Delegar faz bem …


Os líderes sabem que não devem fazer tudo sozinho, mas geralmente esbarram na difícil arte da delegação de tarefas à outras pessoas. As justificativas são inúmeras, dizem que as pessoas não sabem fazer direito, não são comprometidas, não tem responsabilidades, demoram para cumprir as tarefas etc. O que fazer nesses casos?

Ser um bom líder envolve a arte da delegação com sabedoria, pois nem tudo pode ser delegado. Moisés é um exemplo de líder que aprendeu a delegar e durante toda a sua vida permaneceu como o principal líder de Israel e, após a sua morte deixou um sucessor altamente eficaz. O líder que trabalha sozinho limita suas habilidades.

Há na Bíblia vários exemplos de delegação, vejamos:

  • Deus delegou a Jesus Cristo a redenção da humanidade, Hebreus 10:7 – Estou aqui, ó Deus; venho fazer a tua vontade.
  • Moisés delegou aos anciãos de Israel a tarefa de governar com ele. Os princípios ensinados por seu sogro, Jetro, em Êxodo 18:13-27 ainda são atuais e amplamente utilizados em todas as áreas da liderança atual, incluindo as grandes empresas e corporações do mundo.
  • Jesus delegou aos discípulos a evangelização global. Ele adotou o mesmo princípio de Deus ao comissionar os discípulos, João 20:21 – Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês.
  • Os discípulos delegaram aos novos cristãos a tarefa da evangelização. Ainda hoje a estrutura eclesial funciona desse modo, discípulos que geram novos discípulos que continuam a missão da igreja.

O líder deve agir com sabedoria quando for delegar, é preciso nomear a pessoa certa, na hora certa, para as tarefas certas. Uma delegação bem-sucedida compreende:

  • Selecionar pessoas e definir corretamente as tarefas. Os papéis devem estar claramente definidos em conjunto com as tarefas a serem executadas. As pessoas envolvidas devem ser capazes ou hábeis para aprender; ter disposição para o trabalho autônomo em equipe e disposição para o trabalho árduo.
  • Comunicar com clareza as tarefas. A melhor maneira para fazer isso é comprometer a equipe a escrever e memorizar a descrição de cada tarefa e seus respectivos papéis.
  • Atribuir e exigir responsabilidade. Na descrição das tarefas deve constar a função em que cada pessoa será responsável. Elas devem estar claramente informadas sobre suas tarefas e expectativas em relação aos resultados. As cobranças devem ser feitas com certa periodicidade, de preferência nas reuniões com os demais membros da equipe.
  • Conferir e reconhecer a autoridade dos membros da equipe. Quando alguém é nomeado para determinada função, convém ao líder conceder autoridade a pessoa para cumprir bem o seu papel.
  • Supervisionar e avaliar constantemente. Algumas mudanças e ajustes podem ser necessários de tempos em tempos para que os resultados sejam melhores.
  • Elogiar e incentivar as recompensas. O líder deve reconhecer e elogiar o trabalho bem feito e sempre incentivar e exortar positivamente sua equipe. É importante também incentivar a equipe a alcançar os despojos da vitória em forma de recompensas.

Tenha sempre uma equipe trabalhando com você, os bons resultados surgirão naturalmente. José, no Antigo Testamento, é um exemplo de membro de equipe que produz bons resultados, Genesis 39:5 – Dali em diante, por causa de José, o SENHOR abençoou o lar do egípcio e também tudo o que ele tinha em casa e no campo.

Alguns resultados obtidos na delegação sábia:

  • Eficiência aumentada. Ao delegar determinadas tarefas a outras pessoas você pode se concentrar nas coisas que exigem especificamente sua experiência.
  • Equipe eficiente. Pessoas trabalhando em harmonia podem realizar muito mais do que um líder individual. Mais habilidades disponíveis para cobrir uma ampla gama de necessidades.
  • Surgem novas habilidades. Uma equipe focada, num ambiente onde as tarefas são bem definidas, as pessoas conseguem desenvolver novas habilidades, além da oportunidade de aprendizado e desenvolvimento pessoal de outras pessoas.
  • Tarefas maiores são realizadas. Se você tem a visão de realizar alguma grande tarefa, você deve começar construindo uma equipe forte de trabalhadores ao seu redor.
  • Equipe convicta. Um aspecto integral do evangelismo mundial é a formação de discípulos (Mateus 28.19). A filosofia da delegação e do ministério de equipe encoraja o uso de mais pessoas no trabalho da igreja. Isso encoraja as pessoas a se envolverem no discipulado, porque há mais oportunidades para que elas utilizem as habilidades que desenvolvem.

Por onde começar a delegação?

  • Identificando áreas em que você precisa de ajuda e encontrando pessoas certas que podem fazer bem as tarefas.
  • Usando o pessoal dentro do seu ambiente para estas áreas de responsabilidades.
  • Delegando responsabilidades com autoridade.
  • Começando com as tarefas mais simples.
  • Lembre-se como líder, você não pode fazer tudo. É por isso que existem pessoas para ajudá-lo em sua liderança.

 

Seja um mantenedor do  nosso ministério através de depósito bancário no

Banco Itaú – Agência 4807 – conta corrente 16747-5 – Assembleia de Deus Independente MICC

Você pode doar também pelo PagSeguro clicando no link https://pag.ae/7V9AtbrTM

ou se preferir pode doar pelo PayPal 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s