Como ativar a fé em Deus?


Hebreus 12:1,2a – Assim nós temos essa grande multidão de testemunhas ao nosso redor. Portanto, deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que se agarra firmemente em nós e continuemos a correr, sem desanimar, a corrida marcada para nós. 2 Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa.

O evangelho é um caminho de fé. Ele começa pela fé, é vivido pela fé e termina pela fé. Quando Paulo estava prestes a concluir sua jornada terrena, ele declarou em II Timóteo 4:7 – Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé.

Cada passo que o crente dá é um passo de fé, que permite materializar as promessas de Deus sobre si e continuar avançando pela fé para alcançar novos objetivos. Esta é uma jornada que dura por toda a vida terrena.

Assim como a semente que se torna uma arvore frondosa, frutífera e dos seus frutos surgem novas sementes num ciclo contínuo, a fé começa com Deus nos dando a primeira semente e a partir dai nós produzimos novos frutos e sementes pela fé. Deus é a origem da nossa fé, tudo começa por Ele.

  • Jesus declarou em João 15:16 – Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e deem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome.

O fruto da fé não se perde, quando as suas sementes dão origem a fé em outras pessoas. Quando anunciamos o evangelho (coisas boas) para as pessoas, estamos lançando sementes de fé no coração delas. A fé não é uma coisa de conhecimento; fé é uma coisa da vida, da ação; fé é movimento.

  • Você tem as sementes da fé e as distribui, usa-as em benefício de outros para que tenham fé.

PRINCÍPIOS SOBRE A FÉ QUE PRECISAMOS APRENDER

Um pai promete dar um presente ao filho no seu aniversário. A criança acredita porque sabe que o seu pai não mente. Ela acreditará no que outras pessoas, a Tv ou Internet disserem ou mostrarem. Ela sabe que o seu pai cumpre a palavra, então ela espera o grande dia do seu aniversário com fé.

  • Quando conhecemos a Deus, sabemos que Ele é verdadeiro. Não devemos duvidar da sua reputação. Ele é fiel para cumprir a sua promessa.

 Vejamos os princípios que envolvem a fé:

  1. A palavra liberada. O pai dá a sua palavra. Ele coloca seu nome em xeque;
  2. Acreditar na palavra. O filho que recebe a promessa, tem o poder para decidir se acredita ou não;
  3. A palavra é a promessa. A promessa não é a materialização do presente. É a palavra da pessoa que prometeu;
  4. A reação define sua fé. Ela demonstra a ação de quem realmente acredita, não há espaço para dúvidas, ainda que outros agentes (externos ou internos) venham questionar a sua fé;
  5. Há um tempo determinada para a palavra se cumprir. O dia do aniversário chega e o filho recebe o presente. A promessa se cumpriu.

Não esqueça que a fé é pessoal. Não é quem diz, mas quem recebe que decide acreditar ou desacreditar. A fé garante que Deus cumpre o que promete. Mateus 24:35 – O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras ficarão para sempre.

  • A palavra de Deus é verdadeira, mas você sabe o que Ele te diz? Você conhece bem a Sua palavra? João 15:7 – Se vocês ficarem unidos comigo, e as minhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem.

Os grandes heróis da fé acreditavam no que Deus havia dito em Sua palavra. Por exemplo: Deus deu um filho para Abraão e depois pediu que Abraão o sacrificasse. Do ponto de vista natural, se Isaque morresse, a promessa de Deus não se cumpriria. Porém, Abraão cria na promessa de Deus. Hebreus 11:17 – Foi pela fé que Abraão, quando Deus o quis pôr à prova, ofereceu o seu filho Isaque em sacrifício. Deus tinha prometido muitos descendentes a Abraão, mas mesmo assim ele estava pronto para oferecer o seu único filho em sacrifício.

  • Em Romanos 4:20,21 diz – Abraão não perdeu a fé, nem duvidou da promessa de Deus. A sua fé o encheu de poder, e ele louvou a Deus 21 porque tinha toda a certeza de que Deus podia fazer o que havia prometido.

COMO A FÉ É ATIVADA

Assista o vídeo desta mensagem. Ajude-nos comentando, curtindo, compartilhando e se inscrevendo em nosso Canal.

Uma vez que entendemos em quem temos fé e no que se baseia a nossa fé, é importante saber como ela é ativada. Romanos 10:17 – Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo.

