Esboços Estudos Bíblicos Sermões

A fé natural e a fé sobrenatural


Hebreus 10.38,39: E todos aqueles que eu aceito terão fé em mim e viverão. Mas, se uma pessoa voltar atrás, eu não ficarei contente com ela.” 39 Nós não somos gente que volta atrás e se perde. Pelo contrário, temos fé e somos salvos.

Vamos falar um pouco mais sobre a fé. Estamos numa jornada de 50 dias sob o tema “Avançando pela fé” e o nosso foco durante essa jornada é despertar em cada crente uma fé capaz de ultrapassar as multidões que os cercam tentando impedi-los de chegar perto de Jesus, para alcançar o que necessitam, como aconteceu com o cego Bartimeu (Marcos 10.46-52). As multidões podem ser familiares, círculos sociais ou o nosso próprio pecado[i]

Existem várias argumentações teológicas sobre a origem, significado e aplicações da palavra fé. A palavra fé e suas vertentes do hebraico e grego está relacionada a fidelidade, confiança em Deus, compromisso firmado, convicção e acreditar.

Assista o vídeo desta mensagem em:

A fé pode se manifestar de dois modos: natural e espiritual.

  1. A fé natural possui vários aspectos e pode ser desenvolvida por qualquer pessoa. Ela é limitada pelas leis naturais, a razão (aprendizado, compreensão, inteligência) e a lógica (o que você pensa a respeito).
  2. A fé natural, embora importante, é como o elefante criado no circo, preso a uma argola, que se limita a corrente que o prende e a obedecer ao adestrador. Se ele quisesse poderia escapar facilmente, mas não o faz porque está limitado pelas correntes.
  3. A fé espiritual não é explicada. Ela não possui um critério específico. A razão não funciona quando a fé é espiritual. Ela não exige comprovação, simplesmente crê.

A fé natural e a espiritual em ação no milagre da multiplicação dos pães (João 6.1-14). Jesus e seus discípulos descrentes alimentaram mais de cinco mil pessoas. A fé natural de Filipe e André tinha limitações naturais, enquanto Jesus vivia numa dimensão espiritual onde tudo é possível.

  1. A fé natural de Filipe o levou a agir pela razão. Ele calculou o número de pessoas e desenvolveu um raciocínio lógico chegando à conclusão que para alimentar a multidão precisariam de muito dinheiro. Verso 7 – Para cada pessoa poder receber um pouco de pão, nós precisaríamos gastar mais de duzentas moedas de prata.
  2. A fé natural de André se limitou ao possível. Ele não fez cálculos ou perdeu tempo discutindo teorias. Ele apresentou o que tinha disponível, embora insuficiente, e deixou o restante com Jesus. Verso 9 – Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos. Mas o que é isso para tanta gente.
  3. A fé de Jesus era espiritual. Ele simplesmente ordenou que todos se assentassem, deu graças a Deus e iniciou a distribuição do alimento. Verso 11 – Em seguida Jesus pegou os pães, deu graças a Deus e os repartiu com todos; e fez o mesmo com os peixes. E todos comeram à vontade.

A fé espiritual é um princípio que se origina em Deus, que é Espírito. Para que possamos desenvolver esse tipo de fé, temos que ter ciência que a sua origem não pertence ao mundo natural. Toda pessoa que pensa que pode produzir a fé por meios naturais está cometendo um grave erro, pois a fé sobrenatural só pode ser alcançada numa conexão com Deus.

  • Hebreus 12.2a: Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa.

O crente deve possuir os dois tipos de fé, natural e espiritual. Quando ele não consegue resolver a situação, entrega o que tem nas mãos de Deus, como fez André com Jesus. Para mover o natural e o sobrenatural são necessárias três coisas:

  1. Bíblia. O conhecimento diz o que está disponível;
  2. Oração. A oração associada ao conhecimento permite pedir corretamente;
  3. Fé. A fé é a chave que abre a sala dos tesouros, das bênçãos e milagres de Deus. Porém, algumas bençãos somente serão possíveis se o crente estiver disposto a agir usando a fé espiritual.

