Eu não sou o Cristo


Em duas ocasiões João declarou que não era o Cristo (João 1:20; 3:28). João era um líder respeitado, seguido por multidões e reconhecido pelo próprio Cristo como o maior de todos os profetas (Lucas 7:28). Porém, quando questionado sobre a sua identidade, não hesitou ao declarar “Eu não sou o Messias (Cristo)”.

Nota-se que João poderia se apresentar como o Cristo e arregimentar um número maior de seguidores. As pessoas estavam interessadas em saber se ele era o Messias. Há muitos líderes que se dizem cristãos que não perderiam a chance de assumir o lugar de Cristo. Foi o próprio Cristo que alertou seus seguidores sobre esse perigo, os falsos profetas buscam enganar as pessoas com suas palavras, Mateus 24:11- Então muitos falsos profetas aparecerão e enganarão muita gente.

Além dos falsos líderes, profetas que querem usurpar o nome de Cristo, costumeiramente nos deparamos com pessoas vivendo sob o “complexo do Messias”. Segundo a Wikipédia, o complexo messiânico “É um estado psicológico no qual o indivíduo acredita ser ou estar destinado a se tornar o salvador de algum campo de atuação específico, grupo, evento, período de tempo ou até mesmo do mundo inteiro … os casos mais graves, pessoas com Complexo de Messias podem se ver literalmente como Messias espirituais/religiosos com poderes transcendentes e destinados a salvar o mundo.”

O resultado do complexo messiânico gera dois grupos de pessoas podem ser classificadas de:

  • Falsos Cristos. Aqueles que se intitular como a reencarnação de Jesus Cristo, Mateus 24:4,5 – Jesus respondeu: – Tomem cuidado para que ninguém engane vocês. 5 Porque muitos vão aparecer fingindo ser eu e dizendo: “Eu sou o Messias!” E enganarão muitas pessoas.
  • Neura-cristã. Há muitos cristãos com a ideia fixa de que são o Cristo, quando na verdade “nós somos de Cristo e não o Cristo”.
    • Definição de neura – Adjetivo que indica extremismo social. Uma mania extrema, um gosto exacerbado, uma psicose, pensamento limitado, esquizofrenia social, mania de perseguir, ideia fixa, pessoa chata, pessoa que incomoda, fixação, intolerante, excentricidade maníaca.
  • As pessoas que vivem o complexo messiânico geralmente se julgam melhores do que outros, mais verdadeiros, imaculados como Cristo; alguns chegam ao extremo a ponto de sofrerem martírios como se fossem o Cristo; perseguem e criticam qualquer pessoa que se diz cristã, mas que tenha uma ideia religiosa diferente da sua.

O complexo messiânico tem torturado a mente de muitos cristãos, que se sentem perturbados quando não conseguem fazer as coisas corretamente. Essas pessoas se martirizam e sufocam todos ao seu redor. Ela são infelizes e tornam os outros infelizes. Eles querem que as pessoas façam as mesmas coisas que eles fazem e quando isso não ocorre passam a criticar as pessoas como se elas fossem indignas para entrar no Reino de Deus.

  • Já ouvi muitas pessoas dizerem que não podem aceitar a Cristo porque é impossível ser um cristão sob tantas regras e imposições. Na verdade, o que essas pessoas não querem é aceitar o sistema religioso e suas tradições – se elas conhecessem o verdadeiro Cristo o aceitaria sem nenhuma ressalva.

João não sofre do complexo do Messias. João sabe que ele é e, quando indagado sobre a sua identidade, imediatamente ele responde: Eu não sou o Cristo.

Assista o vídeo dessa mensagem 

RAZÕES PARA JOÃO DIZER COM CONVICÇÃO QUE NÃO ERA O MESSIAS. O QUE JOÃO SABIA?

