Escolhas e Decisões para o novo ano


Ló escolheu todo o vale do Jordão e foi na direção leste. E assim os dois se separaram. 12 Abrão ficou na terra de Canaã, e Ló foi morar nas cidades do vale. Ló foi acampando até chegar a Sodoma, onde vivia uma gente má, que cometia pecados horríveis contra o SENHOR. Gênesis 13.11-13

É claro, irmãos, que eu não penso que já consegui isso. Porém uma coisa eu faço: esqueço aquilo que fica para trás e avanço para o que está na minha frente. 14 Corro direto para a linha de chegada a fim de conseguir o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus me chamou por meio de Cristo Jesus.  – Filipenses 3.13,14

O dilema de muitas pessoas no fim de cada ano. Votos e promessas do que irão fazer no próximo ano (casar, faculdade, cursos, comprar, vender, etc.). A questão é sempre a mesma, entra ano e sai ano e boa parte dos votos não são cumpridos.

Embora muitas pessoas pensem em mudanças a cada ano, a maioria desiste no meio do caminho porque fizeram escolhas ou tomaram decisões equivocadas. Outros, preferem continuar na mediocridade porque não tem coragem suficiente para romper com seu padrão de vida e iniciar outro que considere melhor.

As escolhas e decisões erradas também estão relacionadas a falta de planejamento. Antes, devemos refletir sobre o que de fato desejamos em algumas áreas. Exemplos: familiar, profissional, emocional, espiritual, ministerial, etc.

O passo seguinte é submeter à Deus suas escolhas e decisões. Se estiveram de acordo com a vontade de Deus o êxito será garantido. I João 5.14,15 – Quando estamos na presença de Deus, temos coragem por causa do seguinte: se pedimos alguma coisa de acordo com a sua vontade, temos a certeza de que ele nos ouve. 15 Assim sabemos que ele nos ouve quando lhe pedimos alguma coisa. E, como sabemos que isso é verdade, sabemos também que ele nos dá o que lhe pedimos.

  • Responda honestamente: As tuas escolhas e decisões estão de acordo com a vontade de Deus. Elas irão glorificar Deus em tua vida ou irão te afastar da presença de Deus?
  • A escolha está ligada à nossa capacidade de discernimento;
  • A decisão está ligada à nossa determinação em aceitar as nossas escolhas.

Foi Deus quem chamou Abraão e lhe fez promessas que estavam condicionadas a sua obediência total e irrestrita à Deus. Abraão teve que escolher e decidir sobre o seu futuro.

  • Qual a escolha de Abraão? Sair da sua terra, do meio dos parentes e da casa do pai ou continuar morando no mesmo lugar e convivendo com as mesmas pessoas – Genesis 12.2a: Certo dia o SENHOR Deus disse a Abrão: – Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa do seu pai.
  • Qual a decisão que Abrão teve que tomar? Ir para o lugar onde Deus lhe mostraria ou ficar aonde estava. Genesis 12.2b – e vá para uma terra que eu lhe mostrarei.
  • A escolha e decisão corretas trouxeram sobre Abraão e seus descendentes bênçãos materiais em abundância.

Outro exemplo bíblico que podemos é o de Paulo. O Senhor lhe chamou e fez promessas que estavam condicionadas a sua obediência. Coube a Paulo tomar a decisão de aceitar ou não a escolha de Deus para ele.

Assim como Abraão, a escolha não partiu de Paulo. A ele coube apenas a decisão. Foi Deus quem chamou Paulo para ser apóstolo, Atos 9.15a – Mas o Senhor disse a Ananias: – Vá, pois eu escolhi esse homem para trabalhar para mim…

  • I Coríntios 1.1a – Eu, Paulo, que fui chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Cristo Jesus, …

Ao decidir-se por aceitar a escolha de Deus para a sua vida, Paulo estava aceitando o caminho da cruz proposto por Deus. Atos 9.15a,16 – a fim de que ele anuncie o meu nome aos não-judeus, aos reis e ao povo de Israel. 16 Eu mesmo vou mostrar a Saulo tudo o que ele terá de sofrer por minha causa.

  • A escolha e decisão de Paulo garantiram as bênçãos naturais e espirituais para todos os povos na terra. Ele foi o precursor dos apóstolos gentios e responsável pela disseminação do evangelho em toda a terra.

 A semelhança que há entre Abraão e Paulo.

I – Eles não eram acomodados. Eles creram na promessa de Deus e trabalharam para que a promessa se cumprisse.

