Que tipo de pessoa devo ser diante de Deus?


I Coríntios 3.1: Na verdade, irmãos, eu não pude falar com vocês como costumo fazer com as pessoas que têm o Espírito de Deus. Tive de falar com vocês como se vocês fossem pessoas do mundo, como se fossem crianças na fé cristã.

A filosofia procura compreender as pessoas à sua maneira. Para alguns, somos resultado de um processo revolucionário, somos um mero animal com inteligência mais avançada; outros pensam no ser humano como alguém que possui uma parte divina (espiritual), que procura ser bom, mas tem na sua essência um pouco do mal, etc…

A questão sobre a compreensão de quem somos vem desde os tempos antigos. O salmista Davi certa vez declarou (Sl 8.4) – que é um simples ser humano para que penses nele? Que é um ser mortal para que te preocupes com ele?

Em resposta aos anseios acerca do ser humano a Bíblia descreve que Deus vê as pessoas sob dois aspectos: físico e espiritual.

·         No físico encontramos dois tipos de pessoas: natural e carnal, e um tipo de pessoa no plano espiritual. Um desses tipos irá predominar e controlar a nossa vida, somos desafiados a todo instante a escolher quem terá o controle sobre nós.

O HOMEM NATURAL

Não tem o Espírito de Deus, Rm 8.9 – Vocês, porém, não vivem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer, se é que o Espírito de Deus vive realmente em vocês. Quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele.

Não é nascido de novo, Jo 3.5,6 – Jesus disse: – Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nascer da água e do Espírito. 6 Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual.

Não tem a capacidade para discernir o espiritual. Ele não recebe, não aceita e não entende as verdades espirituais. Ele pode ter conhecimento, mas por estar desconectado do Espírito de Deus não compreende a natureza de Deus, I Co 2.14 – Mas quem não tem o Espírito de Deus não pode receber os dons que vêm do Espírito e, de fato, nem mesmo pode entendê-los. Essas verdades são loucura para essa pessoa porque o sentido delas só pode ser entendido de modo espiritual.

Está morto espiritualmente em seu pecado, Ef 2.1-3 – Antigamente, por terem desobedecido a Deus e por terem cometido pecados, vocês estavam espiritualmente mortos. 2 Naquele tempo vocês seguiam o mau caminho deste mundo e faziam a vontade daquele que governa os poderes espirituais do espaço, o espírito que agora controla os que desobedecem a Deus. 3 De fato, todos nós éramos como eles e vivíamos de acordo com a nossa natureza humana, fazendo o que o nosso corpo e a nossa mente queriam. Assim, porque somos seres humanos como os outros, nós também estávamos destinados a sofrer o castigo de Deus.

A pessoa natural distorce as verdades espirituais, Rm 1.21,22,32 – Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão. 22 Eles dizem que são sábios, mas são tolos. 32 Eles sabem que o mandamento de Deus diz que aqueles que fazem essas coisas merecem a morte. Mas mesmo assim continuam a fazê-las e, pior ainda, aprovam os que fazem as mesmas coisas que eles fazem.

Não quer conhecer a Deus, prefere a corrupção e depravação, Jr 17.9 – “Quem pode entender o coração humano? Não há nada que engane tanto como ele; está doente demais para ser curado.

·         Is 64.6 – Todos nós nos tornamos impuros, todas as nossas boas ações são como trapos sujos. Somos como folhas secas; e os nossos pecados, como uma ventania, nos carregam para longe.

O homem natural não conhece a Deus e não tem qualquer relação espiritual com Deus, ele não é convertido.

O HOMEM ESPIRITUAL

A sua vida é marcada por ações e atitudes que rementem ao Espírito de Deus.

É nascido de novo, Jo 3.6 – Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual.

·         Tt 3.5 – ele nos salvou porque teve compaixão de nós, e não porque nós tivéssemos feito alguma coisa boa. Ele nos salvou por meio do Espírito Santo, que nos lavou, fazendo com que nascêssemos de novo e dando-nos uma nova vida.

Está sendo salvo, tem uma relação pessoal com Deus por meios de Jesus Cristo, Rm 10.13 – Como dizem as Escrituras Sagradas: “Todos os que pedirem a ajuda do Senhor serão salvos.”

·         I Co 1.18 – De fato, a mensagem da morte de Cristo na cruz é loucura para os que estão se perdendo; mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus.

Tem o Espírito de Deus, foi batizado e selado pelo Espírito Santo, I Co 12.13 – Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.

·         Ef 1.13-14 – A mesma coisa aconteceu também com vocês. Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe para vocês a salvação, vocês creram em Cristo. E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido. 14 O Espírito Santo é a garantia de que receberemos o que Deus prometeu ao seu povo, e isso nos dá a certeza de que Deus dará liberdade completa aos que são seus. Portanto, louvemos a sua glória.

Tem a mente de Cristo. Tem a capacidade para discernir e compreender as verdades espirituais. Ele conhece e procura fazer a vontade de Deus, tem prazer em agradar ao Senhor. I Co 2.15,16 – A pessoa que tem o Espírito Santo pode julgar o valor de todas as coisas, porém ela mesma não pode ser julgada por ninguém. 16 Como dizem as Escrituras Sagradas: “Quem pode conhecer a mente do Senhor? Quem é capaz de lhe dar conselhos?” Mas nós pensamos como Cristo pensa.

