Comunhão cristã


Atos 2.42 (RA)E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.

Salmos 133.1 (NTLH)Como é bom e agradável que o povo de Deus viva unido como se todos fossem irmãos!

Ouvimos a todo momento pessoas falaram sobre comunhão, principalmente nas igrejas. Alguns dizem: “falta comunhão na minha igreja”, outros afirmam que “na minha igreja tem comunhão”, etc.

Qual o significado da palavra comunhão?

  • A palavra tem sua origem no grego ‘koinonia’, que traduzida literalmente para o nosso idioma significa ‘comunhão’.
  • Outros significados: companheirismo, participação, compartilhamento, contribuição; na linguagem cristã significa ‘comunhão que caracteriza a vida cristã, ligando as pessoas entre si e Deus’.

COMO DEVE SER A NOSSA COMUNHÃO?

  • Ela deve ser vertical. A nossa comunhão começa com Deus. Embora não possamos julgar se alguém tem ou não comunhão com Deus porque isso está relacionado à pessoa e Deus, existem algumas ações que podem expressar a nossa comunhão vertical, exemplo: louvor através da música ou palavras, adoração, oração e estilo de vida.
  • I João 1.3 – Contamos a vocês o que vimos e ouvimos para que vocês estejam unidos conosco, assim como nós estamos unidos com o Pai e com Jesus Cristo, o seu Filho.
  • I Coríntios 1.9 – Deus é fiel e chamou vocês para que vivam em união com o seu Filho Jesus Cristo, o nosso Senhor.
  • Filipenses 2.1 – Por estarem unidos com Cristo, vocês são fortes, o amor dele os anima, e vocês participam do Espírito de Deus. E também são bondosos e misericordiosos uns com os outros.
  • João 4.23,24 – Mas virá o tempo, e, de fato, já chegou, em que os verdadeiros adoradores vão adorar o Pai em espírito e em verdade. Pois são esses que o Pai quer que o adorem. 24 Deus é Espírito, e por isso os que o adoram devem adorá-lo em espírito e em verdade.

  • Ela deve ser horizontal. A nossa comunhão envolve os nossos irmãos na fé. O reconhecimento de que somos discípulos de Jesus se dará quando estivermos unidos uns aos outros, como expressa I João 1.7 – Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.

Os irmãos da Macedônia eram pobres e passavam por muitas aflições, mas tinham uma alegria tão grande em ajudar, ofertar com alegria e boa vontade para fazer a obra, que em II Coríntios 8.4 Paulo dá testemunho deles para a igreja de Corinto – pediram com insistência que os deixássemos participar da ajuda para o povo de Deus na Judéia e eles insistiram nisso.

 

  • Ela deve ser espiritual – Algumas pessoas confundem a comunhão com socialização na igreja, é claro que essa prática também é importante, mas a comunhão cristã tem que ser acima de tudo espiritual. Em Atos 2.42 cita que a comunhão entre os cristãos envolvia também o ensino, a solidariedade e orações.
  • Em Efésios 5.19,20, o apostolo Paulo orienta a igreja como desenvolver a comunhão espiritual quando afirma: Animem uns aos outros com salmos, hinos e canções espirituais. Cantem, de todo o coração, hinos e salmos ao Senhor. 20 Em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, agradeçam sempre todas as coisas a Deus, o Pai. 21 Sejam obedientes uns aos outros, pelo respeito que têm por Cristo.

 

  • Em quarto lugar a nossa comunhão deve ser prática. Ela deve ser um estilo de vida cristão. Atos 2.44-46 temos o exemplo da comunhão prática quando lemos que os cristãos apoiavam uns aos outros em suas necessidades, eram generosos em suas ofertas e estavam sempre juntos.
  • Em Hebreus 13.16 – Não deixem de fazer o bem e de ajudar uns aos outros, pois são esses os sacrifícios que agradam a Deus.
  • Romanos 12.13 – Repartam com os irmãos necessitados o que vocês têm e recebam os estrangeiros nas suas casas.

A COMUNHÃO CRISTÃ É RESTRITA E PROIBITIVA

  • Não devemos ter comunhão com o mundo, Efésios 5.11 – Não participem das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão. Pelo contrário, tragam todas essas coisas para a luz.
  • Não devemos ter comunhão com espíritos satânicos, I Coríntios 10.19,20 – O que é que eu quero dizer com isso? Que o ídolo ou o alimento que é oferecido a ele tem algum valor? 20 É claro que não! O que estou dizendo é que aquilo que é sacrificado nos altares pagãos é oferecido aos demônios e não a Deus. E eu não quero que vocês tomem parte nas coisas dos demônios.
  • Não devemos ter comunhão com a iniquidade, II Coríntios 6.14 – Não se juntem com descrentes para trabalhar com eles. Pois como é que o certo pode ter alguma coisa a ver com o errado? Como é que a luz e a escuridão podem viver juntas?
  • Não devemos ter comunhão com falsas religiões, II Pedro 2.1-3 – No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará com que caia sobre eles uma rápida destruição. 2 Mesmo assim, muita gente vai imitar a vida imoral deles, e por causa desses falsos mestres muitas pessoas vão falar mal do Caminho da verdade. 3 Em sua ambição pelo dinheiro, esses falsos mestres vão explorar vocês, contando histórias inventadas. Mas faz muito tempo que o Juiz está alerta, e o Destruidor deles está bem acordado.
  • Não devemos ter comunhão com os falsos ensinos e seus mestres, Gálatas 1.7-10 – Na verdade não existe outro evangelho, porém eu falo assim porque há algumas pessoas que estão perturbando vocês, querendo mudar o evangelho de Cristo. 8 Mas, se alguém, mesmo que sejamos nós ou um anjo do céu, anunciar a vocês um evangelho diferente daquele que temos anunciado, que seja amaldiçoado! 9 Pois já dissemos antes e repetimos: se alguém anunciar um evangelho diferente daquele que vocês aceitaram, que essa pessoa seja amaldiçoada! 10 Por acaso eu procuro a aprovação das pessoas? Não! O que eu quero é a aprovação de Deus. Será que agora estou querendo agradar as pessoas? Se estivesse, eu não seria servo de Cristo.

