03 aspectos da vontade de Deus!


Por algumas vezes eu tenho ministrado sobre a vontade de Deus, esse é um tema inesgotável, quanto mais falo sobre ele, mais verdades são reveladas e mais me surpreendo com a maneira como Deus age em relação as pessoas. Conhecer a vontade de Deus nos leva a uma paz interior inigualável como declarou o salmista (Salmos 48:3) “Eu tenho prazer em fazer a tua vontade, ó meu Deus! Guardo a tua lei no meu coração.”

O lema profético do Ministério Independência com Cristo para esse ano é Poder para ser de Cristo, com certeza para ter poder é necessário conhecer a vontade de Deus, ela é o caminho que nos leva ao empoderamento, graça, sabedoria, segurança e paz. O hino 339 da Harpa Cristã, no seu coro, diz o seguinte – Pra fazer a Tua vontade, quero de Ti mais poder. Dá-me a Tua santidade, quero só pra Ti viver.

Salmos 143:10 – Tu és o meu Deus; ensina-me a fazer a tua vontade. Que o teu Espírito seja bom para mim e me guie por um caminho seguro!

Vamos abordar 03 aspectos fundamentais da vontade de Deus e como eles se inter-relacionam.

Assista o vídeo dessa mensagem:

O primeiro é a vontade intencional de Deus, é o plano ideal que Deus tem para a humanidade, para a igreja e cada pessoa. As pessoas costumam culpar a Deus pelo caos que há no mundo, pelas coisas erradas que sucedem em suas vidas, mas a questão é a seguinte:

  • É vontade de Deus que as pessoas sofram, morram e pereçam?
  • Aonde está a vontade de Deus em relação a tudo que acontece de ruim no mundo, na igreja e na vida das pessoas?

Eu penso que culpar a Deus pelas mazelas da vida é o mesmo que dizer que Deus é responsável pelas matanças, roubalheira, atrocidades e afins que acontecem no mundo. E, isso não é verdade, jamais foi a vontade de Deus que as pessoas e o mundo se tornassem no que são, mas o pecado gerou a insensatez que tem levado milhares de pessoas a destruição.

Jesus contou a parábola sobre uma ovelha que se perdeu do rebanho. Note que a ovelha não se perdeu porque o pastor a abandonou, mas porque se desgarrou do rebanho; o pastor fez tudo que era possível para encontrá-la. Jesus disse (Mateus 18.14) – “Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos.”

Deus nunca odiou a humanidade que Ele criou, foi a humanidade que abandonou a Deus, Romanos 1:21,22 – Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão.22 Eles dizem que são sábios, mas são tolos.

  • A fome, miséria, doenças físicas, corrupção da alma, opressão econômica, guerras etc. não são vontade intencional de Deus, mas resultado na degradação humana, desde o Éden.

O segundo aspecto que iremos falar é sobre a vontade circunstancial de Deus. Embora as pessoas digam que tudo é vontade de Deus, se isso fosse verdade não nos esforçaríamos para mudar uma situação pré-determinada, simplesmente a aceitaríamos e ponto final. Partindo desse pressuposto, quando intentamos mudar uma situação, então estaríamos tentando neutralizar a vontade de Deus e caso isso fosse possível, diria que é possível mudar a vontade de Deus a partir da nossa vontade.

Pode parecer confuso, mas vejamos o exemplo de Cristo na cruz. Não era vontade intencional de Deus que Cristo viesse ao mundo para ser crucificado, provavelmente, se as pessoas o tivessem aceitado tudo seria diferente. Aliás, se não houvesse pecado, o mundo seria diferente.

A crucificação partiu da vontade humana, das pessoas que gritavam “crucifica-o, crucifica-o”, permitida pela vontade circunstancial de Deus. O que nos atrai nessa verdade é que Cristo tinha a escolha entre ser crucificado ou negar a sua missão, que não era a cruz, mas a redenção da humanidade. Naquela circunstância, a cruz se tornou a vontade de Deus, eis a razão por que Jesus disse “Não seja como eu quero, e, sim, como tu queres”.

Existem situações que passamos, onde somos levados a vontade circunstancial de Deus. Essa situação não era a intenção de Deus, mas por fatores internos e externos você foi conduzido aquele momento. Se você se sujeitar a Deus, Ele pode usar dessa circunstância para levá-lo ao lugar onde quer que você esteja.