Seu caráter, atitudes e ações refletem o caráter de Cristo. Ele é guiado pelo Espírito Santo. Ef 5.18 – Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus.

·         Gl 5.16,17 – Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana 17 Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem.

·         Rm 8.14 – Pois aqueles que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.

O homem espiritual tem uma relação pessoal com Deus. Cristo é o centro de sua vida. Ele procura agradar e glorificar a Deus em todo o momento. Está sempre em busca da perfeição.

O HOMEM CARNAL

É um bebê espiritual, como um recém-nascido, uma criança. I Co 3.1 – Na verdade, irmãos, eu não pude falar com vocês como costumo fazer com as pessoas que têm o Espírito de Deus. Tive de falar com vocês como se vocês fossem pessoas do mundo, como se fossem crianças na fé cristã.

Tem pouca compreensão das coisas de Deus, I Co 3.2 – Tive de alimentá-los com leite e não com comida forte, pois vocês não estavam prontos para isso. E ainda não estão prontos,

É imaturo, I Co 3.3 – porque vivem como se fossem pessoas deste mundo. Quando existem ciumeiras e brigas entre vocês, será que isso não prova que vocês são pessoas deste mundo e fazem o que todos fazem?

Vive sob o domínio da natureza pecaminosa a maior parte do tempo, I Co 3.4 – Quando alguém diz: “Eu sou de Paulo”, e outro: “Eu sou de Apolo”, será que assim não estão agindo como pessoas deste mundo?

Tem dificuldades para discernir entre o bom e o mal, Hb 5.11-14 – Temos muito o que dizer a respeito desse assunto; mas, porque vocês custam a entender as coisas, é difícil explicá-las. 12 Depois de tanto tempo, vocês já deviam ser mestres, mas ainda precisam de alguém que lhes ensine as primeiras lições dos ensinamentos de Deus. Em vez de alimento sólido, vocês ainda precisam de leite. 13 E quem precisa de leite ainda é criança e não tem nenhuma experiência para saber o que está certo ou errado. 14 Porém a comida dos adultos é sólida, pois eles pela prática sabem a diferença entre o que é bom e o que é mau.

HÁ DUAS RAZÕES PELAS QUAIS UMA PESSOA PODE SER CARNAL:

  1. Por que é novo na fé cristã, falta tempo para ser ensinado e colocar em prática a verdade;
  2. Por desobediência. É insubmisso, carnal por sua própria vontade.

Um crente novo não é maduro e nem espiritual no pleno sentido bíblico. Mesmo que já tenha sido cheio do Espírito Santo, ainda há muitas áreas em sua vida que precisa moldar segundo o evangelho. Falta-lhe plena compreensão do verdadeiro significado de ser um discipulo de Jesus, Mc 8.34-39. No entanto, a semente já foi plantada (Tg 1.21) e ela crescerá e produzirá bons frutos em sua vida, como resultado da maturidade.

Não é necessário ser uma criança espiritual por muito tempo. Depende do modo como a pessoa recebe e se submete a Palavra de Deus. Quanto mais tempo exposto ao ensino bíblico, a oração e a comunhão, mais rápido será o seu desenvolvimento.

Tempo de fé cristã não é medida ou garantia de maturidade cristã, mas uma medida necessária para fazer frutificar a semente da palavra de Deus. Quanto mais tempo servindo ao Senhor mais a pessoa aprende acerca da vontade divina. Há muitos cristãos antigos que são serenos, calmos e bons mestres, porque aprenderam com o tempo o significado de andar com Deus, são maduros na fé.

Um cristão em qualquer fase de crescimento pode cair e retroceder na fé se deixar de caminhar com Deus, sob o domínio do Espírito Santo, II Pd 1.5-8 – Por isso mesmo façam todo o possível para juntar a bondade à fé que vocês têm. À bondade juntem o conhecimento 6 e ao conhecimento, o domínio próprio. Ao domínio próprio juntem a perseverança e à perseverança, a devoção a Deus. 7 A essa devoção juntem a amizade cristã e à amizade cristã juntem o amor. 8 Pois são essas as qualidades que vocês precisam ter. Se vocês as tiverem e fizerem com que elas aumentem, serão cada vez mais ativos e produzirão muita coisa boa como resultado do conhecimento que vocês têm do nosso Senhor Jesus Cristo.

Qual o tipo de pessoal que nós queremos ser? Natural, Espiritual ou Carnal.

·         Deus deseja é que sejamos espirituais. Significa, viver uma vida em comunhão e sob domínio do Espírito de Deus. Quando isso ocorre, o fruto espiritual se revela através de nós como testemunho de que estamos em plena comunhão com Deus.

Gálatas 5.22-26: Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade, 23 a humildade e o domínio próprio. E contra essas coisas não existe lei. 24 As pessoas que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza. 25 Que o Espírito de Deus, que nos deu a vida, controle também a nossa vida! 26 Nós não devemos ser orgulhosos, nem provocar ninguém, nem ter inveja uns dos outros.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s