O QUE ROMPE A NOSSA COMUNHÃO?

Há muitas coisas que podem atrapalhar a nossa comunhão, por isso precisamos a todo momento da presença do Espírito Santo em nossas vidas para nos ajudar a entender a Palavra de Deus e a Sua vontade.

  • Uma das armas mais usadas por satanás para quebrar a comunhão da igreja são as diferenças doutrinárias, algumas pessoas quando aceitam a Cristo trazem consigo costumes e tradições que querem introduzir ao Evangelho, algumas dessas práticas são pagãs e demoníacas causam rupturas na comunhão como Paulo declara em Tito 3.9-11
  • Mas evite as discussões tolas, as longas listas de nomes de antepassados, as brigas e os debates a respeito da lei dos judeus. Essas coisas são inúteis e sem valor. 10 Se uma pessoa causar divisões entre os irmãos na fé, aconselhe essa pessoa uma ou duas vezes; mas depois disso não tenha nada mais a ver com ela. 11 Pois você sabe que uma pessoa como esta abandonou completamente o evangelho, e os seus pecados provam que ela está errada.
  • Uma conduta inadequada, contrária aos ensinamentos bíblicos, I João 1.6 – Portanto, se dizemos que estamos unidos com Deus e ao mesmo tempo vivemos na escuridão, então estamos mentindo com palavras e ações.
  • O apóstolo Paulo advertiu para ficarmos longe daqueles que não dão testemunho cristão, II Tessalonicenses 3.6 – Irmãos, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, ordenamos a vocês que se afastem de todos os irmãos que vivem sem trabalhar e que não seguem os ensinamentos que demos a eles.
  • Jesus advertiu sobre aqueles que não se arrependem dos erros, devemos desconsiderá-los como irmãos, Mateus 18.15-17 – 15 – Se o seu irmão pecar contra você, vá e mostre-lhe o seu erro. Mas faça isso em particular, só entre vocês dois. Se essa pessoa ouvir o seu conselho, então você ganhou de volta o seu irmão. 16 Mas, se não ouvir, leve com você uma ou duas pessoas, para fazer o que mandam as Escrituras Sagradas. Elas dizem: “Qualquer acusação precisa ser confirmada pela palavra de pelo menos duas testemunhas.” 17 Mas, se a pessoa que pecou não ouvir essas pessoas, então conte tudo à igreja. E, se ela não ouvir a igreja, trate-a como um pagão ou como um cobrador de impostos.

 

A IMPORTÂNCIA DA COMUNHÃO CRISTÃ

  • A comunhão cristã está numa escala superior a comunhão natural, ela está aquém de um evento social como festa de aniversário, casamento, encontro familiar, etc. Quando estamos juntos em comunhão algo sobrenatural nos envolve trazendo o espírito de Deus até nós, essa é a comunhão cristã que Jesus orou pedindo aos seus discípulos em João 17.21 – E peço que todos sejam um. E assim como tu, meu Pai, estás unido comigo, e eu estou unido contigo, que todos os que crerem também estejam unidos a nós para que o mundo creia que tu me enviaste.
  • A comunhão cristã promove crescimento espiritual. Quando o apóstolo Paula fala da diversidade de ministérios na igreja, ele deixa claro que o propósito divino é unificar todos a fim de construir o corpo de Cristo, Efésios 4.13 – Desse modo todos nós chegaremos a ser um na nossa fé e no nosso conhecimento do Filho de Deus. E assim seremos pessoas maduras e alcançaremos a altura espiritual de Cristo.
  • A comunhão cristã é imprescindível na igreja, ela foi originada na cruz através do derramamento de sangue, o sangue de Cristo, o seu propósito é unificar e construir, Efésios 2.14-16,22: Pois foi Cristo quem nos trouxe a paz, tornando os judeus e os não-judeus um só povo. Por meio do sacrifício do seu corpo, ele derrubou o muro de inimizade que separava os judeus dos não-judeus. 15 Ele acabou com a lei, juntamente com os seus mandamentos e regulamentos; e dos dois povos formou um só povo, novo e unido com ele. Foi assim que ele trouxe a paz. 16 Pela sua morte na cruz, Cristo destruiu a inimizade que havia entre os dois povos. Por meio da cruz, ele os uniu em um só corpo e os levou de volta para Deus. 22 Assim vocês também, unidos com Cristo, estão sendo construídos, junto com os outros, para se tornarem uma casa onde Deus vive por meio do seu Espírito.
  • A comunhão cristã não pode ser alcançada naturalmente, ela depende do Espírito de Deus. Quando aceitamos a Cristo nos tornamos parte do seu corpo universal e a única certeza que temos da nossa comunhão é o Espírito Santo. Se o Espírito de Deus estiver em nós certamente teremos comunhão, I João 4.13 – A razão por que podemos ter a certeza de que vivemos unidos com Deus e de que ele vive unido conosco é esta: ele nos deu o seu Espírito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s