A importância da oração


Mateus 7.7-8: – Peçam e vocês receberão; procurem e vocês acharão; batam, e a porta será aberta para vocês. 8 Porque todos aqueles que pedem recebem; aqueles que procuram acham; e a porta será aberta para quem bate.

Devemos compreender que as nossas orações são ouvidas e respondidas não por nossa causa, mas por causa de Jesus. É por isso que oramos em seu nome. Precisamos acreditar que Deus existe e nosso Pai Celestial quer nos recompensar respondendo às nossas orações.

Jesus começava o seu dia em oração (Marços 1.35). Ele é nosso exemplo para oração. A oração era uma prioridade e um valor inestimável na vida diária de Jesus, e Ele mantinha uma atitude de oração constante durante todo o dia. A instrução do apóstolo Paulo em 1 Tessalonicenses 5.17: orem sempre

A oração é um diálogo, uma conversa com o seu Pai Celestial. Através da oração, você compartilha com Ele tudo o que está em seu coração (Mateus 6.5,6).

Eis a razão porque devemos orar sempre: para desenvolver um relacionamento íntimo com Deus; para pedir e receber o que o você precisa de Deus; para evitar cair em tentação; para lutar contra o inimigo, Mateus 26.39-41.

Veja alguns obstáculos que podem impedir que as suas orações sejam respondidas:

  • Dúvida, Tiago 1.6,7, quando você tem dúvida a sua mente e coração ficam divididos entre dois pensamentos;
  • Problemas conjugais, incluindo abuso verbal, emocional e físico, I Pedro 3.7;
  • Falta de compromisso, algumas pessoas têm dificuldade em assumir o compromisso de orar todos os dias porque a oração não é uma prioridade em suas vidas, por essa razão elas não prosperam naquilo que pedem em oração;
  • Falta de disciplina é um grande inimigo do seu tempo de oração. Tome a decisão de orar pelo menos quinze a vinte minutos por dia. Quando estiver satisfeito com esse tempo, aumente seu tempo de oração até conseguir disciplina em sua vida de oração e com Deus;
  • Falta de perdão é uma questão que sempre estará entre você e sua total comunicação com o Senhor (Marcos 11: 25), o perdão só vem quando perdoamos os outros;
  • Perdoar-se a si mesmo, você mantém a autocrítica e a condenação em seu coração, sobre sua própria participação em causar a si mesmo ou aos outros, algum dano. O perdão total inclui pedir perdão a Deus, perdoar os outros e perdoar a si mesmo (Lucas 23.34);
  • Desistir cedo demais, muitas orações ficam sem respostas porque nós desistimos muito facilmente. O Senhor deseja que esperemos nEle fielmente. Ele diz: Peçam e vocês receberão (Mateus 7.7), que é uma progressão da profundidade de nossa oração. Lembre-se da história da pessoa persistente que pediu ao seu amigo à meia-noite por pão? Eventualmente, sua persistência determinada trouxe sucesso (Lucas 11.5-8). E é assim que Jesus nos instrui a orar, não desistindo até que a resposta chegue.

Contribua com o nosso ministério através de depósito bancário no Banco Itaú – Agência 4807 – conta corrente 16747-5 – Assembleia de Deus Independente MICC

Se preferir pode doar pelo PagSeguro clicando no link https://pag.ae/7V9AtbrTM

Se preferir pode doar pelo PayPal 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s