Vamos nos dedicar mais e mais ao SENHOR!


O povo de Israel diz: – Venham, voltemos todos para Deus, o SENHOR. Ele nos feriu, mas com certeza vai nos curar; ele nos castigou, mas certamente nos perdoará. 2 Daqui a uns dois ou três dias, no máximo, ele nos dará novas forças e nos porá de pé, e nós sempre faremos a sua vontade. 3 Vamos nos dedicar mais e mais ao SENHOR! Tão certo como nasce o sol, ele virá nos ajudar; virá tão certamente como vêm as chuvas da primavera que regam a terra. Oseias 6.1-3

O profeta Oseias (sig. Salvação) foi contemporâneo dos profetas Amós (Am 1.1), Isaias (Is 1.1) e Miqueias (Mq 1.1), no século 8 AC. As profecias de Oséias e Amós foram dirigidas para Israel; Isaias e Miquéias profetizaram para Judá. Oséias foi a última geração antes do cerco e destruição de Samaria e o cativeiro de Israel.

Nos dias de Oséias o povo de Israel se considerava perfeito e bom, na verdade eles não perceberam o quão distante estavam de Deus por causa da dos seus pecados que aumentavam cada vez mais.

A vida de Oseias e seu casamento com uma mulher adúltera (Gomer) retrata a condição religiosa, moral e espiritual de Israel. Deus perdoava seus pecados e com o tempo o povo voltava aos mesmos erros e se esqueciam de Deus. Oséias teve três filhos, cada um reflete um momento da história de Israel:

  • O primeiro se chamou Jezreel (Deus espalha; Deus semeia). O rei Jeú foi escolhido para acabar os pecados do rei Acabe, mas depois que se tornou rei agiu do mesmo modo pecando contra o Senhor. Tanto Jeú, quanto o seu filho Zacarias prevaricaram contra o Senhor.
  • O segundo filho foi uma menina que se chamou Lo-Ruama (não amada). Deus diz a Israel que não perdoará Israel, mas ainda terá piedade e salvará Judá pelo seu poder e não através do poderio militar.
  • O terceiro filho se chamou Lo-Ami (não meu povo). Deus declara que Israel não é seu povo e Ele não é mais o seu Deus. Mas, Deus faz uma promessa de restaurar novamente o povo de Israel e Judá, unindo-os numa Nação. O Deus que semeia, espalha, é o mesmo Deus que une. Oseias 1.10,11: Um dia, o povo de Israel será como os grãos de areia do mar; será tão numeroso, que não poderá ser contado, nem medido. E, no mesmo lugar onde Deus disse: “Vocês não são o meu povo”, ali ele dirá: “Vocês são os filhos do Deus vivo”.

O livro de Oseias fala sobre o amor do marido traído que perdoa a esposa, que pune a esposa não arrependida despojando-a de seus bens e deixando-a desprovida e nu perante seus amantes e o povo. Porém, quando a esposa se arrepende e volta, o esposo a perdoa e devolve-lhe os bens e restaura a sua honra. Do mesmo modo, Deus sempre perdoava Israel dos seus pecados.

No capítulo quatro Oseias apresenta os pecados da Nação de Israel, Oseias 4.1,2. O SENHOR Deus tem uma acusação a fazer contra o povo que vive neste país. Escutem, israelitas, o que Deus está dizendo: – Não há sinceridade, não há bondade, e ninguém neste país quer saber de Deus. 2 Juram falso, mentem, matam, roubam e cometem adultério. Os crimes e os assassinatos aumentam.

O CAPÍTULO SEIS É O CAPÍTULO DA ESPERANÇA.

A Nação de Israel estava destruída, distante de Deus. Os sacerdotes e profetas foram reprovados pelo Senhor, mas ainda havia esperança.