A FÉ ESPIRITUAL NÃO É VER PARA CRER

Geralmente as pessoas creem somente no que podem ver. Depois da ressurreição, Jesus apareceu para os discípulos quando Tomé não estava presente. Quando lhe disseram que Jesus ressuscitou, ele não acreditou. A fé de Tomé era natural baseada nos sentidos, ele tinha que ver primeiro para crer (João 20.25b)Se eu não vir o sinal dos pregos nas mãos dele, e não tocar ali com o meu dedo, e também se não puser a minha mão no lado dele, não vou crer!

A fé natural exige prova, a pessoa vê primeiro para crer depois. A fé espiritual surge quando você não vê, não tem, não sente determinada coisa, mas acredita que irá acontecer mesmo que não tenha nenhuma prova física que confirme. João 20.29 – Você creu porque me viu? – disse Jesus. – Felizes (abençoados) são os que não viram, mas assim mesmo creram!

Eis a razão do porquê a fé espiritual não pode ser compreendida naturalmente. A pessoa que tem uma fé espiritual age convencida que algo lhe pertence ou pode ser alcançado, mesmo que não esteja vendo.

  • Marcos 11.24 – Por isso eu afirmo a vocês: quando vocês orarem e pedirem alguma coisa, creiam que já a receberam, e assim tudo lhes será dado.

Abraão tinha uma fé espiritual, ele já estava velho e naturalmente impossibilitado de se tornar pai, mas continuou crendo na promessa de Deus. Romanos 4.19: Abraão tinha quase cem anos. Mas, mesmo quando ele pensou a respeito do seu corpo, que já estava como morto, ou quando lembrou que Sara não podia ter filhos, a sua fé não enfraqueceu.

A fé espiritual nos permite adentrar na dimensão espiritual. Enquanto estamos no mundo natural há um outro mundo espiritual em contínuo movimento. Seres angelicais estão trabalhando a todo momento em favor dos servos de Deus. Salmos 91.11: Deus mandará que os anjos dele cuidem de você para protegê-lo aonde quer que você for.

  • Você consegue enxergar os anjos ao teu redor? Certamente que não, porque os anjos são seres espirituais. O incrédulo dirá que não existe anjos porque não pode vê-lo, mas a pessoa que tem fé em Deus sabe da existência e presença dos anjos.

QUANDO A FÉ NATURAL ATRAPALHA A FÉ ESPIRITUAL

Nós nascemos sob o domínio da razão (exemplo da infância: não mexe com fogo porque queima; a mãe que dizia, não te falei que tinha razão?) e estamos acostumados a esse estilo de vida racional. Porém, quando aceitamos a Jesus Cristo, as leis espirituais que estavam mortas foram ressuscitadas.

  • Não quer dizer que já estamos maduros espiritualmente, é necessário um processo de crescimento (o discipulado é um caminho) e renovação contínua.
  • Desenvolver uma fé espiritual exige que sujeitemos a nossa razão a obediência do Espírito Santo. II Coríntios 10.5: e também todo orgulho humano que não deixa que as pessoas conheçam a Deus. Dominamos todo pensamento humano e fazemos com que ele obedeça a Cristo.

Quando Jesus disse para removerem a pedra onde jazia o corpo de Lázaro, a sua irmã Marta começou a argumentar sobre as condições naturais do morto. A razão estava dizendo para Jesus que era complicado abrir o túmulo depois de 4 dias (João 11.39).

  • Jesus mostrou para Marta que se ela fosse dominada pela razão seria impossível ver a glória de Deus. João 11.39,40 – e ordenou: – Tirem a pedra! Marta, a irmã do morto, disse: – Senhor, ele está cheirando mal, pois já faz quatro dias que foi sepultado! 40 Jesus respondeu: – Eu não lhe disse que, se você crer, você verá a revelação do poder glorioso de Deus?

