Conquistadores do Reino


Josué 6.1,2: Os portões da cidade de Jericó estavam muito bem fechados, para não deixar que os israelitas entrassem. Ninguém podia entrar, nem sair da cidade. 2 O SENHOR Deus disse a Josué: – Olhe! Eu estou entregando a você a cidade de Jericó, o seu rei e os seus corajosos soldados.

Nós estamos em pleno período de campanha eleitoral, são muitos candidatos propagando promessas e apresentando soluções para problemas críticos que envolvem a sociedade, os mais entusiastas são fantasiosos, utópicos e prometem coisas que não serão capazes de realizar.

Agora olhando para o campo espiritual o quadro é muito parecido. Eu já perdi a conta das vezes em que ouvi líderes cristãos dizendo que irão conquistar a Cidade para o Reino de Deus, eu já participei de inúmeros atos proféticos que resultaram em nada, campanhas de evangelização em massa e outros eventos. A verdade dura, triste e real é que a igreja tem feito muito pouco para conquistar a Cidade ou Nação para o Reino de Deus, o que se vê são igrejas preocupadas em agregar fiéis para si ao invés de vidas para Deus.

Voltando os versos que foram lidos. O Senhor disse a Josué que entregaria a cidade de Jericó em suas mãos, essa não era uma tarefa fácil de ser alcançada. Josué e o seu exército precisariam de estratégias para confundir os inimigos e garantir a conquista da Cidade. Eles já tinham a promessa de Deus liberada sobre eles, mas precisavam fazer a sua parte senão eles ficariam somente na promessa como muitos cristãos atualmente que vivem de promessas e nada fazem para torna-la real. Além da estratégia de guerra, Josué e o seu exército tinham que ter espírito de conquistador, os tempos eram de guerras e conquistas, somente os valentes e corajosos venciam.

A igreja é um exército de conquistadores.

Nós estamos em constante batalha, nós lutamos contra principados, potestades e todo poder destrutivo que se levante contra o Reino de Deus. A batalha principal acontece no mundo espiritual e se estende ao mundo físico. A igreja conquistadora luta para vencer, ela não duvida do poder de Deus, ela tem estratégias de guerra bem definidas e segue a ordem do supremo general, Cristo Jesus. Todo o dia Deus está falando pelo Espírito Santo às igrejas que se preparem para a batalha, Deus está buscando por homens e mulheres comprometidos com o Seu Reino que queiram vencer e conquistar Cidades e Nações.

Deus nunca se esqueceu da humanidade decaída, o seu propósito é restaurar o mundo através da igreja de Cristo, o plano e a estratégia para a guerra estão na Bíblia Sagrada e todo aquele que se entrega a vontade de Deus em santificação, oração e meditação torna-se um conquistador do Reino.

Em sua palavra, Jesus deixou claro que ser um conquistador não é tarefa fácil. Haverá perseguições, sofrimentos e muitas tribulações, somente os corajosos serão capazes de triunfar como Jesus. João 16.33 – Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo.

Do outro lado da batalha está o maior inimigo da humanidade, o diabo. Ele não quer que a igreja triunfe e conquiste o mundo, a sua função é paralisar a obra da igreja, impedir que o evangelho seja conhecido e Deus glorificado na vida das pessoas. Ele cria meios para impedir que as pessoas sejam salvas e transforma o mundo dessas pessoas num inferno, por isso o mundo vive em crise, I João 5.19 – O mundo jaz no maligno.

Cada igreja local deve compreender que ela é um exército de conquistadores lutando contra as trevas, cada vez que uma vida é alcançada para Cristo é mais uma vitória para o Reino de Deus e há festa no céu, Lucas 15.7. Porém, essa não é uma tarefa fácil e muitas vezes nós somos obrigados usar a força para implantar o Reino de Deus, Mateus 11.12 (NVI) – Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força se apoderam dele.

Que tipo de conquistador você é no Reino de Deus?

Faço uma pergunta para você: que tipo de conquistador você é no Reino de Deus? Todo cristão ocupa um espaço dentro desse Reino e não é ele quem escolhe o que fazer, mas o próprio Deus coloca cada pessoa num determinado lugar de acordo com as necessidades da igreja local, I Coríntios 12.18 – Assim Deus colocou cada parte diferente do corpo conforme ele quis.

