Vivendo a unidade como estilo de vida


A Igreja não é uma comunidade de pessoas forçadas a fazer parte dela, mas é um ajuntamento espontâneo e natural de pessoas que compartilham muitas coisas em comum, João 17.21-23.

O conceito de comunidade tem a sua origem no próprio Deus. Na criação, o Pai, o Filho e o Espírito Santo estavam TODOS envolvidos para realizar o trabalho. Eles não podem viver isolados uns dos outros porque é contra a sua natureza e características da comunidade, Gênesis 1.1-3 (cf João 1.1-3).

Nós somos criados no estilo de vida comunitário. Gênesis 1.26a – Aí ele disse: – Agora vamos fazer os seres humanos, que serão como nós, que se parecerão conosco… Somos criados na mesma natureza e característica da vida comunitária de Deus. Portanto, não podemos viver sem compartilhar nossas vidas uns com os outros.

Deus criou Adão em sua própria imagem como a coroa de sua criação e o posicionou para dominar todas a criação. Deus viu que Adão não podia estabelecer uma relação com os rios, montanhas, árvores, peixes na água, pássaros no ar ou animais na terra. Adão estava completamente solitário, Gênesis 2.18.

  • Para Deus uma vida individualista, independente, solitária e sem comunhão não é boa. A intenção de Deus para a humanidade é que vivam em comunidade uns com os outros.

Voltando a falar sobre a igreja. A sua principal definição é uma comunidade de pessoas fiéis que vivem em comunhão com o Pai, Filho, Espírito Santo e em comunhão entre si e com os seus líderes. Para que a comunidade seja completa, o Espírito Santo concedeu dons e habilidades aos fiéis para viverem em unidade e harmonia. I Coríntios 12.12-14.

A comunidade cristã é como um corpo, todas as partes devem estar unidas e alinhadas corretamente para que o corpo não padeça ou seja deficiente. Essa unidade é a que Jesus pediu em oração pelos seus discípulos. Que todos sejam um.

A comunidade cristã deve viver em unidade sempre. Quando há unidade o Espírito de Deus é derramado sobre todos trazendo santidade. Nesta santidade reside a unidade e poder da Igreja. Efésios 4.4-6.

A COMUNIDADE QUE VIVE EM UNIDADE TEM COMO CARACTERÍSTICAS:

  1. O amor, I Coríntios 13.1-7. A prática do amor divino é a prioridade suprema da comunidade de Deus. O amor divino não é superficial, mas envolve nossa sinceridade e o coração.
  2. Submissão mútua e humildade. Em Romanos 12.10 – Amem uns aos outros com o amor de irmãos em Cristo e se esforcem para tratar uns aos outros com respeito.
  3. Encorajamento e edificação. A Bíblia nos ensina a encorajar e edificar uns aos outros. Isto é o mínimo que podemos pensar em fazer para outra pessoa como parte de nosso cuidado espiritual.
  4. Perdão. Como essa nova comunidade é composta de pessoas imperfeitas salvas apenas pela graça, além do amor, o perdão é essencial para manter essa comunidade verdadeiramente desfrutando de um relacionamento genuíno. Perdão é a outra parte importante junto com o amor que mantém a nova comunidade junta e vibrante.
  5. Humildade para servir. Nossa grandeza é qualificada pelo nosso serviço aos outros em vez de pela nossa autoridade e posição. Marcos 10.44 – e quem quiser ser o primeiro, que seja o escravo de todos.
  6. Aceitação do outro sem preconceitos por causa de costumes, tradições e situação socioeconômica. Romanos 15.7 – Portanto, aceitem uns aos outros para a glória de Deus, assim como Cristo aceitou vocês.
  7. Apoio de uns aos outros na fé. Romanos 14.19 – Por isso procuremos sempre as coisas que trazem a paz e que nos ajudam a fortalecer uns aos outros na fé.
  8. Admoestação, significa aconselhar ao outro com brandura. Colossenses 3.16 – Que a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no coração de vocês! Ensinem e instruam uns aos outros com toda a sabedoria. Cantem salmos, hinos e canções espirituais; louvem a Deus, com gratidão no coração.
  9. Ajuda para suportar os fardos pesados do dia a dia, Gálatas 6.2 – Ajudem uns aos outros e assim vocês estarão obedecendo à lei de Cristo.
  10. Cuidado de um para o outro. Na igreja nos preocupamos com a vida do outro a fim de ajuda-lo a se manter firme em Cristo, I Coríntios 12.25 – Desse modo não existe divisão no corpo, mas todas as suas partes têm o mesmo interesse umas pelas outras.
  • As vezes temos que agir como Jesus ensinou, cortando uma parte defeituosa ou enferma do corpo. Quando isso acontece todo o corpo sofre porque a vontade de Deus é que sejamos um corpo saudável e completo, Mateus 5.29-30 – Portanto, se o seu olho direito faz com que você peque, arranque-o e jogue-o fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ser atirado no inferno. 30 Se a sua mão direita faz com que você peque, corte-a e jogue-a fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ir para o inferno.
  1. Conforto e ânimo nas palavras que recebemos de nossos irmãos, I Tessalonicenses 4.18 – Portanto, animem uns aos outros com essas palavras.

Essa vida comunitária de amar e cuidar uns dos outros é melhor desenvolvida quando o membro participa de pequenos grupos, ministérios locais, ou núcleos de discipulado com o foco em:

1º.   Atender às necessidades espirituais dos membros através de mentoria e do discipulado.

2º.   Atender às necessidades sociais dos membros influenciando, motivando e capacitando para servirem aos propósitos de Deus em sua comunidade.

3º.   Ser sal e luz para o mundo. O sal que preserva e dá gosto ao mundo; a luz que dissipa as trevas e ilumina o caminho para o mundo.

Qual deve ser o nosso compromisso como membro do mesmo corpo? Dedicar a vida a desenvolver um relacionamento amoroso e solidário por meio do trabalho em equipe e da compreensão mútua. Somos diferentes em muitos aspectos, mas iguais ao desempenhar nosso propósito individual de cumprir o propósito maior. Lembre-se:

1º.   Nenhum cristão individual pode funcionar efetivamente por si próprio.

2º.   Nenhum membro da “comunidade sobrenatural” é mais ou menos importante do que qualquer outra pessoa.

3º.   Devemos nos “conectar” nos relacionamentos da vida real se quisermos experimentar a realidade que “nós somos membros uns dos outros.”

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s