A razão não é compatível com a fé porque não é capaz de discernir as coisas espirituais que são discernidas espiritualmente. No mundo espiritual não há espaço para razão, somente para a fé.

Na história de Elias e a viúva de Sarepta em I Reis 17.8-16 a razão dizia para a viúva que não havia mais esperança,o que ela tinha era suficiente para uma última refeição e depois disso esperar a morte.  Mas, havia uma chance de ela mudar o final da história: só precisava crer na palavra do profeta.

  • Deus apresentou uma solução para a viúva através do profeta. Ela deveria renunciar à razão e seguir o caminho da fé. Ela não tinha o que perder e decidiu acreditar no profeta. A mulher desiste de ser governada pela razão e experimenta o poder sobrenatural pela fé. I Reis 17.15: Então a viúva foi e fez como Elias tinha dito. E todos eles tiveram comida para muitos dias.

A FÉ ESPIRITUAL EM HEBREUS 11:1,6

Hebreus 11 é uma espécie de crônica que liga homens e mulheres fiéis do Antigo Testamento com os crentes no primeiro século após Cristo. Esse capítulo analisa milhares de anos em que os homens e mulheres aqui mencionados receberam a aprovação de Deus por causa de sua fé inabalável.

A melhor definição para a palavra fé no NT está em Hebreus 11.1 – A fé é a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver.

  1. A fé é a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos: Assim como nossa visão física nos dá a convicção do mundo material; a fé é o sentido que nos dá a convicção do mundo espiritual, invisível.
  2. A fé é a certeza de que iremos receber algo que esperamos. A fé espiritual é necessária para o que não podemos ver ou tocar. A fé é o título de propriedade daquilo que você espera alcançar.
  3. A fé espiritual não contradiz a razão, ela vai além da razão. Eu posso afirmar que a Bíblia é o livro mais lido em todos os tempos, que sua leitura impactou a sociedade mais do que qualquer outro livro. Mas só a fé espiritual pode provar que a Bíblia é a palavra de Deus. Portanto, esta é uma crença que vai além da razão, mas não contra a razão.
  4. A fé é, portanto, certeza. convicção: A fé não é uma crença simples ou uma compreensão intelectual. É uma vontade de confiar, acreditar e segurar.
  5. A fé é a prova de que existem coisas que não podemos ver. Ela vai além do que aprendemos através dos nossos sentidos, o autor aos Hebreus afirma que suas evidências não são as dos sentidos, que produzem incertezas. É algo espiritual, que somente os espirituais entendem.
  6. Assim como os olhos produzem convicções ou dão provas das coisas visíveis; a fé é o órgão que permite que as pessoas vejam a ordem invisível, o que está na dimensão espiritual.

A fé espiritual começa a partir da crença natural que Deus existe. Hebreus 11:6 – Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor.

Sem fé é impossível agradar a Deus: Esta é a fé básica necessária para quem busca Deus. Ela começa naturalmente quando a pessoa afirma acreditar que Deus existe; ela crê que Deus recompensa os que o buscam; embora sem muito conhecimento sobre Deus. Ela acredita que Deus está em algum lugar e que se revela através de pessoas, coisas, situações. Esse é o primeiro passo para agradar a Deus. Não é uma fé sobrenatural, espiritual, mas já é o primeiro passo para avançar em direção a fé espiritual.

  1. O autor de Hebreus não diz que é difícil agradar a Deus sem fé. Ele diz que é impossível. Qualquer pessoa que vá ao encontro de Deus, precisa ter essa fé.
  2. Essa é a fé que o pai do menino teve quando foi até Jesus, Marcos 9:23,24 – Jesus respondeu: – Se eu posso? Tudo é possível para quem tem fé. 24 Então o pai gritou: – Eu tenho fé! Ajude-me a ter mais fé ainda.
logo_gif

Contribua com este Ministério

Ajude-nos levar o evangelho para mais pessoas e lugares

R$ 100,00


 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: