Ser cristão é ser como Cristo


I João 2:1-6. Ser um cristão autêntico exige que vivamos do modo como Jesus viveu. Em seu convite aos cansados e oprimidos pelo pecado, Jesus disse que devemos aprender com ele.

  • Mateus 11:29: Sejam meus seguidores e aprendam comigo porque sou bondoso e tenho um coração humilde; e vocês encontrarão descanso.

O apóstolo João afirma que é dever viver como Cristo, Mas, o que isso significa? É possível viver como Jesus em pleno século XXI?

  • Não se trata de viver na cultura oriental, com seus costumes e tradições de dois mil anos atrás. Mas, viver dentro os princípios ensinados e ordenados por Jesus

QUAIS OS PRINCÍPIOS QUE JESUS ENSINOU ATRAVÉS DA SUA VIDA NA TERRA?

I – JESUS ERA HUMILDE

Ele era paciente e manso, não inclinado a ira ou ao ressentimento. Devemos desenvolver a mesma humildade que houve em Cristo. Filipenses 2:5-8 – Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha: 6 Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus. 7 Pelo contrário, ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos. E, vivendo a vida comum de um ser humano, 8 ele foi humilde e obedeceu a Deus até a morte – morte de cruz.

II – JESUS VIVEU EM SANTIDADE

O significado desta palavra é ‘separado, consagrado a Deus’. Jesus se relaciona bem com as pessoas, era correto, verdadeiro, amigo etc. Mesmo vivendo entre os pecadores, Jesus não se contaminou com seus pecados. Ao contrário, ele ensinou sobre arrependimento e mudança de vida, João 8:11 – Pois eu também não condeno você. Vá e não peque mais!

Santidade é renunciar a interesses egoístas, ser capaz de estar no mundo sem se contaminar com a podridão que há no mundo. No início do seu ministério, Jesus foi tentado por satanás em três ocasiões:

  1. O diabo quis torná-lo egoísta, Lucas 4:3 – Se és o Filho de Deus, manda que esta pedra se transforme em pão. Ele tentou conduzir Jesus a satisfazer seu desejo por comida de modo ilegítimo, pois aquele não era o momento para alimentar a carne, mas o espírito.
    1. É como se o diabo dissesse para Jesus: seja egoísta, não espere por Deus, vá em frente, você tem o poder, então satisfaça-te. A resposta de Jesus foi “Está escrito: Não só de pão viverá o homem” (Lc 4:3).
  2. O diabo ofereceu a glória do mundo, dinheiro, poder, sedução etc. Lucas 4:6 – Dar-te ei toda esta autoridade e a glória destes reinos, porque ela me foi entregue, e a dou a quem quiser. A resposta de Jesus novamente foi pautada na Palavra de Deus: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele darás culto. Lucas 4:8.
    1. A missão de Jesus não era ser bem-sucedido aos olhos do mundo, mas aos olhos de Deus.
  3. O diabo quis torná-lo o centro das atrações. Lucas 4:9-11 – Depois o Diabo o levou a Jerusalém e o colocou na parte mais alta do Templo e disse: – Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui, 10 pois as Escrituras Sagradas afirmam: “Deus mandará que os seus anjos cuidem de você. 11 Eles vão segurá-lo com as suas mãos, para que nem mesmo os seus pés sejam feridos nas pedras.”
    1. Jesus novamente demonstra a sua santidade em obediência a Deus respondendo-lhe (Lucas 4:12) – As Escrituras Sagradas afirmam: “Não ponha à prova o Senhor, seu Deus.”
    1. Há uma canção que diz: Eu não preciso ser reconhecido por ninguém. A minha glória é fazer com que conheçam a Ti. E que diminua eu pra que tu cresças, Senhor, mais e mais…

III – JESUS CONVIVEU PACIFICAMENTE COM OS DIFERENTES

Assim como nos primórdios da igreja cristã, na igreja cristã convivemos com todos os tipos de pessoas: várias raças, formações étnicas, níveis educacionais, vocações, estados civis, idades etc.; além dessas diferenças, cada um foi alcançado por Deus de modo diferente e em épocas diferentes. Porém, quando o assunto é igreja (corpo de Cristo), somos todos membros do corpo, unidos apesar das diferenças.