Não há como obter a fé sem a Palavra de Deus. Quando ouvimos a palavra de Deus, a fé em vem em nossa direção, cabe a nós aceitá-la ou não. Deus não fará o que prometeu, se você não acreditar.

  • A palavra é recebida, nos ouvidos; acredita-se na palavra, no coração; agimos sobre o que palavra nos promete, a confissão; no tempo certo recebemos a promessa, ou seja, materializamos a promessa.

Quando acreditamos em Deus e no que Ele nos prometeu, abrimos o caminho para que coisas que não existem se materializem. O impossível se torna possível, o inatingível é alcançado.

  • Noé fez um barco no meio da terra seca e salvou toda a sua família; Moisés abriu o mar vermelho e libertou o povo de Deus; Abraão teve um filho mesmo sendo estéril.

A fé nos permite colocar a mão dentro da dimensão espiritual, da palavra e tirar do reino as coisas que eram apenas promessas para torná-las realidade. Para isso a fé precisa ser ativada.

  • Muitas pessoas não recebem promessas por três razões: Não conhecem as promessas; não ouvem as promessas; não acreditam nelas: Hebreus 4:2.

Se realmente acreditamos no que as escrituras dizem, então as promessas poderão se materializar. A parábola do semeador ilustra esse processo de materialização da promessa.

  • Os problemas não estavam no semeador (quem promete) ou na semente (promessa), mas na terra que recebeu a semente (quem recebe a promessa). Mateus 13:3 – Jesus usou parábolas para ensinar muitas coisas… Ele disse: —Escutem! Certo homem saiu para semear.

Lucas 8:11, nos diz que a semente é a palavra de Deus e o Senhor é o semeador. A palavra é uma semente que se for cultivada vai dar o fruto esperado, mas se não soubermos como cultivá-la, então morrerá sem produzir qualquer fruto. Vejamos:

I – Ignorância. Mateus 13:19a – As pessoas que ouvem a mensagem do Reino, mas não a entendem… Não basta apenas ouvir, é preciso entender a Palavra. O ensino (discipulado) permite que a palavra seja entendida, o inimigo não poderá roubar a semente do seu coração.

  • Quando Filipe se encontrou com o Eunuco e ensinou-lhe acerca do que estava lendo, o Eunuco acreditou em Jesus e quis ser batizado. Quando a pessoa não entende a palavra, o inimigo rouba a semente do seu coração.

II – O teste da fé. Ele prova se de fato cremos ou se foi apenas emoção. Mateus 13:5, 21 – Outra parte das sementes caiu num lugar onde havia muitas pedras e pouca terra. As sementes brotaram logo porque a terra não era funda. 21 mas duram pouco porque não têm raiz. E, quando por causa da mensagem chegam os sofrimentos e as perseguições, elas logo abandonam a sua fé.

  • Como é lamentável receber a palavra com alegria, mas diante da adversidade abandonar a fé e perder a salvação. I Pedro 1:6,7 – Alegrem-se por isso, se bem que agora é possível que vocês fiquem tristes por algum tempo, por causa dos muitos tipos de provações que vocês estão sofrendo. 7 Essas provações são para mostrar que a fé que vocês têm é verdadeira. Pois até o ouro, que pode ser destruído, é provado pelo fogo. Da mesma maneira, a fé que vocês têm, que vale muito mais do que o ouro, precisa ser provada para que continue firme. E assim vocês receberão aprovação, glória e honra, no dia em que Jesus Cristo for revelado.
  • Não há outro método, você lê ou ouve a palavra de Deus, você acredita e entende; mas antes de receber a bênção a sua fé deve ser testada.

III – Tentação. Às vezes já passamos a parte mais difícil; entendemos a palavra e fomos aprovados no teste da fé; mas, negligenciamos e caímos diante da tentação. Lucas 8:13 afirma – … Elas não têm raízes e por isso creem somente por algum tempo; e, quando chega a tentação, abandonam tudo.

