Temos boas notícias e não devíamos ficar calados!


Mas então disseram: Nós não estamos agindo bem! Temos boas notícias e não devíamos ficar calados. Se esperarmos até amanhã para contar, certamente seremos castigados. Vamos agora mesmo contar isso lá no palácio. II Reis 7.9

O rei da Síria, Ben-Hadade, sitiou a cidade de Samaria nos dias do profeta Elizeu. Ninguém podia entrar ou sair por seus portões, nem mesmo os mercadores que levavam alimentos foram autorizados a entrar na cidade. Com o tempo a situação se agravou, a cidade estava falindo e a inflação altíssima, tanto que uma cabeça de jumento era vendida por 80 barras de prata e 200gr de esterco de pomba custavam 5 barras de prata. II Reis 6.24,25

Segundos comentaristas o esterco de pombo era usado como combustível, Ezequiel 4.12 cita que durante o cerco a Jerusalém o povo usaria suas fezes como combustível. Em alguns lugares até hoje se utilizam esterco de gado como combustível. Esse pensamento é valido considerando que o escritor sagrado cita o custo do alimento (cabeça de jumento) e o custo do combustível para cozinha-lo (esterco de pombo). Os versos a seguir indicam que as pessoas cozinhavam seus alimentos.

A situação na cidade era desesperadora e fora de controle. Numa ocasião o rei estava passando por cima da muralha quando uma mulher lhe pediu ajuda, ela tinha feito um acordo com a sua vizinha para comerem seus filhos pequenos, ela matou o seu filho e ambas o comeram, agora a vizinha não queria fazer o mesmo. O rei se desesperou diante desse relato, II Reis 6.26-30 – Ao ouvir isso, o rei rasgou as suas roupas em sinal de desgosto, e as pessoas que estavam perto da muralha viram que por baixo das suas roupas ele estava vestido com roupa de pano grosseiro.

Diante do quadro avassalador, ao invés de assumir sua culpa e responsabilidade, o rei preferiu culpar o profeta Elizeu. Ele ficou enfurecido com o profeta Elizeu, porque em tempos passados ele teve alguns soldados sírios em suas mãos e Elizeu não permitiu que o rei os matassem (II Reis 6.21-23), agora eles estavam morrendo aos poucos por opressão dos mesmos inimigos que foram poupados na intervenção do profeta. O rei gritou: – Que Deus me mate se, antes que o dia acabe, eu não mandar cortar a cabeça de Eliseu, filho de Safate! (II Reis 6.31).

Quando o rei se viu diante do profeta ele mudou a sua teoria de acusação para o caos e acusou Deus de ser o causador de toda desgraça. Quando o rei se encontrou com Elizeu ele disse: – foi o Senhor Deus quem fez cair toda esta desgraça sobre nós. Por que iria eu ficar mais tempo esperando que ele fizesse alguma coisa? (II Reis 6.33).

Elizeu não demonstra medo e tampouco se deixa levar pela ira e desespero do rei que ao invés de buscar a solução em Deus, o acusa por abandoná-los. Elizeu responde: – Escute o que o Senhor diz: “Amanhã a esta hora, você poderá comprar em Samaria três quilos e meio do melhor trigo ou sete quilos de cevada por uma barra de prata. ” (II Reis 7.1).

Quando a palavra de vitória da parte de Deus é liberada há sempre alguém que duvida e tenta desacreditar o que o profeta de Deus diz. O ajudante pessoal do rei disse (II Reis 7.2) – …. Mesmo que o Senhor Deus abrisse janelas no céu e fizesse cair trigo e cevada, isso nunca poderia acontecer!

  • A descrença do ajudante fazia sentido, para ele o cultivo do trigo ou cevada segue um curso natural, primeiro eles são semeados, depois nascem, crescem e frutificam, tudo isso leva um tempo. Elizeu disse que a colheita seria no dia seguinte, mas como?
  • O ajudante considera impossível a palavra de Elizeu se cumprir naturalmente ou sobrenaturalmente – mesmo que Deus abrisse janelas no céu e fizesse cair trigo e cevada.

A resposta do profeta Elizeu ao ajudante descrente, II Reis 7.2b: – Com os seus próprios olhos você vai ver isso acontecer, mas não vai comer. Esse homem veria o milagre, mas não desfrutaria dele por causa da sua incredulidade.  Existem pessoas que só consideram as impossibilidades, mesmo quando o profeta diz que vai acontecer a pessoa continua duvidando.

Quem crê não questiona como o milagre irá acontecer, ele simplesmente acredita e pronto. Muitas pessoas em Nazaré perderam a oportunidade de ser curadas ou abençoadas por Jesus porque não tinham fé, Mateus 13.58 – Jesus não pode fazer muitos milagres ali porque eles não tinham fé.

Deus age estranhamente e inusitadamente em favor do seu povo.

