A Igreja tipo LÓ


Ló era uma pessoa influente na sociedade local, ele tinha bom relacionamento com os principais líderes da cidade. A igreja contemporânea também tem sido influente nos meios sociais e políticos, mas não tem produzido transformação.

Quando Ló precisou falar com seriedade, ele foi omisso. A igreja fala de transformação, mas não consegue sequer evitar que ladrões roubem carros à sua porta, a vizinhança continua igual. Quando não há santidade falta seriedade.

Muitos líderes estão negociando os princípios de santidade por mais quantidade de pessoas em seus templos. Eles estão comprometendo os princípios bíblicos porque querem resultados que lhes satisfaçam, independente do quanto isso possa lhes custar.

Vivemos uma época de líderes carismáticos sem caráter. Poucos líderes estão dispostos a ser como João Batista ao defender a moralidade e santidade.

Quando há crises institucionais, políticas e pessoais, alguns líderes são levados de volta à comunhão com Deus através da oração. Crises geram intimidade com Deus, a intimidade gera comunhão e santidade.

Ló era uma pessoa serviçal, ele tinha satisfação por servir a todos. Muitas igrejas se mostram serviçais através de ações solidárias, elas servem a comunidade com programas sociais, doações, cursos, etc., mas, não geram transformação na vida dessas pessoas.

Quando a mensagem e princípios são comprometidos há perda de autoridade. Ló negociou seus princípios, ele ofereceu a honra de suas filhas, sem importar com o que iriam fazer com elas, porque não tinha autoridade.

Ló não queria sair de Sodoma porque estava acostumado com a cultura pecaminosa da cidade. Eis aí o perigo quando a igreja se acostuma com o pecado da cidade e se associa com suas práticas pecaminosas. Muitos líderes e igrejas não tem autoridade para falar contra corrupção, favores ilícitos, etc., porque estão comprometidos com o ilícito.

Ló aceita sair de Sodoma, mas deseja ficar por perto, na região de Zoar. Ele não foi para onde Deus queria levá-lo, mas para aonde ele quis ir. Muitos líderes não querem mudar a cidade porque temem perder suas posições, eles não ouvem mais a voz de Deus e seguem seus próprios caminhos em direção a ruína e destruição.

As filhas de Ló foram tomadas pela cultura sodomita. Quando ficaram a sós com Ló, não hesitaram em praticar o incesto. O resultado dessa relação ilícita gerou dois povos, os moabitas e os amonitas, inimigos ferrenhos do povo de Deus ao longo da história.

A igreja tipo Ló é uma igreja corrompida que se alimenta da corrupção, do ilícito, trocando princípios por cargos públicos, moralidade por somas de dinheiro, etc… A igreja tipo Ló tem comprometido o futuro das próximas gerações. O resultado da associação da igreja com o pecado tem gerado líderes sem santidade, sem base bíblica, cujo Deus é o seu ventre e o dinheiro é o Senhor. Que Deus nos guarde desse tipo de igreja.

Lucas 17.28,29: A mesma coisa aconteceu no tempo de Ló. Todos comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam. 29. No dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e matou todos.

* Esboço do sermão Ministrado na ADI Ministério Independência com Cristo em 05 de maio de 2017 pelo Apóstolo Juan Carlos Sanjuan Diaz.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s