  • Quando o inimigo não consegue roubar sua fé, ele tenta você para pecar. Por um momento de prazer você pode perder a bênção de Deus. Foi o que aconteceu com Esaú, por um prato de sopa de lentilhas renunciou à benção, embora tenha se arrependido, não conseguiu recuperar o que perdeu.
    • Hebreus 12:15-17 – Tomem cuidado para que ninguém abandone a graça de Deus. Cuidado, para que ninguém se torne como uma planta amarga que cresce e prejudica muita gente com o seu veneno. 16 E tomem cuidado também para que ninguém se torne imoral ou perca o respeito pelas coisas sagradas, como Esaú, que, por causa de um prato de comida, vendeu os seus direitos de filho mais velho. 17 Como vocês sabem, depois ele quis receber a bênção do seu pai. Mas foi rejeitado porque não encontrou um modo de mudar o que havia feito, embora procurasse fazer isso até mesmo com lágrimas.
  • A tentação é uma das batalhas mais difíceis para o cristão, porque muitas vezes queremos enfrentá-la e mostrar que somos mais fortes do que ela, quando deveríamos fugir. Deus não nos prova além do que podemos suportar, mas a tentação não provém de Deus. O inimigo irá te tentar além do limite.

IV – A ilusão da riqueza. Mateus 13:7 – Outras sementes caíram no meio de espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas. Lembre-se que a semente é a palavra que Deus enviou para abençoar nossas vidas. Mas, aqui vemos que os espinhos sufocaram a semente. Esses espinhos podem sufocar as nossas bênçãos. Mateus 13:22b – Elas ouvem a mensagem, mas as preocupações deste mundo e a ilusão das riquezas sufocam a mensagem, e essas pessoas não produzem frutos.

  • Os espinhos sempre estão relacionados as coisas ruins do mundo, Provérbios 22:5 ARC diz que “Espinhos e laços há no caminho do perverso; o que guarda a sua alma retira-se para longe dele”.  
  • A sociedade moderna destruiu os fundamentos da vida verdadeira, colocando em nossas cabeças que a felicidade depende das riquezas. Se não temos os confortos que a sociedade estabelece somos miseráveis, semeamos a ganância do homem pelo material, se não temos riqueza então não podemos ser felizes, mas tudo isso é uma mentira do diabo, Jesus disse em Lucas 12:15b – a verdadeira vida de uma pessoa não depende das coisas que ela tem, mesmo que sejam muitas.
  • Devemos ter cuidado, os espinhos podem ser o amor demasiado ao dinheiro. I Timóteo 6:10 – Pois o amor ao dinheiro é uma fonte de todos os tipos de males. E algumas pessoas, por quererem tanto ter dinheiro, se desviaram da fé e encheram a sua vida de sofrimentos.
  • Deus não quer que você seja pobre, é claro que ele não, Ele quer que você entenda que a coisa mais importante nesta vida é conhecê-lo, a verdadeira riqueza é aquela que vem como a bênção de Deus, Provérbios 10:22 – A bênção do Senhor Deus traz prosperidade, e nenhum esforço pode substitui-la.
  • lamentavelmente nossa natureza caída é facilmente atraída pela vaidade do mundo nos fazendo ir atrás das riquezas, quão terrível é essa decepção que acaba destruindo as famílias. Ló quando decidiu ir para Sodoma e estabelecer seu negócio, foi atraído pela beleza daquela terra, Gênesis 13:10-11 – Ló olhou em volta e viu que o vale do Jordão, até chegar à cidade de Zoar, tinha bastante água. Era como o Jardim do Senhor ou como a terra do Egito. O vale era assim antes de o Senhor haver destruído as cidades de Sodoma e de Gomorra. 11 Ló escolheu todo o vale do Jordão e foi na direção leste. E assim os dois se separaram.
  • Quando estudamos o texto sobre a parábola do semeador, vemos a razão pela qual os frutos não amadureceram foram as preocupações, as riquezas e os prazeres desta vida, Lucas 8:14b.

V – Deus quer que tenhamos uma fé que produza bons frutos. Lucas 8:15 – E as sementes que caíram em terra boa são aquelas pessoas que ouvem e guardam a mensagem no seu coração bom e obediente; e, porque são fiéis, produzem frutos.

O processo para que a semente da fé produza bons frutos em nós inclui:

  1. Entender a palavra, a pessoa precisa ser ensinada através do discipulado.
  2. Permanecer firme mesmo diante das tentações, tribulações e problemas da vida. É preciso ter convicção e não emoção.
  3. Para suportar a tentação é necessário permanecer em comunhão com Deus, porque se não tivermos prazer em se relacionar com Deus seremos presas fáceis para o mundo.
  4. Perseverar com paciência e estar convicto de que Deus é fiel à Sua palavra.
logo_gif

Contribua com este Ministério

Ajude-nos a levar o evangelho para mais pessoas

R$ 100,00

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s