A lei da semeadura e colheita


Você já teve a experiência de plantar alguma semente ou muda e depois colher frutos do que plantou? Agora faça uma aplicação dessa experiência a sua vida espiritual.

Existem princípios estabelecidos por Deus que regem o mundo físico e espiritual dos quais nenhum de nós pode evitar. Um desses princípios é a lei da semeadura e colheita.

Em Gálatas 6.7-10, Paulo fala acerca desse princípio de modo geral e que envolve também a vida cristã. É importante compreendermos esse princípio para ter êxito em nossa vida natural e espiritual.

Paulo compara o exemplo agrícola para ilustrar uma grande verdade:  as escolhas que fazemos no presente trarão consequências para os resultados futuros. Do mesmo modo, o tipo, qualidade e volume da colheita são em grande parte determinado pelo local onde é semeado, pelo o que e o quanto é semeado.

A LEI DA COLHEITA E DA SEMEADURA

Essa lei é universal, desde o princípio e se aplica a toda pessoa, Gênesis 8.22: Também nunca mais destruirei todos os seres vivos, como fiz desta vez. Enquanto o mundo existir, sempre haverá semeadura e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.”

A lei espiritual da semeadura e colheita afirma que aquilo que se faz na vida traz um retorno (colheita). A ignorância não é desculpa, a lei é aplicada mesmo quando é ignorada. Verso 7: Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá.

A lei se aplica a todas as áreas da vida. A perseverança é a chave para ver a colheita. Verso 9 Não nos cansemos de fazer o bem. Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita.

  • Toda colheita tem um tempo de espera.
  • Semear é cansativo, exige esforço e dedicação. Não te deixes cansar enquanto semeia.
  • Toda colheita requer perseverança, toma muito tempo.

A lei deve ser aplicada principalmente entre os membros da família da fé. Nós fomos chamados para abençoar especialmente os da família da fé. Verso 10: Portanto, sempre que pudermos, devemos fazer o bem a todos, especialmente aos que fazem parte da nossa família na fé.

NÓS PODEMOS TER BOAS COLHEITAS SE USARMOS ESSA LEI EM NOSSO FAVOR.

Semeie conforme a sua necessidade. Às vezes, ao invés de orar ou pensar, nós devemos semear para começar a colher multiplicada vezes o que necessitamos. I Reis 17.15,16: Então a viúva foi e fez como Elias tinha dito. E todos eles tiveram comida para muitos dias. 16 Como o SENHOR havia prometido por meio de Elias, não faltou farinha na tigela nem azeite no jarro.

A colheita não é obra do acaso, é resultado de trabalho, propósito, paciência, fé e esperança. Marcos 4.26-29: Jesus disse: – O Reino de Deus é como um homem que joga a semente na terra. 27 Quer ele esteja acordado, quer esteja dormindo, ela brota e cresce, sem ele saber como isso acontece. 28 É a própria terra que dá o seu fruto: primeiro aparece a planta, depois a espiga, e, mais tarde, os grãos que enchem a espiga. 29 Quando as espigas ficam maduras, o homem começa a cortá-las com a foice, pois chegou o tempo da colheita.

A quantidade da sua colheita será proporcional a quantidade de sementes que semear. II Coríntios 9.6 – Lembrem disto: quem planta pouco colhe pouco; quem planta muito colhe muito. Contrário ao que muitos pregam, para Deus e para nós a quantidade é tão importante quanto a qualidade.

Cada semente é um investimento com grandes dividendos, receitas, investimentos e lucros. A colheita será sempre maior que a semeadura. As sementes têm o poder de gerar desde o pouco até muito, Marcos 4.8: Mas as sementes que caíram em terra boa brotaram, cresceram e produziram na base de trinta, sessenta e até cem grãos por um.

Um bom semeador escolhe e prepara o terreno da semeadura. Uma boa semente necessita de um bom solo. É necessário destruir tudo que ameaça a colheita, caso contrário todo esforço será nulo. Quando associado à igreja, nós escolhemos a igreja como terreno onde iremos semear as nossas vidas, nossa família e nossos recursos. Tudo o que fazemos na igreja, nós fazemos para Deus porque é Deus quem produz a nossa semente.

O tempo da colheita é posterior ao tempo da semeadura. A semeadura é uma antecipação da colheita, portanto é necessário ter paciência porque o processo não é da noite para o dia. Algumas sementes dão resultados breves e outras demoram anos, como as nozes que demoram em média 10 anos.

  • Quando as sementes estão sob o solo, você olha para o campo e não vê resultado aparente, a sua esperança está enterrada e por um instante você não vê qualquer resultado. Nessas horas a fé em Deus, nas suas promessas, a esperança e paciência é que farão você alcançar uma boa colheita. João 12.24 – Eu afirmo a vocês que isto é verdade: se um grão de trigo não for jogado na terra e não morrer, ele continuará a ser apenas um grão. Mas, se morrer, dará muito trigo.

Semeia suas melhores sementes com fé. A sua colheita será de acordo com a qualidade das sementes que semear. A qualidade das sementes irá determinar a qualidade da sua colheita. Verso 7b – O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá.

Não guarde consigo todas as sementes, elas são como bênçãos que precisam ser compartilhadas. Você tem a chave para conquistar mais sementes, Atos 20.35 – Em tudo tenho mostrado a vocês que é trabalhando assim que podemos ajudar os necessitados. Lembrem das palavras do Senhor Jesus: “É mais feliz quem dá do que quem recebe.”

Agradeça a Deus pelas sementes que ele te dá. Deus nos dá muitas sementes para semear a todo momento, só precisamos semeá-las corretamente para alcançar os melhores resultados. É Deus quem dará o crescimento. I Coríntios 3.16: Eu plantei, e Apolo regou a planta, mas foi Deus quem a fez crescer.

Peça a Deus que lhe dê paciência e fé para colher os resultados de todas as suas sementes. O fruto da colheita além de ser uma benção de Deus é resultado da semeadura. Devemos perguntar seriamente:

  • O que você desejar colher o que nessa vida? É algo eterno ou temporário? Deseja colher algo melhor do que já obteve até o momento?

Se você deseja que algo aconteça em sua vida, então precisa semear; se deseja algo novo que nunca fez, tem que se arriscar a semear o que nunca semeou antes. Deus deseja dar-nos as melhores colheitas, mas isso somente será possível se plantarmos as melhores sementes.

Por causa do seu tamanho e discrição muitas pessoas desprezam as sementes, se não valorizarmos as sementes dificilmente colheremos os melhores frutos. As sementes representam o início de tudo, o começo de uma árvore, pequena ou gigante, começa pela semente. Do mesmo modo, sementes pequenas podem gerar grandes frutos (ex. melancia).

As sementes são poderosas e Deus nos dá gratuitamente para semear (II Co 9.10). Quando elas estão no seu estado original podem passar despercebidas, mas quando crescem podem romper grandes estruturas e se tornar o centro das atenções.

  • Marcos 4.31,32 – Ele é como uma semente de mostarda, que é a menor de todas as sementes. 32 Mas, depois de semeada, cresce muito até ficar a maior de todas as plantas. E os seus ramos são tão grandes, que os passarinhos fazem ninhos entre as suas folhas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s