Ser um conquistador do Reino exige muita disciplina, posicionamento e firmeza, I Coríntios 9.26,27 – Por isso corro direto para a linha final. Também sou como um lutador de boxe que não perde nenhum golpe. 27 Eu trato o meu corpo duramente e o obrigo a ser completamente controlado para que, depois de ter chamado outros para entrarem na luta, eu mesmo não venha a ser eliminado dela.

Ser um conquistador requer comprometimento. A igreja é um exército que reúne conquistadores com personalidades diferentes lutando pelo mesmo objetivo. Davi é um exemplo de um exército comprometido, em seu grupo havia um grupo de guerreiros conquistadores com 37 homens habilidosos e três homens capazes de realizar missões impossíveis:

  1. Josebe-Bassebete. II Samuel 23.8 – São estes os nomes dos soldados famosos de Davi: Josebe-Bassebete, de Taquemoni, que era o líder do grupo chamado “Os Três”; com a sua lança ele lutou contra oitocentos homens e matou todos numa batalha.
  2. II Samuel 23.9,10 – Eleazar, filho de Dodo e neto de Aoí, era um dos famosos “Três”. Uma vez ele e Davi desafiaram os filisteus que se haviam reunido para a batalha. Os israelitas se retiraram, 10 mas Eleazar ficou e lutou contra os filisteus até que teve uma cãibra tão forte na mão, que não podia largar a espada. O SENHOR Deus conseguiu uma grande vitória nesse dia. Depois que a batalha terminou, os israelitas voltaram até o lugar onde Eleazar estava para tirar a armadura dos mortos.
  3. Samá.II Samuel 23.11,12 – Em seguida vinha Sama, filho de Agé, o hararita. Os filisteus se juntaram em Leí, onde havia uma plantação de ervilhas. Os israelitas fugiram dos filisteus. 12 Porém Sama ficou na plantação, defendeu-a e matou os filisteus. Nesse dia o SENHOR conseguiu uma grande vitória.
  4. Em outra ocasião os três atuaram juntos para satisfazer o desejo de Davi, II Samuel 23.13-17: Perto do começo do tempo da colheita, três do grupo chamado “Os Trinta” desceram até a caverna de Adulã, onde Davi estava, enquanto um bando de filisteus acampava no vale dos Gigantes. 14. Nessa época Davi se encontrava na fortaleza, e um grupo de filisteus estava na cidade de Belém. 15. Então Davi teve uma vontade e disse: – Como eu gostaria que alguém me trouxesse um pouco de água do poço que fica perto do portão de Belém! 16.          Aí os três soldados famosos passaram pelo acampamento dos filisteus, tiraram água do poço e levaram para Davi. Mas ele não bebeu daquela água; em vez disso, a derramou como uma oferta a Deus, o SENHOR, 17 e disse: – Ó SENHOR Deus, eu nunca poderia beber desta água! Isso seria o mesmo que beber o sangue destes homens que arriscaram a sua vida para trazê-la! E assim ele não tomou daquela água. Foram essas as coisas que os famosos “Três” fizeram.

Conquistadores devem ser perseverantes e motivados. Algumas pessoas se tornam especiais não porque são preferidos de Deus em detrimento de outros, elas se tornam especiais por causa da motivação, elas resistem bravamente até o fim, são essas pessoas que Deus usa para motivar outros a fazer a sua vontade, Tiago 1.12 – Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam.

Conquistadores são estrategistas e conhecem o campo inimigo. Muitos cristãos fracassam por falta de estratégias, preparação e conhecimento, alguns são tragados pelo inimigo por causa da ingenuidade – são prudentes como pombas e humildes somo serpentes. A igreja deve estar informada e saber o que está acontecendo no mundo para lidar contra as armas do inimigo, não se trata de aceitar o mundo e sim reconhecer os perigos que há no mundo. Conquistadores estrategistas que detém conhecimento são como vigias que alertam o povo de Deus sobre o perigo, Ezequiel 33.3 – Quando vê o inimigo chegando, o vigia dá o alarme para avisar toda a gente.

