Deus quer falar com você!


A voz do SENHOR é ouvida sobre as águas; o glorioso Deus troveja, e sobre os mares se ouve a sua voz. 4 A voz do SENHOR é cheia de poder e majestade; 5 a sua voz quebra as árvores de cedro, quebra até os cedros dos montes Líbanos. Salmos 29.3.

Quando Deus decide falar com alguém, Ele usa métodos diferentes para atrair a sua atenção. As pessoas espirituais que conhecem a Palavra de Deus conseguem compreender esses métodos, as suas antenas espirituais estão sempre alertas para captar a mensagem de Deus nitidamente.

Quando Deus quer falar com alguém que estiver desatento, Deus irá usar seus métodos para atrair a sua atenção e se fazer ouvir. Vamos falar sobre alguns desses métodos utilizados por Deus:

Assista essa mensagem em nosso canal no YouTube

I – INQUIETAÇÃO

Ester 6 é um belo exemplo de como Deus trabalha através de um espírito inquieto. O rei Assuero estava sendo enganado por seu ministro Hamã que odiava os judeus, principalmente Mordecai. Hamã convenceu o rei a assinar um decreto destinado a destruir todo o povo judeu do seu reino em um único dia. Naquela noite o rei não conseguiu dormir porque o seu espírito estava inquieto.

  • Então o rei ordenou aos seus servos que lessem para ele o livro onde estava escrito os atos do seu reino (Ester 6.1), a parte que foi lida contava a história de como Mordecai salvou a vida do rei em determinada ocasião. O resultado da inquietude do rei livrou os judeus de serem mortos, Mordecai foi honrado perante todos e Hamã enforcado.

As vezes Deus gera inquietude em nós acerca de determinadas coisas ou pessoas, essa inquietação começa a pertubar o nosso espírito até que agimos. Muitas vezes não há um ponto de origem, a inquietação simplesmente surge gerando intranquilidade até que tomamos uma decisão. Quando isso ocorre o mais certo é orar e perguntar ao Senhor o que Ele deseja nos dizer.

II – UMA PALAVRA DE ALGUÉM

Deus chama a nossa atenção através das palavras de outras pessoas. Em II Samuel 12 temos a passagem onde Natã contou uma história para o rei Davi sobre um homem pobre injustiçado por um homem rico, que tomou posse da sua única ovelha. Davi ficou indignado com a situação e quis fazer justiça, então o profeta Natã disse ao rei (II Sm 12.7) – este homem é você… No mesmo instante Davi caiu em si e reconheceu o seu pecado diante de Deus e do profeta.

  • As vezes estamos prestes a tomar uma decisão e Deus envia alguém para falar conosco. É por isso que devemos andar no espírito em todo momento, porque Deus pode estar falando conosco através de alguém. Isso não significa que devemos andar buscando conselhos em outras pessoas, achando que Deus está falando conosco através delas. Lembre-se que o diabo pode usar das mesmas estratégias para querer nos enganar.
  • Embora saibamos que Deus fala conosco através de pessoas, temos que ter o discernimento para analisar corretamente a mensagem que estamos ouvindo. Somente Deus sabe o que está em seus pensamentos, Ele pode usar alguém para trazê-los a luz como prova de que está falando com você.

III – BENÇÃOS

Deus fala conosco de maneiras muito incomuns. Em Romanos 2.4 lemos: Ou será que você despreza a grande bondade, a tolerância e a paciência de Deus? Você sabe muito bem que ele é bom e que quer fazer com que você mude de vida.

Deus pode usar de bênçãos incomuns para chamar a nossa atenção. Podem ser bênçãos materiais ou espirituais, podem ter a ver com a família, trabalho, igreja, dons, etc… Isso não significa que abençoar ou mimar seja o- único método que Deus usa para falar com alguém. Porém, Deus pode te surpreender com bênçãos adicionais apenas com o objetivo de mostrar o quanto Ele é bom e te ama.

Você já ouviu alguém dizer que não merecia determinada benção? Isso realmente acontece, às vezes Deus nos dá certas coisas apenas para deixar claro que Ele pode nos surpreender se fizermos tudo de acordo com a sua vontade.

  • Pense no pai que dá um presente ao filho pelo seu bom comportamente, boas notas na escola, atividades domésticas, etc… O filho sabe que aquele mimo é uma forma do pai lhe dizer: filho eu estou vendo o teu esforço e por isso estou te presenteando.