Naqueles tempos havia divergências relacionadas a alimentos; enquanto um comia de tudo o outro só comia legumes; outros achavam que determinados dias eram mais importantes enquanto outros julgavam ser iguais etc.

  • Romanos 14:2-5 – Por exemplo, algumas pessoas crêem que podem comer de tudo, mas quem é fraco na fé come somente verduras e legumes. 3 Quem come de tudo não deve desprezar quem não faz isso, e quem só come verduras e legumes não deve condenar quem come de tudo, pois Deus o aceitou. 4 Quem é você para julgar o escravo de alguém? Se ele vai vencer ou fracassar, isso é da conta do dono dele. E ele vai vencer porque o Senhor pode fazê-lo vencer. 5 Algumas pessoas pensam que certos dias são mais importantes do que outros, enquanto que outras pessoas pensam que todos os dias são iguais. Cada um deve estar bem firme nas suas opiniões.

As divergências entre os conservadores e os progressistas poderiam comprometer a paz dentro da igreja, então o apóstolo deu um conselho: aceitem-se uns aos outros. Romanos 14:1, 3, 13: Aceitem entre vocês quem é fraco na fé sem criticar as opiniões dessa pessoa. 3 Quem come de tudo não deve desprezar quem não faz isso, e quem só come verduras e legumes não deve condenar quem come de tudo, pois Deus o aceitou. 13 Por isso paremos de criticar uns aos outros. Pelo contrário, cada um de vocês resolva não fazer nada que leve o seu irmão a tropeçar ou cair em pecado.

  • Jesus é a nossa motivação e modelo sobre como viver pacificamente com as nossas diferenças. Rm 15.7 – Portanto, aceitem uns aos outros para a glória de Deus, assim como Cristo aceitou vocês.

IV – JESUS SUPEROU OS SOFRIMENTOS

O profeta Isaias descreveu o sofrimento de Jesus, Isaias 53:3 – Ele foi rejeitado e desprezado por todos; ele suportou dores e sofrimentos sem fim. Era como alguém que não queremos ver; nós nem mesmo olhávamos para ele e o desprezávamos.

Jesus experimentou três tipos de sofrimentos: o físico, ao sofrer em sua carne os açoites pelos nossos pecados; o emocional, ao ser traído e rejeitado pelo seu povo; o espiritual, ao ver as pessoas ignorando sua mensagem.

  • Como você tem reagido diante dos sofrimentos físicos, emocionais ou espirituais? Você tem seguido os passos de Jesus? I Pedro 2:21 – pois foi para isso que ele os chamou. O próprio Cristo sofreu por vocês e deixou o exemplo, para que sigam os seus passos.
  • Sendo Deus ele poderia recusar-se a sofrer, mas ele preferiu enfrentar em sua carne os mesmos sofrimentos que muitos de nós passaríamos. Como Jesus reagiu aos sofrimentos? I Pedro 2:23: Quando foi insultado, não respondeu com insultos. Quando sofreu, não ameaçou, mas pôs a sua esperança em Deus, o justo Juiz.

V – JESUS FOI PERSEVERANTE ATÉ O FIM

Ele não desistiu da sua missão, foi fiel até o fim. A nossa jornada pode ser difícil, mas a palavra de Deus nos assegura que fomos chamados para ser perseverantes. Muitos cristãos através dos séculos terminaram suas jornadas perseverando até o fim, portanto se quisermos chegar à eternidade salvos por Jesus precisamos perseverar.

  • Hebreus 12:3: Pensem no sofrimento dele e como suportou com paciência o ódio dos pecadores. Assim, vocês, não desanimem, nem desistam.

VI – JESUS ERA PACIENTE

Enquanto os acusadores estavam apressados para fazer justiça com as próprias mãos, contra a mulher apanhada em adultério. Jesus abaixou e começou escrever no chão, depois disse – Quem de vocês estiver sem pecado, que seja o primeiro a atirar uma pedra nesta mulher (João 8:7). Em seguida, voltou a escrever no chão (João 8:8) e aguardou paciente o momento certo para agir em defesa da mulher.