Dois pontos que você deve considerar sobre a vontade circunstancial de Deus:

  • No mundo natural Jesus passou pelo sofrimento real da cruz. O que é natural irá desempenhar a sua função, mesmo que isso lhe cause dor, constrangimento e perdas. Jesus disse que no mundo seus seguidores também teriam aflição, mas que diante das aflições (circunstâncias) deveriam ter bom ânimo (Deus tem boas intenções para você).
  • No mundo espiritual Jesus transformou o seu sofrimento e a cruz em glória, ele ressuscitou e triunfou sobre a morte e o inferno. Você pode mudar as circunstâncias da sua vida, se posicionando da maneira correta, enfrentando o sofrimento e não permitindo que tais circunstâncias impeçam a vontade intencional de Deus para a tua vida.

A diferença entre vontade intencional e vontade circunstancial, Romanos 8:18 – Eu penso que o que sofremos durante a nossa vida (circunstâncias) não pode ser comparado, de modo nenhum, com a glória (intenção) que nos será revelada no futuro. Veja ainda as palavras de Paulo em I Coríntios 13:12a – O que agora vemos (circunstâncias) é como uma imagem imperfeita num espelho embaçado, mas depois (intenção) veremos face a face.

Em terceiro lugar está a vontade soberana de Deus. Ela pode ser mais bem compreendida a luz das palavras de Jó, depois de todo o sofrimento (circunstâncias) que passou, Jó 42:2: Eu reconheço que para ti nada é impossível e que nenhum dos teus planos (vontade soberana) pode ser impedido.

A vontade soberana de Deus não pode ser impedida, ainda que as circunstâncias alterem seu curso, o plano original de Deus permanece em relação a redenção da humanidade. Do mesmo modo, algumas vezes nos distanciamos do propósito original de Deus, agimos como crianças rebeldes, cometemos pecados e nos tornamos rebeldes, mas Deus continua esperando a nossa decisão para que a Sua vontade soberana se manifeste. Devemos dizer como Jesus “que não seja como eu quero, mas como Tu queres”, ou ainda, “que seja feita a Tua vontade”.

Embora a vontade de Deus seja soberana, Deus jamais irá obrigar alguém a aceitá-la. Se Deus obrigasse as pessoas a ser como Ele quer, Ele estaria abrindo mão da Sua palavra quando deu a humanidade o livre arbítrio. O propósito de Deus não é subjugar, mas ganhar a vontade humana. O presente da salvação é para todos, mas somente aqueles que recebem a Cristo conquistam o direito de serem filhos de Deus.

Ao afirmar que Deus é onipotente, estamos dizendo que nada pode derrotar a vontade soberana de Deus, a partir do momento em que nos submetemos a ela. Deus se importa com cada pessoa. Aqueles que se tornaram filhos, no final da jornada irão olhar para a sua linha do tempo e dizer “valeu a pena, Deus é fiel”. Para Deus não importa as circunstâncias, o meio é parte do processo, o que interessa é o final.

Um dos grandes problemas da humanidade está em reconhecer ou não a vontade de Deus. A todo momento estamos perguntando se o caminho trilhado é a vontade de Deus. O salmista orou pedindo a Deus que lhe ensinasse a Sua vontade (Salmos 143:10a) – Tu és o meu Deus; ensina-me a fazer a tua vontade.

Como discernir a vontade de Deus?

  • Ande pela fé e menos pela vista;
  • Observe atentamente as coisas que acontecem ao seu redor;
  • Ouça e obedeça a sua consciência quando ela diz que você está errado;
  • Não haja por impulso, seja racional;
  • Busque conselhos em pessoas que te digam a verdade;
  • Tenha comunhão com Deus através da oração, leitura e meditação bíblica;
  • Ouça o que diz os profetas de Deus.
  • Responda honestamente – você quer discernir a vontade de Deus para obedecê-lo ou espera que Ele aceita a sua vontade?
  • Você tem coragem para aceitar a vontade de Deus ao descobri-la?

 

Seja um mantenedor do nosso ministério através de depósito bancário no

Banco Itaú – Agência 4807 – conta corrente 16747-5 – Assembleia de Deus Independente MICC

Você pode contribuir também através do PagSeguro clicando no link https://pag.ae/7V9AtbrTM

Ou se preferir pode doar pelo PayPal 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s