Fazei discípulos de todas as Nações


Para cumprirmos a Grande Comissão são necessárias duas coisas: ir e fazer discípulos, segundo Mateus (Mt 28:18-20); ir e anunciar o evangelho, nas palavras de Marcos (Mc 16:15-16). As pessoas que aceitam a mensagem de boas novas devem declarar publicamente a sua fé através do batismo e serem ensinadas sobre a obediência ao Evangelho de Cristo. Portanto, a Grande Comissão compreende: pregar o evangelho; fazer discípulos; batizar; ensinar.

Nas palavras de Jesus a pessoa se torna um discípulo quando aceita seguir os seus ensinamentos. Embora multidões sejam atraídas pelo evangelho e seus benefícios, é Jesus quem escolhe os seus discípulos. Mateus 22:14 – E Jesus terminou, dizendo: – Pois muitos são convidados, mas poucos são escolhidos. 

Na parábola do banquete de casamento, o rei enviou seus servos para dizer aos que foram inicialmente convidados que viessem para festa, mas eles não quiseram vir. Então o rei estendeu o convite para todas as pessoas, boas e más, que os servos encontrassem pelo caminho. Os que aceitaram o convite (Mt 22:10), antes de entrar na festa tiveram que trocar as suas roupas por vestes nupciais.

  • Um intruso sem vestes nupciais entrou no banquete, quando o rei entrou para cumprimentar os convidados, o que estava sem vestes nupciais foi expulso. Embora o convite fosse aberto para todos, somente os que trocaram suas vestes podiam entrar e permanecer na festa.

Anunciar o evangelho torna Cristo conhecido, mas não faz de alguém um discípulo. Há milhares de pessoas que conhecem a história de Cristo e seus ensinamentos, mas se recusam aceitar o convite para entrar no reino espiritual ou tentam entrar no reino com vestes manchadas pelo pecado.

Assista o vídeo dessa mensagem

No mundo natural o discípulo escolhe quem será o seu mestre, mas no reino espiritual é Jesus quem escolhe. João 15:16 – – Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e dêem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome.

  • O jovem rico e observador da lei queria ser um discípulo, mas se entristeceu e desistiu diante da opção imposta por Jesus, Mateus 19:20-21 – Jesus respondeu: – Se você quer ser perfeito, vá, venda tudo o que tem, e dê o dinheiro aos pobres, e assim você terá riquezas no céu. Depois venha e me siga. 21 Quando o moço ouviu isso, foi embora triste, pois era muito rico.
  • O mestre da lei queria seguir a Jesus, no seu tempo depois que sepultasse o seu pai, as palavras de Jesus foram “deixe os mortos sepultem os seus próprios mortos”, Mateus 8:22.

A igreja cumpre parcialmente o IDE quando anuncia o evangelho. Ela está cumprindo apenas ¼ da sua missão, é preciso tornar as pessoas discípulos, batizá-los e ensinar a obedecer a Cristo.

  • Batizar não é apenas mergulhar as pessoas nas águas. A pessoa deve primeiramente aceitar o convite para se tornar um discípulo, em seguida ser batizada como sinal que aceitou o convite. Em seguida, a pessoa deve ser alimentada espiritualmente através do ensino, como um bebê espiritual até que alcance a maturidade para gerar outros discípulos.

Fazer discípulos é gerar filhos espirituais. A bíblia afirma que os filhos naturais são bençãos, produzem alegria na família e fortalece o clã familiar, Salmos 127:3-5 – Os filhos são um presente do SENHOR; eles são uma verdadeira bênção. 4 Os filhos que o homem tem na sua mocidade são como flechas nas mãos de um soldado. 5 Feliz o homem que tem muitas dessas flechas! Ele não será derrotado quando enfrentar os seus inimigos no tribunal.

O mesmo ocorre no mundo espiritual. Novos discípulos tornam a igreja alegre, abençoada, dinâmica e forte. Vale a pena investir no discipulado contínuo. Não é o número de frequentadores que torna uma igreja espiritualmente forte, mas o número de filhos, discípulos, que ela gera e sustenta até que se tornem adultos espirituais.

