O sentimento de Ester!


Pois eu não poderei suportar a destruição do meu povo e a morte dos meus parentes! Ester 8.6.

Ester foi rainha nos tempos do rei Assuero (Xerxes) da Pérsia. Além de Ester, o livro que leva o seu nome fala sobre Mordecai, seu primo. Ele era um homem justo que provocou a ira de Hamã por não se prostrar diante dele, como era costume dos pagãos.

 UM DECRETO PARA EXTINGUIR O POVO JUDEU

Hamã convidou os astrólogos e estabeleceu um dia para matança dos judeus, em seguida convenceu o rei a assinar uma Ordem (Decreto) sentenciando todos os judeus à morte. A destruição dos judeus foi marcada para o dia 13 do 12º mês (07 de março de 473 a.C.), um ano depois da sentença. Deus já estava agindo, mesmo que não soubessem, dando tempo para que os judeus soubessem do perigo que corriam e pudessem agir contra essa sentença de morte.

  • Quem serve a Deus não teme astrologias ou outros tipos de crenças. Deus é Senhor sobre todas as coisas, Provérbios 16.33 – Os homens jogam os dados sagrados para tirar a sorte, mas quem resolve mesmo é Deus, o SENHOR.

Hamã era uma pessoa invejosa e considerava os judeus muito ricos, visto que eles contribuíram para que seus irmãos voltassem a Palestina para reconstruir os muros da cidade. Esdras 1.3-6. Alguns comentaristas acreditam que o Decreto foi marcado com bastante antecedência porque Hamã esperava que os judeus fugissem e deixassem para trás as suas riquezas. O povo de Deus não desiste diante das ameaças dos inimigos:

  • Hebreus 10.39 – Nós não somos gente que volta atrás e se perde. Pelo contrário, temos fé e somos salvos.

No dia da matança os judeus deveriam ter seus bens saqueados, todos que ajudassem matar os judeus ganhariam uma parte das suas riquezas e terras como prêmio, outra parte iria para Hamã e a última para o rei Xerxes. Todos os judeus estavam sob risco de serem mortos, inclusive Mordecai e sua prima, a rainha Ester eram alvos desse decreto de destruição em massa.

O TESTEMUNHO DE MORDECAI E SUA REAÇÃO DIANTE DAS MÁS NOTICIAS

Mordecai não escondeu a sua nacionalidade. Ele sabia que ele tinha provocado a ira de Hamã quando se declarou judeu e que essa era a razão principal do seu ódio:

  • Ester 3.4 – Todos os dias eles insistiam com ele para que obedecesse, mas não adiantava. Ele explicava que não obedecia porque era judeu. Então eles foram contar isso a Hamã, para ver se Mordecai continuaria a desobedecer à ordem do rei.
  • Nós, crentes em Jesus, devemos seguir o exemplo de Mordecai e dar testemunho da nossa fé em Jesus em todo lugar, quem se envergonha de Jesus será rejeitado por Ele, Lucas 12.9 – Mas aquele que disser publicamente que não é meu, o Filho do Homem também dirá diante dos anjos de Deus que essa pessoa não é dele.

Ao saber que o rei Xerxes aprovou o decreto de Hamã para destruir todo judeu, Mordecai vestiu roupas de saco e se cobriu de cinzas como sinal de tristeza (Jó 2.12; Dn 9.13). Ele não pode entrar no Palácio com aquelas vestimentas, mas todos os dias ficava do lado de fora, como sinal de tristeza e reprovação do que estava previsto para acontecer com o seu povo:

  • Ester 4.1 – Quando Mordecai soube de tudo isso, rasgou a roupa em sinal de tristeza, vestiu uma roupa feita de pano grosseiro, pôs cinza na cabeça e saiu pela cidade, chorando e gritando.

Mordecai tem uma posição firme, ele não concorda com o decreto de destruição do seu povo. A igreja deve se posicionar contra todo e qualquer intento que vise sua destruição:

  • Romanos 12.2 (RA) – E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Modercai enviou uma mensagem a Ester falando da sua responsabilidade como representante do povo judeu na corte. Ele sabia que os judeus estavam sob a promessa de Deus, desde os tempos de Abraão e que Deus lhes daria o escape:

  • Ester 4.14 – Se você ficar calada numa situação como esta, do Céu virão socorro e ajuda para os judeus, e eles serão salvos; porém você morrerá, e a família do seu pai desaparecerá. Mas quem sabe? Talvez você tenha sido feita rainha justamente para ajudar numa situação como esta!”

ESTER TOMA UMA POSIÇÃO: ELA DECIDE INTERCEDER PELO SEU POVO

Quando Ester tomou conhecimento da sentença contra o seu povo, ele sabia que a única maneira de impedir o massacre era falando com o rei. Mas, já faziam trinta dias que o rei não a chamava e ela não poderia se apresentar ao rei sem ser convocada, sob risco de morte.

