.

No meio do povo de Deus não pode haver divisão, porque onde há divisão não reina o amor e as exigências da santidade de Deus não são satisfeitas. Cl 3.8 (NTLH) “Mas agora livrem-se de tudo isto: da raiva, da paixão e dos sentimentos de ódio. E que não saia da boca de vocês nenhum insulto e nenhuma conversa indecente. ”

O caráter de Deus é tão inflexível quanto sua santidade. Se quisermos viver em comunhão com Deus, devemos aceitar e viver em conformidade com sua Palavra, em ações e sentimentos. Fp 2.5 (RA) “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus

A nossa vida deve sujeitar-se a autoridade e vontade de Deus, conforme as escrituras, não só no exterior, mas também em nosso interior. Se abrigarmos sentimentos contrário a palavra de Deus no coração nos afastaremos do Senhor, mas se tivermos sua presença em nós, manifestaremos o verdadeiro amor. João 13.34,35: Eu lhes dou este novo mandamento: amem uns aos outros. Assim como eu os amei, amem também uns aos outros. 35 Se tiverem amor uns pelos outros, todos saberão que vocês são meus discípulos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s