Diante da desolação que o povo estava vivendo, surge o profeta Oseias com uma mensagem de reconciliação que pode garantir novamente as bênçãos de Deus sobre o povo. Ele apresenta três mensagens para o povo:

A PRIMEIRA MENSAGEM AFIRMA QUE DEUS É AMOROSO E PERDOADOR. Deus é como o pai com os braços abertos esperando o filho retornar, como o esposo que perdoa a esposa infiel e paga suas dívidas para tê-la de volta. Oseias 6.1 – O povo de Israel diz: – Venham, voltemos todos para Deus, o SENHOR. Ele nos feriu, mas com certeza vai nos curar; ele nos castigou, mas certamente nos perdoará.

  • O povo estava ferido porque seguiram o caminho do erro se distanciando de Deus. Não haviam profetas ou sacerdotes que pudessem ensiná-los a verdade.
  • O povo tinha consciência que estavam sofrendo as consequências dos seus erros. Assim como a mulher adúltera que seguiu seus amantes e perdeu sua casa, bens, vestes, esposo, filhos e honra, que foi humilhada publicamente e teve sua nudez exposta perante todos por causa dos seus pecados.
  • Oséias ainda amava a sua esposa e se dispôs a perdoá-la. Deus também amava o povo e estava disposto a curá-los e perdoá-los e restaurar sua honra.
  • Oseias pagou o preço para ter sua esposa de volta. Deus pagou o preço mediante o sacrifício de Jesus Cristo para que todos tenham acesso a salvação, João 3.16 – Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.

A SEGUNDA MENSAGEM AFIRMA QUE DEUS RESTAURA QUANDO HÁ ARREPENDIMENTO. 2 Daqui a uns dois ou três dias, no máximo, ele nos dará novas forças e nos porá de pé, e nós sempre faremos a sua vontade.

  • A pessoa que está distante de Deus vive prostrada, desanimada e enferma. Todo o mal que sobreveio ao povo foi causado pelo pecado. Eles seguiram o caminho da mentira, falsidade, maldade, orgulho, embriaguez, adoração a deuses pagãos, avareza, ódio, infidelidade, roubo e perderam o juízo. O povo estava caído perante Deus, saqueado pelos inimigos e sem esperança.
  • O pecado torna a pessoa cega para a verdade e desanimada. Salmos 40.2,3: Estou rodeado por muitas dificuldades, tantas, que nem posso dizer quantas são. Fui apanhado pelos meus próprios pecados e quase não posso mais enxergar. Tenho mais pecados que cabelos na cabeça e por isso estou muito desanimado. 3 Ó SENHOR Deus, salva-me! Ajuda-me agora.
  • O pecado levou muitos cristãos em Corinto a enfermidade, fraqueza e morte. I Coríntios 11.30 – É por isso que muitos de vocês estão doentes e fracos, e alguns já morreram.
  • Para Oseias seria necessário um tempo de dois a três dias a ser percorrido até que o Senhor restaurasse o povo. O sofrimento não cessaria de imediato, era necessário um tempo com Deus.
  • Quando Oséias foi e comprou a sua esposa foi necessário um período de espera e purificação que garantissem que ela não iria retornar aos amantes. Esse período de purificação fala do tempo necessário para restabelecer a confiança antes da restauração da honra como esposa.

A TERCEIRA MENSAGEM É UM CONVITE PARA CONHECER A DEUS. Oséias 6.3 – Vamos nos dedicar mais e mais ao SENHOR! (Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR– RA) Tão certo como nasce o sol, ele virá nos ajudar; virá tão certamente como vêm as chuvas da primavera que regam a terra.