  • Gálatas 3:19 – Meus queridos filhos, eu estou sofrendo por vocês, como uma mulher que tem dores de parto. E continuarei sofrendo até que Cristo esteja vivendo em vocês.
  • Romanos 16:13 – Mando saudações a Rufo, trabalhador que tem se destacado no serviço do Senhor, e à mãe dele, que sempre me tratou como filho.
  • Filemon 1:9 – Portanto, eu lhe faço um pedido em favor de Onésimo, que é meu filho por estarmos unidos com Cristo, pois, enquanto eu estava na cadeia, tornei-me o pai espiritual dele.
  • Marcos 10:28-30 – Aí Pedro disse: – Veja! Nós deixamos tudo e seguimos o senhor. 28 Jesus respondeu: – Eu afirmo a vocês que isto é verdade: aquele que, por causa de mim e do evangelho, deixar casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou terras 30 receberá muito mais, ainda nesta vida. Receberá cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos, terras e também perseguições. E no futuro receberá a vida eterna.

A igreja precisa voltar aos princípios originais de estar comprometida com o discipulado. Uma igreja discipuladora agrada a Deus e cumpre 100% da sua missão. Uma igreja local jamais conseguirá alcançar todo o mundo para Cristo, mas pode cumprir 100% da sua missão se anunciar o evangelho e formar discípulos batizando-os e ensinando-os a obedecer a Palavra de Deus.

Fazer discípulos é importante, necessário e urgente. Evangelizar é como lançar as sementes (Mateus 13:3-9, 19-23), apenas 25% do que foi semeado produz resultados. A parábola do semeador:

  1. Algumas caem a beira do caminho e os pássaros comem. São aqueles que ouvem, mas não entendem. O diabo vem e arrebata o que foi semeado.
  2. Outras nascem entre as pedras, o sol queima porque não tem raízes profundas. São as pessoas que aceitam o evangelho com alegria, mas não resistem as tribulações e aflições.
  3. Outras nascem entre espinhos e são sufocadas. São tomados pelas preocupações e riquezas do mundo, espiritualmente estéreis.
  4. Enfim, algumas nascem em terra boa e produzem entre 30 a 100 grãos por um. São os verdadeiros discípulos que ouvem e entendem a mensagem do reino, por isso geram bons resultados.

75% das sementes brotaram, ou seja, aceitaram o convite para ser discípulos. Apenas 25% ouviram e entenderam a mensagem do reino, isso é discipulado – fazer discípulos

  • Atos 8:29-31 – Então o Espírito Santo disse a Filipe: – Chegue perto dessa carruagem e acompanhe-a. 30 Filipe correu para perto da carruagem e ouviu o funcionário lendo o livro do profeta Isaías. Aí perguntou: – O senhor entende o que está lendo? 31 – Como posso entender se ninguém me explica? – respondeu o funcionário. Então convidou Filipe para subir e sentar-se com ele na carruagem.

Discipulado significa reproduzir, multiplicar para alcançar pessoas de todas as Nações, como Jesus ordenou. Se a igreja não formar discípulos com o passar do tempo ela se tornará fraca e diminuta.

Para povoar o céu nós devemos nos comprometer integralmente com o IDE de Jesus.

  • A evangelização é o primeiro ato, ela é necessária, é o convite para que as pessoas venham a Cristo.
  • Porém, o discipulado gera reprodução que leva a multiplicação saudável, quanto mais pessoas discipuladas, mais pessoas evangelizadas etc.

O nascimento espiritual de um discípulo ocorre quando a pessoa aceita o evangelho, o convite para ser salvo. Mas, o discípulo verdadeiro é aquele que ouve, entende a mensagem do reino e se reproduz, João 15:8 – E a natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos.

Seja um mantenedor deste Ministério

Ajude-nos a levar o evangelho para quem precisa ser alcançado e a contribuir para o ministérios dos pregam a Palavra de Deus. Inscreva em nosso canal no Youtube.com/IndependenciaCristo

R$100,00

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s