IV – ORAÇÃO NÃO RESPONDIDA

Esse é um método incompreensível para muitas pessoas que oram e não obtem respostas imediatas das suas orações. É bom quando você ora e as respostas surgem imediatamente, é como navegar em águas claras, voar em céu de brigadeiro, desfrutando das provisões e bênçãos celestiais. Tudo muda quando surge uma necessidade e você ora sem obter respostas, os céus parecem estar selados, tudo fica em silêncio e você se pergunta: O que está acontecendo?

O silêncio te leva a auto-reflexão. A Bíblia afirma em Tiago 4.3 que as vezes as orações não são respondidas porque pedimos por razões erradas, quando há desobediência (I João 3.22), relacionamento conjugal em desordem (I Pedro 3.7), entre outras coisas.

  • As vezes Deus não responde suas orações porque sabe que atender o teu pedido pode levar-te a se desviar da presença de Deus. Por isso que satanás trabalha para que as pessoas obtenham tudo que desejam, ele sabe que o prazer de hoje significa ruína amanhã.

Quando as portas se fecham, as orações não são respondidas, pode ser um sinal de que a mão de Deus está trabalhando para redirecionar a tua atenção para algum outro aspecto da sua vida que necessita ser tratado.

  • Deus não atendeu ao pedido de Paulo para tirar o espinho da sua carne a fim de usar Paulo como um exemplo para os cristãos de muitas gerações (II Co 12.7), através do sofrimento ele aprendeu como a graça de Deus funciona.
  • Talvez por essa razão que Paulo começava as suas cartas sempre citando as palavras “graça e paz”. A oração não respondida levou Paulo a descobrir uma nova dimensão da dependência de Deus.

V – DECEPÇÃO

Números 14 mostra como Deus usa a decepção para nos forçar a ouvir a sua voz. Moisés enviou 12 homens para espionar a terra prometida, quando regressaram 10 homens deram um relato negativo sobre a terra. Eu penso na decepção de Moisés ao ser vencido pela maioria (10×2) e ver o sonho de possuir a terra prometida interrompido, mesmo sabendo que Deus tinha prometido dar a eles a terra através de batalhas contra os inimigos. É claro que a incredulidade da nação gerou uma punição da parte de Deus, mas esse não é o nosso tema.

Alguns israelitas perceberam o erro cometido e se arrependeram (Numeros 14.40), foram até Moisés a fim de corrigir a situação, mas já era tarde, pois o Senhor os rejeitou. Aquele povo estava a beira da terra prometida, mas não puderam entrar por causa da descrença. Houve um tremendo senso de decepção entre eles.

  • A decepção de Moisés e o arrependimento de uma parte do povo fez com que o Senhor poupasse a geração dos que nasceram no deserto, dando-lhes a oportunidade de conquistar e possuir a terra tempos depois com Josué e Calebe. Deus poupou Josué e Calebe de terem que conviver com pessoas incrédulas, medrosas e covardes.

Para entendermos a decepção de Moisés, pense num casamento marcado e no dia da festa uma das partes decide cancelar tudo, não tem casamento. Como ficaria a outra parte? Se olharmos pelo espírito pode ser que a pessoa que ficou só no altar tenha sido poupada de um casamento frustrado ou de algo pior.

  • Quantas vezes dizemos para Deus – Senhor o que está acontecendo? Na decepção ouvimos a voz de Deus e podemos entender que Deus pode estar nos poupando de problemas maiores no futuro. A sua decepção hoje é a garantia que irás conquistar as promessas de Deus na tua vida.

Algumas pessoas culpam a Deus por suas frustrações. Quando Jó foi provado, a sua esposa foi logo dizendo (Jó 2.9) – Amaldiçoe a Deus e morra! Mas, Jó respondeu com esta maravilhosa afirmação (v. 10) – Você está dizendo uma bobagem! Se recebemos de Deus as coisas boas, por que não vamos aceitar também as desgraças?

  • A atitude de Jó, apesar do sofrimento, a forma como ele reagiu a decepção é extremamente importante. Algumas pessoas quando sofrem decepções se tornam amargas, acusadoras, desesperadas, etc. Não percebem que Deus as livrou de arruinar suas vidas.
  • Diante da decepção devemos sempre nos perguntar: O que Deus está querendo nos ensinar, qual é o seu propósito em tudo isso?

Acompanhe a segunda parte dessa mensagem, clicando AQUI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s