O segredo para vencer está no jejum e na oração. Ester pede ao seu primo Mordecai que reúna o povo para jejuar e orar por três dias. Ela está disposta a correr o risco de ser morta tentando salvar o seu povo:

  • Ester 4.16 – “Vá e reúna todos os judeus que estiverem em Susã, e todos vocês jejuem e orem por mim. Durante três dias não comam nem bebam nada, nem de dia nem de noite. Eu e as minhas empregadas também jejuaremos. Depois irei falar com o rei, mesmo sendo contra a lei; e, se eu tiver de morrer por causa disso, eu morrerei.”

Nos dias do profeta Joel o povo também estava para ser destruído por causa da desobediência, mas o Senhor disse ao profeta para dizer ao povo que voltassem para ele chorando, clamando, se lamentando e com sinais de arrependimento. O clamor do profeta deu resultado e a esperança renasceu entre o povo com a promessa do derramamento do Espírito do Senhor.

  • Joel 2.17 – E vocês, sacerdotes, que no pátio do Templo servem a Deus, o SENHOR, chorem e façam esta oração: “Ó Deus, não castigues o teu povo! Não nos humilhes diante dos outros povos para que eles não caçoem de nós e perguntem: ‘Onde está o Deus de vocês?’

Ester fala com o rei. Mas, o rei não pode revogar seu decreto. Porém, ele entrega o seu anel para Ester escrever um contra decreto tão irreversível quanto o primeiro.

  • Ester 8.8 – Mas uma ordem dada em nome do rei e carimbada com o anel real não pode ser anulada. Porém escrevam o que quiserem aos judeus, assinem em meu nome e selem as cartas com o meu anel.

O contra decreto do rei deu aos judeus 03 direitos importantes:

  • Autorização aos judeus de todas as cidades do reino para se organizarem e se defenderem contra qualquer ataque.
  • Se homens armados de qualquer povo ou qualquer província do reino atacassem os judeus, estes podiam combatê-los e matá-los.
  • Podiam acabar com todos os seus inimigos, até mesmo as mulheres e as crianças, e ficar com os seus bens.

Modercai assume a postura de um vencedor. Uma vez assinado o contra decreto, Modercai muda a sua postura diante do povo, de homem desesperado para um homem cheio de esperança.

  • Ester 8.15,16 – Mordecai saiu do palácio usando uma roupa real azul e branca, com uma grande coroa de ouro na cabeça, e uma capa vermelha de linho fino. Todos os moradores da cidade de Susã ficaram muito contentes e soltaram gritos de alegria. 16 E para os judeus brilhou a luz da felicidade, da alegria e da vitória.

A fé nos leva comemorar a vitória antes da batalha. O povo de Israel estava prestes a experimentar um dos maiores livramentos de sua história desde a saída do Egito. A esperança é tão grande que o povo decide comemorar com uma grande festa. Muitas pessoas que seriam inimigas se tornaram amigas do povo judeu:

  • Ester 8.17 – Em todas as cidades do reino onde foi lida a ordem do rei, os judeus ficaram felizes, e se alegraram, e comemoraram com festas e banquetes. Além disso, entre os vários povos do reino muitos se tornaram judeus, pois agora estavam com medo deles.

A vitória que Deus nos dá pode incluir pessoas estranhas. No dia marcado para a destruição dos judeus a história se reverteu. As autoridades ficaram do lado de Modercai:

  • Ester 9.3 – Todos os oficiais das províncias, isto é, os chefes dos vários povos, os representantes do rei e os governadores das províncias, ajudaram os judeus, pois tinham medo de Mordecai.

A GRANDE VIRADA, FRUTO DA INTERCESSÃO.

A intercessão de Ester e foi a grande responsável pela virada histórica do povo judeu.  Ester representa a verdadeira igreja de Cristo que se preocupa com a sua missão e busca reverter situações, decretos de destruição.

A oração intercessória traz o milagre de Deus até nós, Tiago 5.15-18 – Essa oração, feita com fé, salvará a pessoa doente. O Senhor lhe dará saúde e perdoará os pecados que tiver cometido. 16 Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e façam oração uns pelos outros, para que vocês sejam curados. A oração de uma pessoa obediente a Deus tem muito poder. 17 O profeta Elias era um ser humano como nós. Ele orou com fervor para que não chovesse, e durante três anos e meio não choveu sobre a terra. 18 Depois orou outra vez, e então choveu, e a terra deu a sua colheita.

Ester8_6Devemos ter o mesmo sentimento de Ester. Não aceitar que os inimigos destruam nossas casas, famílias, amigos, bens, pessoas de perto ou de longe. Não podemos simplesmente dizer que o ‘problema não é nosso’. Sejamos como Ester 8.6 – Pois eu não poderei suportar a destruição do meu povo e a morte dos meus parentes!

A igreja de Cristo não pode estar insensível a destruição de pessoas ao seu redor. Parentes, amigos, a Nação e o mundo estão sob um decreto de destruição. Se a igreja não interceder por essas pessoas, certamente serão destruídas. A jornada de oração é um clamor pelos milagres que somente Deus pode fazer – reverter o decreto de morte e trazer um contra decreto (nova ordem) pela vida.

  • João 3.16 – Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s