  • Ele sabia que a causa da destruição do povo foi a falta de conhecimento, Oseias 4.6: O meu povo não quer saber de mim e por isso está sendo destruído. E vocês, sacerdotes, também não querem saber de mim e esqueceram as minhas leis; portanto, eu não os aceito mais como meus sacerdotes, nem aceitarei os seus filhos como meus sacerdotes.
  • Os sacerdotes e profetas se distanciaram de Deus e levando o povo a pecar contra Deus, Oseias 4.4-10: 7 – Quanto maior é o número de sacerdotes, maior também é o número de pecados que cometem; por isso vou fazer a glória deles virar desgraça. 8 Eles ganham a vida à custa dos pecados do povo e por causa disso querem que o povo peque.
  • O povo tinha que mostrar uma conversão genuína. Não bastava retornar, tinham que demonstrar através do relacionamento, da intimidade com Deus e da busca pelo conhecimento que estavam dispostos a firmar a nova aliança.
  • Esse quadro de Oséias é a triste realidade de muitos lugares atuais, o povo vem a igreja quando querem a benção, se declaram ao Senhor quando precisam de algo, mas não querem conhecer o Senhor, porque conhecer significa intimidade, comprometimento, sujeição e revelação.
  • Para o povo voltar ao Senhor era necessário conhecê-lo. Sem o conhecimento não haveria revelação, sem revelação não haveria plenitude de bênçãos. Esse é o mesmo ensinamento do apóstolo Pedro para os cristãos, II Pedro 3.18 – Porém continuem a crescer na graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Glória a ele, agora e para sempre! Amém!
  • A mensagem do profeta não é para os sacerdotes, mas para todo o povo. Embora os sacerdotes e profetas fossem culpados da ignorância do povo, a responsabilidade em conhecer é de todos. Se o povo se preocupasse em conhecer o Senhor, provavelmente teriam evitado parte ou todo o sofrimento imposta a Nação. Vamos nos dedicar mais e mais ao SENHOR! (Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR– RA)
  • Jesus ensinou acerca da importância do conhecimento para não ser enganado. Mateus 24.4,5 – Jesus respondeu: – Tomem cuidado para que ninguém engane vocês. 5 Porque muitos vão aparecer fingindo ser eu e dizendo: “Eu sou o Messias!” E enganarão muitas pessoas.
  • Paulo orientou a igreja de Colosso acerca do perigo de ser influenciado pelo conhecimento humano, Colossenses 2.8 – Tenham cuidado para que ninguém os torne escravos por meio de argumentos sem valor, que vêm da sabedoria humana. Essas coisas vêm dos ensinamentos de criaturas humanas e dos espíritos que dominam o Universo e não de Cristo.
  • A pessoa que tem conhecimento de Deus e não obedece atraí o juízo de Deus, Efésios 5.6 – Não deixem que ninguém engane vocês com conversas tolas, pois é por causa dessas coisas que o castigo de Deus cairá sobre os que não obedecem a ele.

A resposta de Deus depende do nível de conhecimento que a pessoa tem de Deus. A pessoa somente saberá o que Deus tem a sua disposição se conhecer a sua despensa.

  • Oseias sabia que Deus tinha riquezas incomparáveis para o seu povo, eles só precisavam conhecer o que Deus podia dar, Verso 3b – Tão certo como nasce o sol, ele virá nos ajudar; virá tão certamente como vêm as chuvas da primavera que regam a terra.
  • Quem busca conhecer ao Senhor descobre seus segredos. Colossenses 2.2,3: Eu trabalho para que o coração deles se encha de coragem e eles sejam unidos em amor e assim fiquem completamente enriquecidos com a segurança que é dada pela verdadeira compreensão do segredo de Deus. Esse segredo é Cristo, 3 o qual é a chave que abre todos os tesouros escondidos do conhecimento e da sabedoria que vêm de Deus.
  • O conhecimento é como um filtro que nos mostra o melhor caminho. Filipenses 1.9,10: O que eu peço a Deus é que o amor de vocês cresça cada vez mais e que tenham sabedoria e um entendimento completo, 10 a fim de que saibam escolher o melhor. Assim, no dia da vinda de Cristo, vocês estarão livres de toda impureza e de qualquer culpa.
  • O conhecimento de Deus não se finda, quanto mais nos aproximamos de Deus mais sabemos sobre Ele. Salmos 139.5,6: Estás em volta de mim, por todos os lados, e me proteges com o teu poder.6 Eu não consigo entender como tu me conheces tão bem; o teu conhecimento é profundo demais para mim.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s