  1. Qual era a sua missão e que ele não era a luz. Ele nasceu com uma missão, foi enviado por Deus para anunciar a mensagem sobre a luz para o povo que estava em trevas (João 1:6-9). Através da sua mensagem as pessoas se arrependeram dos pecados, foram batizadas como sinal de aceitação e sujeição a sua mensagem e conheceram a Cristo, que é a luz perfeita de Deus.
  2. Jesus é a pessoa mais importante. Antes que João nascesse Jesus era Senhor. João 1:15 – João disse o seguinte a respeito de Jesus: – Este é aquele de quem eu disse: “Ele vem depois de mim, mas é mais importante do que eu, pois antes de eu nascer ele já existia.”
  3. A graça e a verdade de Deus se tornaram conhecido através de Jesus. Embora João fosse o precursor de Jesus, ele jamais falou face a face com Deus. Ninguém nunca viu a Deus, nem mesmo Moisés viu a glória total de Deus (Êxodo 33:18-23). Porém, Jesus não somente viu a glória de Deus, mas era a própria glória de Deus revelada a humanidade. Toda revelação verdadeira sobre Deus que chega até nós é por intermédio de Jesus Cristo, João 1:17-18.
  4. Ele era uma voz clamando no deserto. As pessoas achavam que João era o Messias ou alguém profeta reencarnado. Diferente das pessoas que vivem da imitação alheia, que gostam de ser vistas como grandes personalidades, João demonstra humildade em relação a Cristo. Em um mundo onde as pessoas são avaliadas pelo status, João era apenas uma voz, João 1:22,23.
  5. No Reino de Deus João era coadjuvante e Jesus o protagonista. A glória de Jesus é única, diante dele toda língua confessa e todo o joelho se dobra, Jesus é o Senhor absoluto, João 1:25-27; Filipenses 2:9-11.
  6. O perdão dos pecados é obtido através de Jesus. João mostra para as pessoas quem é Jesus. Ele diz as pessoas que a solução está em Jesus, o perdão está em Jesus, tudo que precisamos está em Jesus. João 1:29,30 – No dia seguinte, João viu Jesus vindo na direção dele e disse: – Aí está o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 30 Eu estava falando a respeito dele quando disse: “Depois de mim vem um homem que é mais importante do que eu, pois antes de eu nascer ele já existia.”
  7. Temos uma revelação limitada sobre Jesus. João não sabia tudo sobre Jesus, ele recebeu uma mensagem de Deus e saiu falando para as pessoas que Jesus estava chegando – O reino de Deus está próximo. Quando ele viu o Espírito Santo descendo sobre Jesus, o filho de José e Maria, então pode compreender que o tempo era chegada e que o Messias estava diante Dele. Ainda hoje não conhecemos Cristo totalmente, mas um dia nós o veremos como ele é, João 1:31-34; I Corintios 13:12.
  8. Devemos conduzir as pessoas até Cristo. A missão de João é a mesma da igreja atual, devemos anunciar o evangelho e mostrar as pessoas o caminho que leva a Cristo. Não podemos hesitar em convidar as pessoas para vir ao culto, a uma reunião de oração ou de ensino, João 1:36,37. O mundo só pode ver Jesus através da igreja. Ela é a geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus (I Pedro 2:9,10). Se alguém olhando para a igreja não enxerga Cristo, significa que tal igreja não é de Cristo ou que aquele que olha está cego. Nas duas situações, ambos precisam conhecer e aceitar a Cristo.
  9. Não devemos formar seguidores para nós, mas para Cristo. Tem líderes que estão preocupados em ter uma multidão de seguidores, fazem até coisas ilícitas com o objetivo de ter o maior número possível de seguidores. Infelizmente, a pessoa que deposita a sua fé em outra pessoa tem uma fé fragilizada, João 1:25-30.
  10. João reconhece que a noiva (igreja) pertence ao noivo (Cristo). Ele é apenas o amigo do noivo. Ninguém, além de Cristo tem o direito de propriedade sobre a igreja. A igreja pertence a igreja e jamais deve se prostrar diante de outro senhor, seja qual for, João 1:29.
  11. Jesus é a pessoa mais importante na igreja. Deus entregou a igreja para Cristo, Ele é o Senhor absoluto da igreja. Nenhuma pessoa deve se considerar mais importante do que a outra na igreja de Cristo, somos todos iguais perante Deus. O único que merece honra, louvor, poder, glória e domínio é Jesus Cristo, o Senhor da igreja, João 1:30-35.
  12. Jesus é o único que garante vida nesta vida e na eternidade. Como a luz, Jesus traz brilho a nossa vida na terra; como salvador, Jesus nos garante a entrada em Seu reino eterno. João 1:36 – Por isso quem crê no Filho tem a vida eterna; porém quem desobedece ao Filho nunca terá a vida eterna, mas sofrerá para sempre o castigo de Deus.

Seja um mantenedor deste Ministério

Ajude-nos a levar o evangelho para quem precisa ser alcançado e a contribuir para o ministérios dos pregam a Palavra de Deus.

R$100,00

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s