  • Abraão não desistiu da escolha quando decidiu obedecer a voz de Deus. Ele creu na promessa que Deus lhe daria um herdeiro para perpetuar a sua descendência. Hebreus 11.11,12 – Foi pela fé que Abraão se tornou pai, embora fosse velho demais e a própria Sara não pudesse mais ter filhos. Ele creu que Deus ia cumprir a sua promessa. Assim, de um só homem, que estava praticamente morto, nasceram tantos descendentes como as estrelas do céu, tão numerosos como os grãos de areia da praia do mar.
  • Paulo sofreu na própria carne por causa do evangelho, mas não permitiu que esses sofrimentos interrompessem sua jornada ministerial. II Coríntios 11.27,28 – Tenho tido trabalhos e canseiras. Muitas vezes tenho ficado sem dormir. Tenho passado fome e sede; têm me faltado casa, comida e roupas. 28 Além dessas e de outras coisas, ainda pesa diariamente sobre mim a preocupação que tenho por todas as igrejas; I Coríntios 9.22,23 – Quando estou entre os fracos na fé, eu me torno fraco também a fim de ganhá-los para Cristo. Assim eu me torno tudo para todos a fim de poder, de qualquer maneira possível, salvar alguns. 23 Faço tudo isso por causa do evangelho a fim de tomar parte nas suas bênçãos.

II – Eles romperam com o passado e focaram no que estava a sua frente.

  • Abraão até tentou conservar parte passado no início da jornada, mas chegou um momento onde ele teve que romper com o seu sobrinho Ló para que Deus pudesse confirmar suas promessas sobre ele. Gênesis 13.9,14 – Vamos nos separar. Escolha! A terra está aí, toda ela. Se você for para a esquerda, eu irei para a direita; se você for para a direita, eu irei para a esquerda. 14 Depois que Ló foi embora, o SENHOR Deus disse a Abrão: – De onde você está, olhe bem para o norte e para o sul, para o leste e para o oeste. 15 Eu vou dar a você e aos seus descendentes, para sempre, toda a terra que você está vendo. 16 Farei com que os seus descendentes sejam tantos como o pó da terra. Assim como ninguém pode contar os grãozinhos de pó, assim também não será possível contar os seus descendentes. 17 Agora vá e ande por esta terra, de norte a sul e de leste a oeste, pois eu a darei a você.
  • Paulo escrevendo aos filipenses fala do seu entusiasmo e trabalho para alcançar o que Deus lhe prometeu. Filipenses 3.13,14 – É claro, irmãos, que eu não penso que já consegui isso. Porém uma coisa eu faço: esqueço aquilo que fica para trás e avanço para o que está na minha frente. 14 Corro direto para a linha de chegada a fim de conseguir o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus me chamou por meio de Cristo Jesus.

Algumas pessoas não conseguem avançar e conquistar coisas novas em suas vidas porque estão presas ao passado. A ligação com o passado pode tornar-se um impedimento para novas conquistas, exemplo da mulher de Ló que não resistiu ao passado e olhou para trás: “E aconteceu que a mulher de Ló olhou para trás e virou uma estátua de sal.” Gênesis 19.26

Quais os frutos das escolhas de Abraão e Paulo?

  • A garantia de uma pátria celestial. Falando acerca dos patriarcas, escreve o escritor aos Hebreus 11.15,16 – Não ficaram pensando em voltar para a terra de onde tinham saído. Se quisessem, teriam a oportunidade de voltar. 16 Mas, pelo contrário, estavam procurando uma pátria melhor, a pátria celestial. E Deus não se envergonha de ser chamado de o Deus deles, porque ele mesmo preparou uma cidade para eles.
  • Uma cidadania celestial e a certeza da glorificação do corpo em Cristo – Filipenses 3.20,21: “Mas nós somos cidadãos do céu e estamos esperando ansiosamente o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que virá de lá. Ele transformará o nosso corpo fraco e mortal e fará com que fique igual ao seu próprio corpo glorioso, usando para isso o mesmo poder que ele tem para dominar todas as coisas.”
  • Quando tudo terminar a sensação de dever cumprido – II Timóteo 4.7,8: 7Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé. E agora está me esperando o prêmio da vitória, que é dado para quem vive uma vida correta, o prêmio que o Senhor, o justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos os que esperam, com amor, a sua vinda.

Quanto a você o que espera alcançar com suas escolhas e decisões? Quais os frutos que espera colher? O segredo é bem simples: submeta tudo à Deus, procure conhecer a sua vontade e siga-a.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s