Conquistadores são profetas falando em nome do Senhor. O Antigo Testamento mostra que os reis somente iam para a batalha depois de consultar algum profeta, em nossos dias são os conquistadores que falam profeticamente pelo Espírito Santo do Senhor. Ser um profeta não significa apresentar novas doutrinas a serem absorvidas pela igreja, mas ser um expositor da verdade já revelada por Jesus e os apóstolos, I Co 14.3 (NVI) – Mas quem profetiza o faz para edificação, encorajamento e consolação dos homens.

Conquistadores são mestres que treinam o povo para a guerra. Cristo é o nosso general, ele escolhe seus oficiais e os coloca para liderar seu povo. No Reino de Deus existe uma cadeia de comando, os líderes não agem por vontade própria, mas estão sujeitos à autoridade daquele que os alistou, do mesmo modo que os liderados devem obedecer a seus líderes, Hebreus 13.17 – Obedeçam aos seus líderes e sigam as suas ordens, pois eles cuidam sempre das necessidades espirituais de vocês porque sabem que vão prestar contas disso a Deus. Se vocês obedecerem, eles farão o trabalho com alegria; mas, se vocês não obedecerem, eles trabalharão com tristeza, e isso não ajudará vocês em nada.

Conquistadores se preocupam com os outros. Numa batalha há aqueles que lutam e há aqueles que se ocupam em salvar e curar os soldados feridos, eles são representados pelos ministérios específicos que buscam reconciliar e recuperar aqueles que se perderam nas batalhas, Romanos 15.1 – Nós que somos fortes na fé devemos ajudar os fracos a carregarem as suas cargas e não devemos agradar a nós mesmos.

Conquistadores vibram e cantam hinos de guerra para motivar o povo. Os levitas motivavam o povo com seus cantos de guerra e louvores ao Senhor Deus. Atualmente, os ministérios de louvor e cantores têm a missão de manter aceso no coração do povo a adoração a Deus mesmo em tempos de guerra, II Crônicas 20.18-22 – Então o rei Josafá se ajoelhou e encostou o rosto no chão; e todo o povo de Judá e os moradores de Jerusalém também se ajoelharam na presença de Deus, o SENHOR, e o adoraram. 19 Aí os levitas que eram descendentes de Coate e de Corá começaram a louvar o SENHOR, o Deus de Israel, em voz bem alta. 20 Na manhã seguinte, todos se levantaram cedo e foram para o deserto de Tecoa. Ao saírem, Josafá ficou de pé e disse: – Povo de Judá e moradores de Jerusalém, escutem! Confiem no SENHOR, seu Deus, e estarão seguros; confiem nos profetas dele, e tudo o que vocês fizerem dará certo. 21 Depois de consultar o povo, Josafá ordenou que alguns cantores vestissem roupas sagradas e marchassem à frente do exército, louvando a Deus e cantando assim: “Louvem a Deus, o SENHOR, porque o seu amor dura para sempre.” 22 Logo que começaram a cantar, o SENHOR Deus causou confusão entre os moabitas, os amonitas e os edomitas, e eles foram derrotados.

Conquistadores agem como intercessores, eles são os que oram incessantemente em favor da igreja. A igreja necessita de intercessores que mantenham acesa a chama do Espírito. Na parábola do trigo e joio o inimigo semeou o joio enquanto os trabalhadores estavam dormindo (Mateus 13.25). Sem intercessores a igreja local é um exército fraco, sem expressão no Reino e que dorme enquanto o inimigo trabalha: Tiago 5.16 – Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e façam oração uns pelos outros, para que vocês sejam curados. A oração de uma pessoa obediente a Deus tem muito poder.

A igreja como exército do Reino necessita de conquistadores, homens e mulheres, crianças e jovens que não se deixam influenciar pelo sistema mundano, mas que sejam capazes de lutar com todas as suas armas pelo Reino de Deus. II Timóteo 2.3,4 – Como fiel soldado de Cristo Jesus, tome parte no meu sofrimento. 4 Pois o soldado, quando está servindo, quer agradar o seu comandante e por isso não se envolve em negócios da vida civil.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s