A caminho de Jerusalém


Marcos 10.38 Jesus respondeu: – Vocês não sabem o que estão pedindo. Por acaso vocês podem beber o cálice que eu vou beber e podem ser batizados como eu vou ser batizado? 39 Eles disseram: – Podemos.

Jesus estava caminhando para Jerusalém com os seus discípulos. Nessa caminhada, nós aprendemos várias lições sobre a missão de Jesus e o foco dos discípulos. Enquanto Jesus caminha com o propósito de entregar a sua própria vida em favor de muitos, os discípulos O seguem pensando em grandezas terrenas e exaltação pessoal.

Assista o vídeo dessa mensagem:

Não era a primeira vez que Jesus falava sobre a sua morte, mas os discípulos parecem confusos e não entendem a sua missão. Nessa caminhada Jesus ensina cinco coisas importantes:

1º.   O bom líder é aquele que sempre se posiciona a frente dos liderados, mesmo que seja uma jornada sacrificial.

2º.   Para cumprir uma missão, o líder deve possuir determinação. A cruz não foi um acidente na vida de Jesus, mas o trono da sua coroação como Rei dos reis e Senhor dos senhores.

3º.   O sofrimento de Jesus é a garantia de que ele estava na direção correta.

4º.   A morte de Jesus era parte do seu propósito de redenção, sem a cruz não haveria resgate.

5º.   Jesus triunfou sobre a morte, ele destituiu a morte e conquistou para a sua igreja o poder da vida eterna em Seu reino de resplendor.

Os discípulos seguiam Jesus para Jerusalém, porém seus corações estavam tomados  pela ambição de se tornarem pessoas importantes, como era comum entre os judeus e romanos. Esse episódio nos alerta sobre alguns perigos:

1º A atitude de Tiago e João é puramente egoísta – deixe que um de nós se sente à sua direita, e o outro, à sua esquerda. Eles pedem sem discernimento, não pensam nas consequências. Mais tarde dois personagens iriam ocupar a direita e esquerda de Jesus na cruz.

2º A resposta deles mostra que não tinham entendimento. Quando alguém responde sem discernimento, corre o risco de arcar com graves consequências. Ambos de fato beberam do cálice do sofrimento e foram batizados no mesmo batismo – Tiago foi o primeiro apóstolo martirizado (Atos 12.2) e João vivei seus últimos dias na Ilha de Patmos (Apocalipse 1.9), depois de ter sido submetido a inúmeros sofrimentos.

3º O resultado de um pedido egoísta e resposta sem entendimento trouxe discórdia no grupo. Embora que, os demais discípulos também tinham o mesmo sentimento egoísta de se tornarem alguém importante no reino vindouro de Cristo.

Há ainda outras lições que podemos tirar deste episódio:

1º – Quem vive sob o domínio do sistema do mundo sempre será regido por motivos egoístas. No mundo, ser alguém importante é exercer domínio sobre outros e ser servido pelos outros.

2º O Reino de Cristo é o oposto do mundo. Os maiores são aqueles que servem aos outros. Geralmente, Deus prova a pessoa que deseja exercer liderança através do serviço ao próximo, a pessoa que não serve aos outros, jamais será um bom líder. Aquele que não se assenta para ouvir e aprender, jamais será um bom professor. No reino de Deus, ser grande é ser servo e ser poderoso não é ter autoridade sobre muitos, mas servir a muitos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s