Onde estão seus acusadores?


Todos os dias pessoas são injustiçadas, condenadas e mortas por acusações justas e injustas, basta que duas ou mais pessoas testemunhem contra alguém ou que apresentem provas, ainda que infundadas, para que a pessoa seja sumariamente condenada pela justiça humana, religiosa, política, etc.

A acusação tem a sua origem em satanás (Ap 12.10) e alcançou a humanidade através do pecado de Adão (Romanos 5.12) – O pecado entrou no mundo por meio de um só homem, e o seu pecado trouxe consigo a morte. Como resultado, a morte se espalhou por toda a raça humana porque todos pecaram.

As pessoas entendem que é mais fácil acusar alguém do que assumir seus erros. Quando Adão e Eva desobedeceram a Deus comendo do fruto proibido a primeira reação deles foi esconder o seu erro cobrindo a sua nudez. Mas, quando Deus apareceu no Jardim e chamou Adão, eles usaram a acusação como instrumento de defesa ao invés de assumir a culpa, Gn 3.12-13: O homem disse: – A mulher que me deste para ser a minha companheira me deu a fruta, e eu comi. 13. Então o SENHOR Deus perguntou à mulher: – Por que você fez isso? A mulher respondeu: – A cobra me enganou, e eu comi.

Pessoas são mortas por causa das falsas acusações. Em I Reis 13.21 lemos a passagem que fala sobre Nabote, ele era um homem íntegro e fiel a Deus, mas não quis vender sua propriedade para o rei Acabe. Por causa da sua lealdade à família, ele foi injustamente acusado por pessoas contratadas para prejudicá-lo. Nabote foi condenado e morto, ele perdeu a vida e sua propriedade, mas não perdeu sua honra. Infelizmente, em nosso tempo muitas pessoas preferem vender sua honra a mantê-la.

Mesmo que as acusações contra você tenham fundamento, Jesus pode perdoar-te e dar uma nova chance. Certa ocasião um grupo de acusadores se reuniram para apedrejar uma mulher que fora apanhada em adultério, a sorte dessa mulher é que eles decidiram consultar a Jesus antes de apedrejá-la. Enquanto alguns acusavam a mulher, Jesus permaneceu calado e escrevendo na areia, depois lhes disse: – Quem de vocês estiver sem pecado, que seja o primeiro a atirar uma pedra nesta mulher! (João 8.7b).

Aos poucos aqueles homens se dispersaram até que Jesus ficou a sós com a mulher. Ela estava indefesa esperando que o Mestre atirasse a primeira pedra, mas a única palavra que ela ouviu de Jesus foi “eu também não condeno você. Vá e não peque mais!” (João 8.11b).

Jesus não expõe suas falhas, ele te dá chance para recomeçar. Em nenhum momento Jesus expôs os pecados daquela mulher, ele não a humilhou ou saiu dizendo para as multidões ‘essa mulher é adúltera’, NÃO. Jesus ofereceu a ela a chance de recomeçar sua vida com uma exigência apenas, “vá e não peque mais!”

Eu creio que Jesus estava querendo dizer à mulher pecadora o seguinte: mude a sua vida; pare de praticar tais erros que permitem a pessoas te acusar; nem sempre Eu estarei ao seu lado para proteger dos acusadores; se continuar errando desse jeito mais cedo ou tarde você será novamente acusada, condenada e morta; não peques mais.

Em um mundo onde as falhas se tornam mais visíveis e a exposição pública é inevitável, o melhor que você pode fazer é evitar que as pessoas tenham munição para te acusar. A maneira mais simples de evitar acusações é praticando o conselho de Jesus: ‘não peques mais’.

Mateus 5.16: Assim também a luz de vocês deve brilhar para que os outros vejam as coisas boas que vocês fazem e louvem o Pai de vocês, que está no céu.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s