Se Deus decide fazer alguma coisa, não há nada que impeça o seu agir, Jó 42.2 – Eu reconheço que para ti nada é impossível e que nenhum dos teus planos pode ser impedido.

Do lado de fora da cidade estavam quatro homens leprosos condenados à morte, esses homens não tinham nada a perder, eles estavam proibidos de entrar na cidade por causa da doença que tinham, então tomaram uma decisão, II Reis 7.3b-4:Por que ficamos aqui sentados esperando a morte? 4 Não vale a pena entrar na cidade porque lá iríamos morrer de fome; mas, se ficarmos aqui, também morreremos. Vamos então para o acampamento dos sírios. Se eles nos deixarem viver, ficaremos vivos; se nos matarem, bem, nós vamos morrer de qualquer jeito mesmo.

Durante a noite o Senhor fez com que os sírios ouvissem um barulho estrondoso que parecia o de um grande exército marchando contra eles, eles pensaram que o rei de Israel tinha contratado os heteus e egípcios para lutarem contra eles, os sírios se apavoraram e fugiram deixando para trás seus pertences, abandonaram suas barracas, cavalos, jumentos e tudo que possuíam.

Quando os quatro leprosos chegaram ao acampamento dos sírios não encontraram uma pessoa sequer, tudo estava abandonado, as comidas ainda estavam quentes sobre a mesa, os animais tranquilos, as riquezas e armas estavam armazenadas e pelo caminho estavam as roupas e outros armamentos dos sírios, tudo a disposição dos quatro leprosos. Eles entraram e comeram, pegaram ouro, prata e roupas.

A noite enquanto o rei e seu ajudante dormem, Deus estava trabalhando usando pessoas que eles nunca imaginaram para trazer boas notícias. Se eles soubessem o que estava para acontecer passariam a noite louvando a Deus e esperando o dia amanhecer.

  • Os leprosos disseram: Nós não estamos agindo bem! Temos boas notícias e não devíamos ficar calados. Se esperarmos até amanhã para contar, certamente seremos castigados. Vamos agora mesmo contar isso lá no palácio. II Reis 7.9

Eles foram ao portão principal da cidade e gritaram para os soldados anunciando a boa notícia, os guardas anunciaram a notícia até chegar ao palácio, ainda era noite e o rei se levantou, ele ainda estava desconfiado que aquela notícia era uma intervenção divina, veja o que ele disse aos guardas em II Reis 7.12,14 – Vou dizer a vocês o que foi que os sírios planejaram. Eles sabem que nós não temos nenhuma comida e por isso saíram do acampamento e foram se esconder no campo. Eles pensam que nós vamos sair da cidade para procurar comida e aí nos pegarão vivos e conquistarão a cidade. 13 Um dos oficiais disse: – Os que ficaram aqui na cidade vão morrer de qualquer jeito, como alguns já morreram. Portanto, deixe que nós mandemos alguns homens com cinco dos cavalos que restaram, para assim podermos descobrir o que foi que aconteceu. 14 Eles escolheram alguns homens, e o rei os mandou em dois carros de guerra com ordem para descobrirem o que havia acontecido com o exército dos sírios.

Quando os soldados voltaram e confirmaram a boa notícia o povo se alegrou, a fome era tão grande que eles saíram correndo desenfreadamente, o ajudante do rei estava no portão organizando as filas e foi atropelado pelo povo e morreu, a palavra de Elizeu se cumpriu naquele dia, II Reis 7.18-20: Eliseu tinha dito ao rei que no dia seguinte, naquela hora, três quilos e meio do melhor trigo ou sete quilos de cevada seriam vendidos em Samaria por uma barra de prata, 19 e o oficial havia respondido: “Mesmo que o SENHOR Deus abrisse janelas no céu e fizesse cair trigo e cevada, isso nunca poderia acontecer!” E Eliseu havia respondido: “Com os seus próprios olhos você vai ver isso acontecer, mas não vai comer.” 20 E foi exatamente isso o que aconteceu com ele: morreu pisado pelo povo no portão da cidade.

Eu estava imaginando o que teria acontecido no dia seguinte se aqueles leprosos não fossem à cidade anunciar a boa notícia:

  • Quanto tempo levaria até o rei descobrir que os sírios tinham ido embora?
  • Quanta comida em boas condições seria perdida?
  • Quantas pessoas teriam morrido se os leprosos não levassem a boa notícia?
  • Quantos filhos inocentes seriam assassinados se não ouvissem a boa notícia?
  • O que seria de Elizeu se a palavra não se cumprisse por omissão dos leprosos?

Mateus 10.7,8: Vão e anunciem isto: “O Reino do Céu está perto.” 8 Curem os leprosos e outros doentes, ressuscitem os mortos e expulsem os demônios. Vocês receberam sem pagar; portanto, dêem sem cobrar.

Marcos 16.15: Então ele disse: – Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s