Quando Jairo pediu a Jesus para ir a sua casa curar a sua filha, Jesus parou no caminho para atender uma mulher que tinha um fluxo de sangue. Alguém chegou e disse para Jairo que a menina tinha morrido, mas Jesus respondeu – Não tenha medo; tenha fé, e ela ficará boa. (Lucas 8:50b).

Se não fosse a paciência de Deus, talvez não seríamos salvos. Pense o quanto Deus tem sido paciente com você.  II Pedro 3:9 – O Senhor não demora a fazer o que prometeu, como alguns pensam. Pelo contrário, ele tem paciência com vocês porque não quer que ninguém seja destruído, mas deseja que todos se arrependam dos seus pecados.

VII – JESUS ERA PERDOADOR

Enquanto sofria na cruz, Jesus perdoou seus amigos, inimigos, os indiferentes aquela situação. Ele não orou ao pai pedindo que destruísse seus algozes, mas com misericórdia e amor os perdoou dizendo – Então Jesus disse: – Pai, perdoa esta gente! Eles não sabem o que estão fazendo (Lucas 23:34).

O que fazer para aprender a perdoar? Lembrar quem é Deus em sua vida; lembrar quem é você diante de Deus. Gálatas 6:3,4 – A pessoa que pensa que é importante, quando, de fato, não é, está enganando a si mesma. 4 Que cada pessoa examine o seu próprio modo de agir! Se ele for bom, então a pessoa pode se orgulhar do que fez, sem precisar comparar o seu modo de agir com o dos outros.

VIII – JESUS SEMPRE ORAVA

Jesus tinha uma vida de oração, todos os evangelhos mostram Jesus orando em diversas ocasiões, mesmo quando não havia necessidade Jesus orava. Ele orou no seu batismo, no início do seu ministério, orou antes e depois de operar milagres, orou pela escolha dos doze, orou antes de ir a cruz. Jesus sempre orava.

  • A oração de Jesus era apaixonada. Lc 22:44 – Cheio de uma grande aflição, Jesus orava com mais força ainda. O seu suor era como gotas de sangue caindo no chão.
  • Jesus orava insistentemente. As vezes ele se levantava cedo, ainda escuro, para orar como em Marcos 1:35: De manhã bem cedo, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou, saiu da cidade, foi para um lugar deserto e ficou ali orando.
  • Jesus orava demoradamente. Há exemplos de orações curtas de Jesus, mas havia ocasiões em que Ele orava por longos períodos, Lucas 6:12 – Naquela ocasião Jesus subiu um monte para orar e passou a noite orando a Deus.
  • Jesus gostava de orar, ele ensinou aos discípulos que queria orar porque gostava, mas também orava porque precisava, estando ele sob a natureza humana poderia perder o foco na sua missão.
  • A oração o fortalecia. Conosco não pode ser diferente, há várias recomendações bíblicas sobre o dever de orar (Rm 12:12; Ef 6:18; Cl 4:2; I Ts 5:17,18).

IX – JESUS SE FEZ SERVO

Ele ensinou que seus discípulos deveriam ser servidos por Ele, João 13:8 – O senhor nunca lavará os meus pés! – disse Pedro. – Se eu não lavar, você não será mais meu discípulo! – respondeu Jesus

Ele também os ensinou a servir uns aos outros, Mateus 20:26-28 – Mas entre vocês não pode ser assim. Pelo contrário, quem quiser ser importante, que sirva os outros, 27 e quem quiser ser o primeiro, que seja o escravo de vocês. 28 Porque até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente.

Que o Senhor nos abençoe e que possamos, cada dia, aprender mais da Palavra de Deus, para sermos iguais a Jesus, pois “Quem diz que vive unido com Deus deve viver como Jesus Cristo viveu.” I João 2:6.

Contribua com este ministério

Ajude-nos a levar o evangelho para quem precisa ser alcançado e a contribuir para o ministérios dos pregam a Palavra de Deus. Inscreva em nosso canal no Youtube.com/IndependenciaCristo

R$100,00

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s