O sentimento de Jonas


Qualquer pessoa pode se sentir desorientada diante de uma situação inesperada. Somos, na maioria das vezes, movidos pelas emoções que geram sentimentos diversos durante a vida. O que vemos e ouvimos geram emoções que formam os sentimentos, que podem ser permanentes ou não. Sentimentos são frutos das emoções. Há pessoas que guardam mágoas de outro desde a infância, por causa de uma discussão tola sobre bola ou pipa.

O quarto capítulo de Jonas registra um período pós missão cumprida de Jonas. O povo de Nínive ouviu a pregação de Jonas e se converteu ao Senhor e não foram destruídos. Depois que Nínive se converteu e foi salva, Jonas experimentou uma grande frustração porque Deus perdoou Nínive e a sua palavra não se cumpriu. Deus usa um método simples para repreendê-lo e ensinar sobre o que é misericórdia. Jonas teve que aprender sobre como funciona a misericórdia divina, que tem grande amor e perdoa pecadores perdidos.

Assista a mensagem em nosso Canal no YouTube

I – Deus repreende Jonas porque seus sentimentos estavam dirigindo seus pensamentos. Você pensa sobre o que diz? Você sente o que diz? Na maioria das vezes, o pensamento está recheado de emoções (estímulos externos) que geram sentimentos (manutenção das emoções) ruins.

O sentimento de Jonas sobrepôs à sua fé. Ele tinha um sentimento destrutivo em relação a Sodoma, somente pelo que se ouviu falar. Ele demonstrou mais compaixão pela planta que secou, do que pelas pessoas que se arrependeram.

Alguns princípios que aprendemos sobre os sentimentos de Jonas:

  1. Pessoas guiadas pela emoção geram sentimentos equivocados.
  2. O segundo princípio que aprendemos é sobre nossas comodidades. Elas são coisas, não pessoas. São passageiras, não duram para sempre e podemos nos privar delas.
  3. O terceiro princípio é que uma pessoa que se alimenta de sentimentos ruins é egoísta.
  4. O quarto princípio ensina que a pessoa que não está em comunhão com Deus pode se tornar impiedosa. A arrogância é o seu alimento.

Qual foi o sentimento de Jesus sobre Jerusalém? Jesus não agiu como Jonas. Diante do pecado daquele povo, Jesus chorou, Lucas 13:34-35. Jesus chorou porque desejava que o povo se arrependesse. Ele estava triste porque foi rejeitado ao tentar salvar Jerusalém. Jonas se irritou porque o povo se arrependeu, a cidade foi poupada e ele teve que ficar sob o sol.

II – A lição de Jonas mostra que Deus não age conosco, do mesmo que agimos com os outros.

Já imaginou se Deus te tratasse do mesmo modo que trata as pessoas? Como seria esse tratamento divino? Bom ou ruim? Se Deus tivesse deixado nas mãos de Jonas a decisão para julgar Nínive, provavelmente a cidade teria sido destruída e quem sabe com crueldade. Porém, a manifestação da ira de Deus tem o propósito de ensinar, corrigir quem está errado, como o pai corrige seu filho, e nunca de destruir.

Deus esperava que Jonas fosse sensato, mas ele preferiu morrer do que agir com sensatez. Deus poderia deixar Jonas morrer, quem sabe acabar com a sua vida ali, naquele momento. Mas, Deus insiste com Jonas, porque queria lhe ensinar a lição. Deus não permite a morte de Jonas até que ele aprenda sobre Deus.

  1. Deus estava ensinando Jonas o que é amor. O próprio Deus sentiu o que é perda, quando renunciou a seu filho para vir a terra resgatar a humanidade perdida.
  2. Jamais entenderemos o amor de Deus, até que morramos para o nosso ego. Você é capaz de sentir a dor do outro, quando enfrenta situação de perda semelhante.
  3. A pessoa guiada por sentimentos errados corre risco de auto autodestruição. Deus ensina a Jonas tanto a debilidade quanto a pecaminosidade de seus sentimentos, fazendo um contraste entre o amor de Jonas pela planta e o Seu amor pelos homens de Nínive.

III – A lição de Jonas, exemplo para nós

  1. Precisamos entregar as nossas emoções à Deus, para que os sentimentos sejam bons. Filipenses 2:5 ACF.
  2. Devemos orar e pedir a Deus que nos ensine a olhar as pessoas além dos nossos interesses. A graça não é privilégio de um, mas de todos.
  3. Que a nossa ambição seja enxergar tudo do modo como Deus vê.

Qual é a tua resposta para as questões acima? Você deseja sentir e ver como Jonas ou como Deus? A igreja recebeu o Espírito Santo, ele é a presença permanente de Deus na tua vida, que nos permite sentir e ver do mesmo modo que Deus nos vê e o que ele sente por nós.

Se você optou por sentir e ver como Deus, saiba que isso é possível pelo Espírito Santo. Clame e peça que ele venha sobre a tua vida e a domine totalmente.

Contribua com este Ministério

100.00 R$

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s